R.B. 16/NO/16 "Dando a cara para bater"



"Dando a cara para bater"

São Paulo, 16 de novembro de 2016 (QUARTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, se “ajustando” a valorização das commodities e ao bom desempenho das principais bolsas mundiais durante o feriado no Brasil e com os investidores começando a “entender e apostar” que Trump fará um governo pró-mercado e (2) o DÓLAR pode cair, devolvendo uma pequena parte da forte valorização acumulada desde a vitória de Trump (8,6%) na quarta-feira da semana passada, porem deve-se ressaltar que agora a trajetória da moeda norte-americana é de alta.

Segunda-feira, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,8%, tentando iniciar um movimento de recuperação após recuar -3,9% na semana anterior e -7,7% nas 3 sessões anteriores, acompanhando a melhora do “humor” nas principais bolsas mundiais e com ótimo volume de negócios (R$ 9,2bi) para uma véspera de feriado e (2) o DÓLAR subiu 1,5% à R$ 3,45, seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana já que, com a eleição de Trump, aumentaram significativamente as incertezas e as chances de alta mais acentuada dos juros nos EUA.

Ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão -0,1% e China -0,1%, realizando lucros recentes e pressionadas por vendas de ações ligadas à demanda doméstica, (2) da EUROPA, recuperando das perdas de segunda-feira, Inglaterra 0,6%, França 0,6% e Alemanha 0,4%, impulsionadas pela valorização das ações do setor de serviços públicos e beneficiadas pelo anúncio de que o PIB da zona do euro cresceu 0,3% no terceiro trimestre e (3) dos EUA, S&P 0,7%, DJ 0,3% e NASDAQ 1,1%, com as empresas do setor de energia, como ExxonMobil (1,8%), Chevron (2,2%) e Chesapeake (10,6%), beneficiadas pela alta do petróleo, após países membros da OPEP se declararem a favor de um corte na produção da commodity, e as ações do setor de tecnologia, como Facebook (1,8%), Apple (1,3%) e Amazon (3,4%), se recuperando totalmente de perdas causadas pela vitória do republicano Trump nas eleições presidenciais do país.

Independente, como todo BC de país sério deve ser, o FED (“BC” dos EUA) “avisou” que, se a administração Trump elevar gastos em programas de infraestrutura e aumentar estímulos fiscais, causando déficit das contas publicas e inflação, as taxas de juros terão que subir em um ritmo mais acelerado do que se esperava.

Já incorporando em suas projeções a inesperada (ao menos para os “especialistas” e jornalistas tupiniquins) vitória de Trump nas eleições presidenciais dos EUA, o “mercado” reduziu, de 6,88% par 6,84%, suas “apostas” para a inflação medida pelo IPCA neste e também diminuiu, desta vez de -3,31% para -3,37%, suas expectativas para o desempenho do PIB tupiniquim em 2016.

Repetindo o que Meirelles, ministro da Fazenda tupiniquim, está “careca de saber”, o FMI divulgou ontem um relatório alertando que o Brasil deve ter cautela na condução de sua política monetária e considerar de forma gradual cortes nos juros, em linha com o ritmo do ajuste fiscal e da convergência para a meta de inflação, ressaltando que, para impulsionar seu crescimento econômico, o país deve, além de fazer as reformas fiscal e previdenciária, implementar políticas que reduzam os custos para se fazer negócios no país e aumentem a eficiência.

Prejudicando a competitividade das empresas brasileiras e atrapalhando o desenvolvimento do país, o Brasil caiu da 24ª para a 51ª posição em ranking da internet 4G mais rápida do mundo feito pela organização OpenSignal e os principais motivos disto são a falta de investimentos e de concorrência no setor, dominado até nas grandes cidades do país por no máximo 3 opções de operadoras.

Conforme já era de se esperar, os Correios, estatal mais corrupta, ineficiente e desnecessária que existe no Universo, anunciou que a seleção pública para escolha da instituição parceira para explorar os serviços do Banco Postal foi encerrada sem que nenhum banco mostrasse interesse.

