R.B. 4/OUT/16 "A covardia dos parlamentares brasileiros"



"A covardia dos parlamentares brasileiros"

São Paulo, 4 de outubro de 2016 (TERÇA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve cair, realizando lucros recentes, influenciada pelo recuo das commodities e provavelmente pressionada pelas ações da Petrobrás, diante da postura covarde da base aliada do presidente Temer que não se dignou a defender em plenário o projeto que desobriga a referida estatal de ser a operadora de todos os campos do pré-sal e (2) o DÓLAR pode subir, respeitando o “suporte” dos R$ 3,20, seguindo a esperada piora do “humor” na bolsa brasileira e influenciado pelo aumento das “apostas” de redução da taxa básica de juros brasileira já na reunião do Copom deste mês.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 1,9%, desprezando as perdas das bolsas de NY, com os investidores “comemorando” a derrota humilhante do PT nas eleições municipais tupiniquins e com destaques de alta para as ações do setor bancário e da Petrobras e (2) o DÓLAR -1,4% à R$ 3,21, devolvendo, em dobro, a alta de 0,7% registrada no mês passado, para fechar o dia no menor patamar desde AGO/16, influenciado pelo mesmo motivo que animou a bolsa brasileira e também seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, com baixo volume de negócios, China não teve pregão por conta de feriado nacional e Japão 0,9%, acompanhando os ganhos obtidos por Wall Street na sexta-feira, após sinais de que o Deutsche Bank poderá sofrer uma punição significativamente menor do que se temia por irregularidades cometidas nos EUA, (2) da EUROPA, mesmo com poucos negócios devido ao feriado na Alemanha, Inglaterra 1,2%, na máxima em 16 meses, com destaques de alta para as empresas do setor de energia, beneficiadas pela valorização do petróleo (1,0%) e França 0,1%, sustentada pelo bom desempenho das ações da companhia de software Avanquest (6,4%) e (3) dos EUA, devolvendo uma pequena parte dos ganhos da semana passada, S&P -0,3%, DJ -0,3% e NASDAQ -0,2%, em uma espécie de ressaca após uma sexta-feira de alta generalizada entre os setores e diante da divulgação de dados econômicos acima do esperado, como o índice de atividade industrial, que reforçam as “apostas” para uma elevação de juros pelo Fed (“BC” local) ainda neste ano.

Admitindo que a redução da pobreza e da desigualdade no Brasil são "inegáveis", o Banco Mundial alertou, em um relatório divulgado no fim de semana, que estes avanços estão sob risco devido ao cenário externo desfavorável, com queda dos preços das commodities, e a indisciplina fiscal do governo Dilma nos últimos anos.

Elevando o otimismo aos poucos, o “mercado”, ainda sem saber da “aniquilação” do PT nas eleições municiais, reduziu pela terceira vez consecutiva, agora de 7,25% para 7,23%, suas “apostas” para a inflação medida pelo IPCA em 2016 e manteve em -3,14% suas expectativa para a retração da economia tupiniquim neste ano corrente.

Sinalizando que finalmente pode atender a um antigo pleito do Brasil, o FMI anunciou que, durante sua assembleia anual que realiza com o Banco Mundial nesta semana em Washington, discutirá um possível aumento das cotas, e obviamente do poder de decisão, dos países emergentes na instituição.

Tomando o caminho correto para um banco de fomento, cujo objetivo é financiar projetos não atraentes à iniciativa privada mas importantes para o país, o BNDES divulgou ontem sua nova política de financiamento ao setor de energia, que amplia a participação dos empréstimos em TJLP em projetos de energia solar, que são ecologicamente corretos, e reduz o teto para hidrelétricas e térmicas, que geram um enorme passivo ambiental.

Ajudando, e bastante, na recuperação da economia tupiniquim, após fechado o mês de SET/16 a balança comercial brasileira já registra um superávit de US$ 36,2bi nos 9 primeiros meses deste ano, o que representa o melhor resultado para o período desde 1989, quando este levantamento começou a ser feito, porem é sempre bom ressaltar que isto foi fruto de uma forte baixa de -23,9% das importações e de um queda de -4,6% das exportações, ambas na comparação com os 9 primeiros meses de 2015.

