R.B. 8/DEZ/16 "A maior especialidade dos parlamentares tupiniquins"



"A maior especialidade dos parlamentares tupiniquins"

São Paulo, 8 de dezembro de 2016 (QUINTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve cair, acompanhando a realização de lucros das principais bolsas mundiais e devolvendo uma pequena parte da sua forte alta acumulada no ano (41,4%), diante da crescente constatação de que as instituições tupiniquins seguem dominadas por corruptos e distantes da vontade popular e (2) o DÓLAR pode subir, acompanhando a provável piora do “humor” na bolsa brasileira e influenciado pelo esperado aumento do fluxo negativo de recursos externos.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,5%, com bom volume de negócios (R$ 8,3bi), acompanhando o movimento ascendente das principais bolsas mundiais e com os investidores “aliviados” com a decisão do plenário do Supremo Tribunal Federal de manter Renan Calheiros na presidência do Senado, o que facilita a tramitação das reformas de interesse do governo Temer e (2) o DÓLAR caiu -0,4% à R$ 3,40, acompanhando o “humor positivo” da bolsa tupiniquim e pressionado pelos leilões de venda do BC.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 0,7% e China 0,7%, mais uma vez beneficiadas pelo bom desempenho dos mercados acionários de NY no dia anterior e com destaques de alta para as exportadoras, (2) da EUROPA, Inglaterra 1,8%, França 1,4% e Alemanha 2,0%, com os investidores “apostando” que, na reunião de política monetária desta semana, o BC Europeu anunciará a extensão do seu programa de compras de ativos por, pelo menos, 6 meses e (3) dos EUA, com DJ e S&P atingindo novos recordes históricos de alta, S&P 1,3%, DJ 1,5% e NASDAQ 1,1%, dando sequencia ao rali de alta iniciado com a eleição de Trump e desta vez com destaques de alta para as ações de grandes empresas como Nike (3,0%), Home Depot (2,9%) e Visa (2,8%).

Finalmente se mostrando sensível ao desempenho pífio da economia tupiniquim, Ilan Goldfajn, presidente do BC, deixou claro ontem, durante café da manhã com jornalistas, que a autoridade monetária vai intensificar o ritmo de corte dos juros básicos se a atividade econômica permanecer fraca e ressaltou que é importante que as reformas sejam aprovadas, que a inflação continue caindo e que as expectativas de inflação continuem ancoradas.

Apesar de ressaltar que o "barulho político ainda é uma preocupação", ontem o norte-americano Bank of America afirmou que a economia brasileira deve sair da recessão em 2017, com um crescimento modesto de 1%, ressaltando que esta recuperação depende da aprovação do teto de gastos e da reforma da Previdência, que por sua vez podem ser dificultadas com as investigações da Lava Jato e uma eventual delação feita por políticos.

Ressaltando, com toda a razão, que só mesmo eleições diretas dariam fim à turbulência e à suspeição sobre as instituições brasileiras, Arminio Fraga, ex-presidente do BC, afirmou que o governo Temer não tem condições políticas para entregar soluções imediatas e que, logo após a decisão da mesa do Senado de desafiar a liminar do STF para manter Renan Calheiros na presidência, recebeu ligações de "gigantes globais do mercado” perguntando se já não é hora de deixar o país.

“Sonhando alto”, empresários brasileiros, que vivem em um dos países mais economicamente fechados do mundo, e empresários norte-americanos, que acabam de eleger o protecionista Trump, elaboraram uma proposta de acordo comercial que tem a ambição de reduzir as tarifas no comércio entre os dois países ao longo de 10 anos e a meta é zerá-las até 2030.

Apresentando o terceiro melhor resultado do ano, desta vez beneficiado principalmente pelas exportações tupiniquins, em NOV/16, segundo dados oficiais do BC, o fluxo cambial, que é o saldo de entrada e saída de moeda estrangeira do país, fechou positivo em US$ 3,81bi.

-    A Petrobras caiu -1,8%, pressionadas pelo recuo do petróleo no mercado internacional.
-    A Vale avançou 3,1%, beneficiada pela alta do minério de ferro na China.

Política:

Cumprindo a lei, Marco Aurélio Mello acatou pedido da Rede Sustentabilidade, para que Renan, presidente do Senado e um dos maiores bandidos do país, fosse afastado do cargo depois que virou réu pelo crime de peculato na ação em que é acusado de ter recebido ajuda de empreiteira para despesas pessoais, porem o plenário do Supremo Tribunal Federal, dominado por “interesses escusos”, decidiu manter o referido senador no cargo, ressaltando entretanto que ele não pode fazer parte da linha sucessória.

Como em um “jogo de cartas marcadas”, o deputado peemedebista Alceu Moreira, indicado como relator da Reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, afirmou na manhã de ontem que, menos de 24 horas após receber a proposta do governo Temer, já concluiu parecer favorável ao texto.

Legislando em causa própria, o que é “a maior especialidade dos parlamentares tupiniquins”, os principais caciques da Câmara e do Senado articulam uma emenda à Constituição para blindar os presidentes das duas Casas, proibindo que eles sejam responsabilizados por fatos sem relação com o mandato.

Para afinar o discurso, em jantar no Palácio dos Bandeirantes, em SP, reuniram-se os tucanos Alckmin, Aécio, FHC e Tasso Jereissati e, durante o rega-bofe 0800, todos manifestaram preocupação com a situação da economia e concordaram que é preciso desestimular a fritura de Henrique Meirelles, ministro da Fazenda que foi criticado por aliados de Temer nos últimos dias.

Cumprindo com a sua parte no acordo, ontem, logo após o Supremo Tribunal Federal decidir em plenário mantê-lo no cargo, Renan Calheiros afirmou que vai manter a votação da PEC do teto de gastos do governo, que fixa limites para os próximos 20 anos, dentro do calendário previsto.

-    Após votar à favor da manutenção de Renan Calheiros na presidência do Senado, a ministra Cármen Lúcia, presidente do STF que vinha sendo bastante elogiada, sai do episódio com a imagem arranhada.
-    Em um dia mais calmo, ontem a Assembleia Legislativa do RJ aprovou 3 projetos do pacote de austeridade do governo do Estado e rejeitou o quarto, que limitaria os subsídios com o bilhete único do transporte público.
-    Privilegiando uma categoria, o que obviamente vai reduzir bastante o apoio popular, a proposta de Reforma da Previdência apresentada pelo governo Temer vai permitir que policiais, militares e bombeiros acumulem aposentadorias e pensões.
-    Comandada e dominada por tucanos, a CPI criada na Assembleia Legislativa de SP para apurar fraudes na merenda escolar terminará sem indiciar nenhum político.

Crítica:

Inovadora, inteligente e eficiente, a Nubank, empresa que emite cartões de crédito sem anuidade e com taxas menores que as cobradas no mercado, acaba de levantar US$ 80mi em sua quinta rodada de investimentos, que desta vez foi realizado pela empresa DST Global, líder de fundos que faz aportes somente em empresas de internet e que fez seu primeiro investimento na América do Sul.

Provando, pela enésima vez, que no Brasil o crime compensa bastante, Emilio Odebrecht, filho do patriarca do clã que saqueia o país desde a fundação da empresa, em 1944, fez um acordo de colaboração premiada no âmbito da Operação Lava Jato e terá que cumprir pena de apenas 4 anos de prisão domiciliar.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil


Nenhum comentário:

Postar um comentário