Gerando aumento do desemprego e retração econômica, nos 8 primeiros meses deste ano o setor de serviços na capital paulista faturou R$ 173,9bi, o que representa uma queda real de -4% em relação ao mesmo período de 2015 e esta retração foi puxada principalmente pelo mau desempenho dos serviços contratados por outras empresas, como os jurídicos, econômicos e técnico-administrativos.

-    A CSN subiu 5,2% e, após anunciar que tem a meta de vender cerca de R$ 8bi em ativos e que projeta uma melhora de margens no próximo ano apoiada em reajustes de 25% nos preços de aço vendido para montadoras de veículos.
-    A JBS subiu 2,0%, porem ontem, durante o feriado, a empresa de alimentos anunciou que, coincidentemente agora que está sem “amigos no governo”, auferiu no segundo terceiro trimestre deste ano um lucro liquido -74,2% menor que no mesmo período do ano passado.

Política:

Na segunda-feira à noite, durante uma entrevista que deu ao programa Roda Viva, o presidente Temer “garantiu” que a reforma da Previdência já está "formatada" e será enviada ao Congresso ainda neste ano, ressaltando que as discussões começarão após a aprovação da emenda do teto dos gastos públicos, que está em etapa final de tramitação no Senado.

Com o objetivo de ajudar na retomada da economia, gerando renda e empregos, o presidente Temer deu sinal verde para que o governo negocie um acordo com o Congresso, as agências reguladoras e o Tribunal de Contas da União para destravar investimentos em novos projetos de infraestrutura e também prometeu realizar uma nova rodada de concessões no próximo ano, com leilões de aeroportos, rodovias e ferrovias.

Mostrando mais uma vez sua enorme habilidade política, o presidente Temer, ao menos publicamente, ordenou que todos os membros de sua equipe de governo fiquem de fora da disputa pela sucessão na presidência da Câmara, atualmente ocupada por Rodrigo Maia e cuja votação está marcada para FEV/17.

Praticamente inviabilizando as ambições de Rodrigo Maia se reeleger na presidência da Câmara, um parecer divulgado pela chefia jurídica da Mesa da Câmara afirma conclusivamente ser impossível ao atual presidente da Casa, do ponto de vista legal, se candidatar a um novo mandato.

Agindo “a surdina”, caciques da Câmara ainda não chegaram a um texto final da lei para anistiar o caixa dois, mas estão decididos a enfrentar o desgaste de perdoar quem usou dinheiro não declarado em campanhas, se dizem fartos da pressão do Ministério Público e tentarão uma votação relâmpago com o intuito de reduzir a exposição negativa.

Caso o PT decida lançar um candidato à sucessão de Maia, deputados trabalham para escolher alguém que tope uma campanha light, sem agressões ao atual presidente, já que o único objetivo real da sigla é garantir um lugar entre os principais cargos da mesa diretora da instituição.

Crítica:

Para defender seu legado, algo que atualmente é uma “missão impossível”, mas que no futuro será bastante fácil, principalmente por conta de suas boas intenções e bons exemplos, Obama, “dando a cara para bater”, foi para a Grécia, onde defendeu austeridade, e terminará sua ultima visita oficial à Europa na Alemanha, onde alertará que mundo precisa proteger-se contra o crescimento dos movimentos nacionalistas.

Ontem, 15 de novembro, o Brasil comemorou a proclamação da República, porem os trabalhadores tupiniquins ainda são obrigados a sustentar os luxos da nobreza composta pelo Judiciário e pelo Ministério Público, já que, apesar dos mais de 11 milhões de desempregados e da dificuldade para pagar o salário de servidores públicos de Estados como o RS e RJ, há magistrados inativos por aí que chegam a receber mais de R$ 200 mil de remuneração líquida em um mês e 99% dos procuradores de Justiça, promotores e promotores substitutos do Ministério Público do Espírito recebem salários acima do teto (R$ 33,7 mil).

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil


Nenhum comentário:

Postar um comentário