-    A Petrobrás subiu 2,9%, com os preços do petróleo avançando mais de 1% e a divulgação de dados da ANP mostrando que a produção de petróleo e gás do Brasil bateu recorde pelo terceiro mês seguido em AGO/16.
-    A CSN ganhou 4,6%, após o anúncio de que a empresa congelou neste ano a venda de uma fatia do terminal de contêineres Sepetiba Tecon, sendo que o acordo deve ser fechado apenas em 2017.
-    A COSAN se valorizou 1,6%, após divulgar que acertou a venda à Mansilla Participações de uma fatia que detém na Radar Propriedades Agrícolas por R$ 1,1bi.
-    A Ambev recuou -0,3%m já que no fim de semana a Receita Federal divulgou dados sobre o setor de bebidas mostrando que em SET/16 a produção de cerveja caiu -0,9% na comparação com SET/15.
A subiu %.
-    A Braskem avançou 3,0%, após informar que iniciou diálogo com autoridades dos EUA acerca das denúncias de irregularidades surgidas no âmbito da operação Lava Jato e que aguarda que as mesmas resultem em negociações formais de acordo.
-    A BM&FBOVESPA subiu 3,5%, após o UBS melhorar a recomendação da ação para "neutra", ante "venda" e subir o preço alvo de R$ 16,50 para R$ 19,00.

Política:

Acreditando que tem amplo domínio do partido, Aécio, reagindo ao fortalecimento de Alckmin que elegeu de forma surpreendente Doria como prefeito de SP, afirmou ontem que é “um belo caminho” a realização de prévias internas para a escolha do candidato tucano à presidência em 2018, ressaltando inclusive que "não teme" que a disputa cause novos conflitos entre correligionários.

Ocupando rapidamente o lugar do PT, a quem deve provavelmente superar já nas próximas eleições, o PSOL, mais radical, mais ideológico e mais coerente, superou 10% dos votos em 5 das 22 capitais em que concorreu, está no segundo turno em duas, Belém e RJ e assim caminha à passos largos para ser o principal partido de esquerda brasileiro.

Falando com franqueza e transparência, hoje governo Temer apresentará às centrais sindicais as linhas gerais da sua proposta de reforma da Previdência, numa tentativa de conseguir pelo menos o apoio dos sindicalistas à necessidade de mudar o sistema para evitar um colapso no futuro.

Provando “a covardia dos parlamentares brasileiros” que, mesmo em partidos supostamente de direita, não tem coragem de defender abertamente a privatização, ontem o plenário da Câmara iniciou a votação do projeto que desobriga a Petrobras de ser a operadora dos campos do pré-sal, mas os deputados da base aliada do presidente Temer não foram aos microfones defender a proposta, que obviamente foi bastante criticada pela oposição.

Revelando mais uma vez a irresponsabilidade e a incompetência do governo Dilma, o Tribunal de Contas da União está prestes a encerrar os principais processos que analisam as chamadas pedaladas fiscais com a condenação da referida ex-presidenta e de seus principais assessores econômicos, entre eles o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega.

Confirmando que corrupção também pode ser hereditária, a Procuradoria-geral da República pediu ao Supremo Tribunal Federal a abertura de inquérito para investigar o deputado federal petista Zeca Dirceu, filho do ex-presidente do partido, ex-ministro de Lula e atualmente presidiário José Dirceu, por crime de lavagem de dinheiro.

Indicando que “se gritar pega ladrão não sobra 1”, o senador Fernando Bezerra Coelho, do PSB de Pernambuco, foi denunciado pela Procuradoria-geral da República por suspeita de ter recebido R$ 41,5mi em propina da Queiroz Galvão, OAS e Camargo Corrêa, contratadas pela Petrobras para a construção da refinaria de Abreu Lima.

Alem da humilhação do PT, com destaques para Lula e Dilma que conseguiram atrapalhar os candidatos de esquerda que apoiaram pessoalmente, outro derrotado das eleições municipais foi Eduardo Paes, o prefeito peemedebista do RJ, que fracassou em lançar Pedro Paulo para a prefeitura de sua cidade e assim perde enorme peso político na escolha de novas candidaturas e nos rumos da sigla, inclusive levantando dúvidas sobre o lançamento de seu nome para disputar o governo do estado em 2018.

Crítica:

Quiçá inspirado na patética greve dos bancários tupiniquins, que provaram que ninguém mais precisa ir às agencias para resolver questões com o banco, o grupo ING, maior empresa de serviços financeiros da Holanda, anunciou ontem que planeja cortar 7.000 postos de trabalho, o que representa cerca de 12% do total de empregados que tem, e investir pesadamente em plataformas digitais para obter economias bilionárias até 2021.

Surgindo como uma nova força política, o Partido Novo defende bandeiras liberais, como a diminuição do papel do Estado, redução da carga tributária e a agenda de privatizações, também recusa o Fundo Partidário e exige de seus filiados, caso eleitos, que dispensem carros oficiais, cortem o número de assessores e a verba de gabinete e se reelejam apenas uma vez para cargos legislativos e executivos.

Complicando a vida de bastante gente, a Polícia Federal tem defendido nos bastidores que não se faça mais nenhum acordo de delação premiada nas investigações da Operação Lava Jato e o principal argumento é que já foi recolhido material suficiente ao longo dos 2 anos e 7 meses em que a operação está em curso.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário