R.B. 9/DEZ/16 "Para o brasileiro medíocre o eu é mais importante que o nós"



"Para o brasileiro medíocre o eu é mais importante que o nós"

São Paulo, 9 de dezembro de 2016 (SEXTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em queda, ampliando a baixa acumulada em DEZ/16 (-2,0%) e realizando parte dos lucros auferidos em 2016 (39,9%), diante da crescente avaliação de que no Brasil o ambiente político e o desempenho da economia estão cada dia piores e (2) o DÓLAR pode subir, em um ajuste técnico após 4 pregões seguidos de alta, acompanhando a esperada piora do "humor" na bolsa brasileira e a trajetória internacional da moeda norte-americana.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -1,2%, realizando lucros após 2 pregões seguidos de alta, diante da crescente constatação de que as instituições tupiniquins seguem dominadas por corruptos e distantes da vontade popular e da manutenção dos sinais negativos da economia brasileira e (2) o DÓLAR caiu -0,7% à R$ 3,38, acompanhando a desvalorização internacional da moeda norte-americana, diante da decisão do BC Europeu de estender seu programa de relaxamento quantitativo até fim de 2017.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma tendência única, Japão 1,4%, acompanhando o ótimo desempenho das bolsas de NY, para fechar o dia no nível mais alto desde 30/DEZ/15 e China -0,2%, prejudicada pelos esforços de Pequim de combater movimentos especulativos, (2) da EUROPA, Inglaterra 0,4%, França 0,9% e Alemanha 1,7%, com destaques de alta para as ações dos bancos, impulsionados pela decisão do BC Europeu de estender seu programa de relaxamento quantitativo até fim de 2017 e (3) dos EUA, em novos recordes históricos de alta, S&P 0,2%, DJ 0,3% e NASDAQ 0,4%, com os investidores "apostando" em ações desde a eleição de Trump em 8/NOV/16, devido ao otimismo com a possibilidade de adoção de medidas de estímulo à economia doméstica e de redução de impostos e regulações corporativas.

Mostrando preocupação com o ritmo ainda capenga da economia do velo continente, ontem o BC Europeu, conforme esperado, anunciou que vai reduzir a escala de suas compras mensais de títulos de € 80bi para € 60bi, mas insistiu em que a decisão não representa um primeiro passo para o final de seu histórico programa de relaxamento quantitativo.

Coberto de razão, o empresário Antonio Carlos Pipponzi, presidente do conselho da Raia Drogasil e um dos principais porta-vozes dos grandes varejistas, afirmou que o governo Temer perde força para aprovar as reformas quando surgem novas notícias de corrupção e ressaltou que é difícil apoiar um presidente cujo governo perde tantos ministros em pouco tempo.

Para resolver um problema causado pela falta de educação financeira do brasileiro, que estimulado pelos governos do PT gastou mais do que devia comprando aquilo que não precisava (telefonia, vestuário e automóveis) e se encontra atolado em dívidas, o governo Temer estuda autorizar que trabalhadores saquem parte do seu FGTS para quitar empréstimos com bancos.

Beneficiada pelo patamar historicamente baixo do petróleo e pelo crescente aumento da demanda, a associação internacional de transporte aéreo (IATA) "aposta" que a indústria mundial de aviação terá em 2016, pelo terceiro ano consecutivo, um lucro recorde, desta vez de U$ 35,6bi, porem a perspectiva para 2017 é menos otimista (lucro de U$ 29,8bi).

Superando de longe as "apostas do mercado" (-1,3) e podendo ajudar o Brasil a "sair do buraco", em NOV/16 as importações da China, principal destino das exportações tupiniquins, cresceram 6,7% na comparação com NOV/15, representando o ritmo mais rápido em mais de 2 anos e impulsionadas pela forte procura por commodities, como carvão e minério de ferro.

Finalmente apresentando um dado positivo para o país, segundo as "apostas" do IBGE a safra brasileira de 2017 de cereais, leguminosas e oleaginosas chegará a 210,1 milhões de toneladas, o que representará um salto de 14,2% na comparação com o resultado de 2016 e um recorde histórico.

Política:

Colocando todos os bandidos de esquerda no mesmo balaio, a Odebrecht afirmou no acordo de delação premiada com a Operação Lava Jato que realizou pagamento de caixa dois, em dinheiro vivo, para as campanhas de 2010 e 2014 de Alckmin, o governador tucano de SP.

No seu cronograma mais otimista, o governo Temer só prevê a aprovação da reforma da Previdência na Câmara no fim do primeiro semestre de 2017, já que avalia que, dada a sensibilidade do tema, não tem condições de "tratorar" o Legislativo e sabe que vai ter que ceder em vários pontos da sua proposta inicial.

Tirando sarro das instituições democráticas, Renan Calheiros, presidente do Senado, apenas 2 dias após se recusar a receber uma intimação de um oficial de justiça, afirmou, em referencia a decisão do STF de mantê-lo no cargo, que decisão judicial existe para ser cumprida.

Como já era de se esperar, já que tucanos adoram se bicar, a declaração de Serra, o ministro das Relações Exteriores, a favor da recondução do senador Aécio Neves na presidência nacional do PSDB por mais um mandato deixou o entorno de Alckmin, o governador de São SP, bastante contrariado e em alerta.

Fruto da rapinagem e da incompetência administrativa do PT, poucos dias depois de decretar calamidade financeira, o governo de Minas Gerais, comandado pelo petista Fernando Pimentel, anunciou que vai parcelar o pagamento do 13º salário dos servidores públicos estaduais.

-    Pagando sua conta, Renan Calheiros de coloca em votação a esdrúxula proposta que endurece a punição para abuso de autoridade.
-    Diante da ameaça dos partidos do chamado centrão em retaliar a reforma previdenciária, o presidente Michel Temer reavalia a indicação do tucano Antonio Imbassahy para a Secretaria de Governo.
-    Com o Brasil se aproximando do centro do poder global, a embaixadora brasileira Maria Luiza Viotti assumirá o posto de chefe de gabinete do novo secretário-geral da ONU, António Guterres, ex-primeiro-ministro de Portugal.
-    Já que são ideologicamente parecidos, convidado por David Uip, secretário de Saúde do governo Alckmin, o petista Alexandre Padilha topou integrar o futuro Conselho Superior em Gestão de Saúde da cidade de SP.

Crítica:

Prioritariamente "comandadas por pelegos analfabetos", que na maioria das vezes também agem como mafiosos, as centrais sindicais tupiniquins já avisaram que vão combater, inclusive propondo greve geral, a idade mínima de 65 anos para a aposentadoria proposta pelo governo Temer na reforma da Previdência.

Provando que "para o brasileiro medíocre o eu é mais importante que o nós", Miriam Leitão, repórter da global, afirmou, "então, na regra nova da previdência você será prejudicado, pois tem menos de 50 anos e só vai poder se aposentar com 65", já Marcelo Caetano, secretario da previdência, respondeu, "eu acredito que sou beneficiado, pois mantendo a regra atual a previdência quebra e com a reforma eu sei que vou receber".

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil


Nenhum comentário:

Postar um comentário