R.B. 25/AGO/16 "Briga de cachorro grande"



"Briga de cachorro grande"

São Paulo, 25 de agosto de 2016 (QUINTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve cair, podendo inclusive testar o “suporte” dos 57.000pts, influenciada pelas perdas das demais bolsas mundiais e pelo recuo das commodities, porem é bom ressaltar que este pode ser um ótimo patamar para compras, principalmente para quem “aposta” que no começo da próxima semana o país ficará definitivamente livre de Dilma e (2) o DÓLAR pode subir, impulsionado pelos leilões de compra do BC e acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -0,5%, após mais um pregão marcado pela forte volatilidade, acompanhando as perdas das bolsas de NY, influenciada pelo recuo das commodities e com destaques de queda para Petrobrás (-2,1%) e Vale (-3,2%) e (2) o DÓLAR caiu -0,3% à R$ 3,22, revertendo uma abertura positiva, já que cada dia mais analistas trabalham com o cenário de forte entrada de recursos no país após a conclusão do processo de impeachment da ex-presidenta Dilma.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, novamente sem uma tendência única, Japão 0,6%, com as exportadoras beneficiadas pela desvalorização da moeda local (o iene) frente ao dólar e China -0,1%, com poucos negócios e baixa volatilidade, (2) da EUROPA, também sem uma tendência única, Inglaterra -0,5%, pressionada pelas mineradoras, diante da queda das commodities e do balanço fraco divulgado pela Glencore (-3,1%), porem França 0,3% e Alemanha 0,3%, sustentadas por ações de bancos e também pelo anúncio de que o PIB alemão subiu 0,4% no segundo trimestre, em linha com o que os analistas esperavam e (3) dos EUA, S&P -0,5%, DJ -0,3% e NASDAQ -0,8%, pressionadas pela polêmica em torno dos preços de medicamentos no país, após Hillary Clinton afirmar, de forma totalmente eleitoreira e populista, que o rápido aumento de preços do antialérgico EpiPen, da farmacêutica Mylan (-5,6%), é ultrajante e apenas o mais recente exemplo de uma empresa se aproveitando de seus consumidores.

Contrariando seu colega falastrão Eliseu Padilha, Meirelles, ministro da Fazenda, indicou que não está descartada a possibilidade de aumento de impostos em 2017, ressaltando inclusive que isto só será decidido definitivamente na semana que vem, quando será apresentada a proposta para o Orçamento de 2017.

Com o objetivo de reforçar a arrecadação e ajudar a equilibrar as contas publicas, segundo “rumores” o governo brasileiro não tem planos de estender uma isenção de PIS/Cofins nas vendas de etanol que expira no fim deste ano, o que vai tornar o referido combustível menos interessante economicamente para consumidores e setor produtivo, levando o Brasil a produzir e exportar mais açúcar.

Dando uma boa notícia para o país, beneficiada pela desaceleração dos preços dos alimentos e mesmo com o aumento da demanda oriunda dos jogos Olímpicos no RJ, o IPCA-15 de AGO/16, que é uma prévia da inflação oficial (IPCA), mostrou alta de 0,45%, contra 0,54% no mês anterior, patamar ligeiramente abaixo das “apostas do mercado” (0,46%).

Já influenciada pela queda do acéfalo e corrupto governo Dilma e pelas primeiras medidas anunciadas pelo governo Temer, em AGO/16 a confiança do consumidor brasileiro subiu 2,6 pontos na comparação com JUL/16, registrando o quarto mês seguido de alta e, agora aos 79,3 pontos, está no maior patamar desde JAN/15 (81,2 pontos).

Prejudicando a economia tupiniquim, que é dependente de tecnologia externa para se modernizar, segundo estimativas oficiais da Associação Brasileira de Importadores de Máquinas e Equipamentos Industriais as compras de bens de capital do exterior devem encerrar este ano com queda de -38,9% na comparação com 2015.

Falando diretamente com quem manda, algo impossível durante o governo Dilma, ontem empresários da região Sul pediram ao presidente Temer que o governo não deixe a cotação do dólar cair abaixo de R$ 3,20, para evitar prejuízos para as empresas exportadoras e, em resposta, o peemedebista disse que sua equipe não irá permitir um "derretimento" da moeda norte-americana que venha a desestimular as exportações tupiniquins.

-    Mostrando que o Brasil deve focar em suas “potencialidades naturais”, no mês passado 77% da soja que entrou nos portos chineses saiu do Brasil, patamar superior aos 67% auferidos em igual período de 2015.

-    A Cesp subiu 10,6%, impulsionada pelo anúncio de que o Conselho Diretor do Programa Estadual de Desestatização decidiu recomendar ao governador de SP, Geraldo Alckmin, a retomada dos estudos para a privatização da referida empresa de energia.

Política:

Otimista, Temer “garantiu”, na véspera do início do julgamento final do impeachment de Dilma, que alias começou faz 9 meses, que está seguro de que terá até 63 votos no Senado, o que é bem mais do que os 54 necessários para que ele assuma definitivamente o poder.

Abatida, com cada vez menos “companheiros” e cada dia mais fora da realidade, Dilma afirmou ontem, em seu último ato público antes do início do julgamento final de seu impeachment, que vai se defender pessoalmente no plenário do Senado, na próxima segunda-feira (29/AHO/16), para que o que chama de golpe "nunca mais aconteça no país".

Confirmando que abandonou de vez a canoa furada da ex-presidenta Dilma, ontem Renan Calheiros, presidente do Senado Federal, afirmou ao presidente Temer que o processo de impeachment da ex-presidenta pode ser concluído na madrugada da próxima terça-feira, um dia antes do estimado em cronograma fechado na semana passada.

Confirmando para um bom entendedor que o PSDB é um partido de esquerda, o tucano João Dória prometeu que, se eleito prefeito de SP, vai incentivar a população criando 5 prêmios que serão voltados (1) à comunidade negra, (2) à leitura, (3) à educação ambiental, (4) à cidadania e (5) à nota fiscal paulista.

A tentativa era correta e estrategicamente boa, porem, após a pressão e a insatisfação da direção do PT e da militância do partido, o marketing da campanha à reeleição do prefeito Fernando Haddad foi obrigado a aumentar o destaque dado à tradicional estrela petista no material da corrida eleitoral.

Cobertos de razão, os tucanos alertam o presidente Temer que o grande teste de governabilidade será a votação da PEC que estabelece um teto de gastos ao poder público, ressaltando que se a medida não passar no Congresso, ou se sair dele totalmente desfigurada, a legenda deve pular fora do barco.

Crítica:

Comprando uma “briga de cachorro grande”, ontem, em mais um capítulo da crise entre o Supremo Tribunal Federal e a Procuradoria-Geral da República, a Associação dos Magistrados Brasileiros divulgou nota com duras críticas a Gilmar Mendes, ministro do STF, ressaltando ser lamentável que um ministro da mais alta corte, em período de grave crise no país, milite contra as investigações da Operação Lava Jato, com a intenção de decretar o seu fim.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário