R.B. 14/SET/16 "Fartos da imbecil ditadura bolivariana"



"Fartos da imbecil ditadura bolivariana"

São Paulo, 14 de setembro de 2016 (QUARTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, tentando um movimento de recuperação após fechar o pregão anterior no menor patamar desde 2/AGO/16 (aos 56.820pts), acompanhando a valorização das principais bolsas mundiais e a leve alta das commodities e (2) o DÓLAR pode cair, devolvendo parte da forte alta registrada no pregão anterior e seguindo a esperada melhora do “humor” na bolsa brasileira.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -3,0%, com bom volume de negócios (R$ 8,1bi), pressionada principalmente pelo cenário externo negativo, com a queda dos preços do petróleo (-3,0%) e do minério de ferro (-3,1%) e aumento das “apostas” de alta dos juros nos EUA já na próxima semana e (2) o DÓLAR subiu 1,5% à R$ 3,32, influenciado pelos mesmos motivos que derrubaram a bolsa brasileira e também impulsionado pelos leilões de compra do BC.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, acompanhando o fechamento positivo das bolsas de NY no dia anterior, Japão 0,3% e China 0,1%, beneficiadas pela divulgação de dados ligeiramente melhores do que o esperado da produção industrial chinesa, (2) da EUROPA, revertendo uma abertura positiva, Inglaterra -0,5%, França -1,2% e Alemanha -0,4%, penalizadas pelas perdas das empresas do sector mineiro e da energia, que acompanharam o recuo das commodities e (3) dos EUA, S&P -1,5%, DJ -1,4% e NASDAQ -1,1%, com destaques de queda para as ações do índice setorial de energia (-2,9%), após ambas a Agência Internacional de Energia e a Opep dizerem que o excesso de oferta global deve persistir.

Elevando as “apostas” de que a taxa de juros dos EUA pode subir já na reunião do FED (“BC” local) da próxima semana, ontem foi divulgado que a renda das famílias norte-americanas rompeu em 2015 um padrão de estagnação que perdurou desde 2007 e avançou 5,2%, o que representa a maior alta desde ao menos 1967 e mostra que os recentes avanços econômicos estão sendo distribuídos de maneira mais ampla.

Com regras claras e principalmente com premissas favoráveis ao lucro e à livre iniciativa privada, o governo Temer anunciou que pretende realizar, entre 2017 e 2018, concessões e privatizações de 25 projetos, que vão resultar em 34 leilões de concessões que por sua vez terão editais (1) com rigor técnico, (2) com ampliação da segurança jurídica, (3) previamente analisados pelo Tribunal de Contas da União, (4) com viabilidade ambiental, (5) publicados também em inglês, (5) com no mínimo 100 dias para os investidores analisarem as propostas e (6) com financiamento de bancos públicos e privados, além de uso de recursos do FI-FGTS.

Aumentando a concentração e ao mesmo tempo o monopólio na mídia tupiniquim, algo que obviamente é péssimo para o país, ontem o Grupo Globo anunciou que comprou os 50% da empresa Valor Econômico S.A. que eram detidos pelo Grupo Folha e com isso passa a ter 100% do referido jornal, que é líder na publicação de demonstrações financeiras de empresas.

Por uma combinação de fatores, como dólar valorizado, renda menor e aumento da produção interna, o que parecia impossível à curto prazo começa a ocorrer, já que nos 8 primeiros meses deste ano o Brasil reduziu em -27% as importações de cápsulas de café na comparação com o mesmo período de 2015 e, para melhorar, as exportações tupiniquins deste produto aumentaram 8% na mesma base de comparação.

Como impressionantes 39,4% da população adulta brasileira está com o nome sujo, em JUL/16, dando mais um sinal negativo da economia tupiniquim, as vendas do comércio varejista no país recuaram 0,3% na comparação com JUN/16 e - 5,3% na comparação com JUL/15, o que representa o pior resultado para o mês nessa base comparativa desde 2001 e o 16º mês seguido de queda na comparação anual.

“Brigando”, com toda a razão, pelos seus direitos, o Brasil anunciou que vai recorrer à Organização Mundial do Comércio contra a decisão dos EUA de elevar taxas sobre importações de aço laminado do país sob acusação de concessão indevida de subsídios pelo governo brasileiro ao setor.

-    A Apple subiu 2,6% na bolsa de NY, recuperando perdas recentes depois de duas operadoras relataram forte demanda pelo novo Iphone7.

Política:

Tentando mostrar disposição para o trabalho, ontem, apenas 1 dia depois da cassação do mandato de Eduardo Cunha, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou 7 medidas provisórias, mas acabou não conseguindo acordo para avançar em 2 temas que figuram na lista de prioridades do governo Temer, que são (1) o projeto que altera as regras de exploração do pré-sal e (2) a proposta que atualiza e flexibiliza as regras do Simples Nacional para micro e pequenas empresas.

Se aproximando cada dia mais de prender o maior bandido da história do Brasil, a força-tarefa da Operação Lava Jato tem buscado concluir nos últimos dias pelo menos uma denúncia criminal contra o ex-presidente Lula e as acusações mais adiantadas referem-se ao tríplex em Guarujá e ao sítio em Atibaia.

Mais sujo do que pau de galinheiro, Renan Calheiros, presidente do Senado, criticou a pressa do governo Temer em enviar, antes das eleições municipais, sua proposta de reforma da Previdência ao Congresso, ressaltando que este tema "não é simples" e que é necessário ter um prazo de transição, levando em conta direitos adquiridos.

Como já era de se esperar, ontem foi revelado que o escritório de advocacia da esposa de Dias Toffoli, ex-advogado de bandidos do PT e atualmente ministro do Supremo Tribunal Federal, recebeu pagamentos de um consórcio das empresas Queiroz Galvão e Iesa, que por sua vez é acusado de repassar propinas em contrato de mais de R$ 1 bilhão sem licitação com a Petrobras.

Já disputado “à tapas” pelas principais editoras do país, Eduardo Cunha passou a madrugada trabalhando em seu primeiro livro, que deve ser lançado no dia 15/NOV/16 e que, em cerca de 300 paginas, contará todos os bastidores do impeachment e certamente constrangerá antigos e novos adversários.

Crítica:

“Vaidosos e viciados em poder”, os irmãos Joesley e Wesley Mendonça Batista, donos do grupo J&F (dono da Friboi, da Alpargatas e de dezenas de grandes empresas) e que durante os anos de PT no poder se fartaram de dinheiro publico fácil e barato, fizeram ontem um acordo com a força tarefa da Operação Greenfield, da Polícia Federal, no qual pagaram R$ 1,5bi para voltarem ao controle de suas empresas e terem seus bens desbloqueados.

“Fartos da imbecil ditadura bolivariana”, os países fundadores do Mercosul, que são Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai, anunciaram ontem que não vão permitir que a Venezuela ocupe a presidência semestral da organização e deram um ultimato ao país ameaçando suspende-lo do bloco caso não acate as "disposições jurídicas" relacionadas a questões políticas, comércio e direitos humanos até o início de DEZ/16.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário