R.B. 19/AGO/16 "Mijando no poste"



"Mijando no poste"

São Paulo, 19 de agosto de 2016 (SEXTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em queda, ainda realizando uma parte da forte alta já registrada no ano (36,5%), acompanhando as perdas das demais bolsas mundiais e prejudicada pelo recuo das commodities e (2) o DÓLAR pode voltar a subir, pressionado pelos leilões de compra do BC, seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana e influenciado pela esperada piora do “humor” na bolsa brasileira.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -0,3%, com bom volume de negócios (R$ 6,4bi), realizando lucros após fechar o pregão anterior no maior patamar desde 5/SET/14, influenciada pelas dificuldades enfrentadas pelo governo Temer para aprovar a Desvinculação de Receitas da União (DRU) no Senado e (2) o DÓLAR subiu 0,6% à R$ 3,23, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e seguindo a piora do “humor” na bolsa brasileira.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão -1,5%, novamente com destaques de queda para as exportadoras, prejudicadas pela valorização da moeda local (o iene) frente ao dólar, e China -0,1%, pressionada por papéis do setor financeiro, diante dos sinais de Pequim continua disposto a combater negócios especulativos, (2) da EUROPA, recuperando as perdas recentes, Inglaterra 0,1%, França 0,4% e Alemanha 0,6%, beneficiadas pela valorização das commodities e pela redução das chances de alta dos juros nos EUA já em SET/16 e (3) dos EUA, S&P 0,2%, DJ 0,1% e NASDAQ 0,2%, com o petróleo cotado acima dos US$ 50 por barril impulsionando as ações de energia e uma projeção otimista levantando as ações do Wal-Mart a subirem 1,9% e assim fecharem o dia no maior patamar em 14 meses.

Descartando, com toda a razão, fatores internos como o elevado patamar da Selic e o aumento da confiança após a queda de Dilma, o Itaú ressaltou em um relatório que política do BC dos EUA de manter a taxa básica de juros da economia norte-americana em nível baixo é o principal fator responsável pela desvalorização sofrida pelo dólar no Brasil e em outros países desde o início do ano.

Podendo reduzir a eficácia e os efeitos da política dos principais BCs mundiais de usar a taxa de juros negativa para estimular o crescimento econômico, alguns bancos e seguradoras passaram a considerar a hipótese de manter pilhas de dinheiro em cofres de alta segurança espalhados pela Europa.

“Cuidando cuidadosamente” dos passos que dá antes do Senado aprovar a queda definitiva da ex-presidenta Dilma, o que deve ocorrer no final deste mês de AGO/16, o presidente Temer, para não arrumar confusão com políticos contrários à proposta, decidiu que seu primeiro pacote de concessões e privatizações será anunciado apenas em meados de SET/16.

Indicando que o Brasil, em um ritmo mais lento que seu medalhista olímpico Thiago Braz, começa a preparar um salto que levará a economia tupiniquim a finalmente sair da recessão, em JUN/16 (1) a indústria nacional voltou a investir, (2) as importações de bens de capital cresceram, em dólar, 18% em relação a igual mês do ano passado, (3) a produção industrial aumentou pelo quarto mês consecutivo, (4) os estoques começam a encolher e (5) o número de caminhões na estrada parou de cair.

Como furto da falta de educação financeira do brasileiro e da crise, (1) o número de CPFs cancelados no país aumentou 22% nos últimos 12 meses e (2) o número de visitantes a shopping centers caiu -4,63% no primeiro semestre, na comparação com o mesmo período de 2015.

Apesar da urgência em se fazer mudanças e da ferrenha defesa das feministas por direitos iguais, Eliseu Padilha, ministro-chefe da Casa Civil, afirmou que o presidente Temer solicitou que os estudos para a proposta de reforma da Previdência incluam um período de transição especial para mulheres e professores.

Sem SET/16, logo após Dilma cair definitivamente, Temer irá à China, principal destino das exportações tupiniquins, para buscar novos investimentos para o país, principalmente em infraestrutura e no setor de petróleo e gás, porem logo após isto o presidente já avisou que também irá aos EUA e à Índia com o mesmo objetivo.

Dando novos sinais do estouro da bolha imobiliária tupiniquim, (1) apesar do IGP-M, índice de inflação que é referencia nos contratos de aluguel, acumular uma alta de 11,6% nos últimos 12 meses, em JUL/16 o valor dos novos contratos de aluguel residencial na cidade de SP registraram uma retração nominal de -2,2% na comparação com AGO/15, o que representa uma queda real, que considera a inflação no período, de -13,8% na mesma base de comparação e (2) em JUL/16 os lançamentos de imóveis novos no país foram -10,9% menores do que em JUL/15 e as vendas recuaram -10,8% na mesma base de comparação.

Com uma estimativa de queda de -20% na produção deste ano e sofrendo com a redução dos seus preços, as vendas brasileiras de tabaco ao exterior, que atualmente englobam 97 países, caíram -9,23% em valor na comparação entre o primeiro semestre deste ano e o mesmo período de 2015.

Política:

Abrindo uma crise interna no Ministério da Fazenda, enquanto o governo estuda soluções para reduzir o déficit crescente da Previdência, auditores e analistas fiscais da Receita Federal vão ganhar um bônus isento de pagamento da contribuição ao INSS, o que vai custar R$ 6,5bi aos cofres públicos até 2019 e obviamente detonou um clima de insatisfação entre outras categorias de servidores, que querem ser igualmente contempladas.

Cedendo às pressões, Temer “garantiu” à cúpula do PSDB uma maior participação dos tucanos nas decisões do governo, principalmente as relacionadas ao controle dos gastos públicos, e ficou combinado que Aloysio Nunes Ferreira, o líder do governo no Senado, passará a integrar as reuniões no Palácio do Planalto do núcleo econômico do governo.

“Mijando no poste”, como faz um cão que quer marcar território, e ressaltando a necessidade de uma unidade nacional para superar as crises política e econômica, o presidente Temer “avisou” que fará, no emblemático dia 7/SET, seu primeiro pronunciamento em cadeia nacional de rádio e televisão, que será gravado logo após a queda definitiva de Dilma e antes de sua viagem para a reunião do G-20, encontro que será realizado nos dias 4 e 5 de SET/16 na China.

Ao lado de Meirelles, seu fiador junto ao “mercado”, Temer convocou os líderes do governo, a cúpula do Congresso e seus principais ministros para uma reunião hoje, em SP, que tem o objetivo é unificar o discurso para evitar novos reajustes do funcionalismo público, ressaltando que não dá mais para o Planalto vender austeridade enquanto o Legislativo impõe sucessivos aumentos de gastos

Como “gato escaldado tem medo de água fria”, a cúpula do Itaú decidiu que seus principais executivos, Roberto Setúbal inclusive, estão proibidos de fazer doações financeiras nestas eleições municipais.

Crítica:

Obviamente sem Lula, que está mais preocupado em se livrar da cadeia do que ajudar seus antigos “companheiros de luta”, ontem trabalhadores da fábrica da Mercedes-Benz em São Bernardo do Campo, na região do ABC, protestaram contra a demissão de cerca de 2.000 pessoas, a paralisação da produção e a licença remunerada dada a aproximadamente 10 mil funcionários.

Tentando posar de compreensiva e magnânima, a justiça brasileira foi no mínimo ridícula ao liberar de qualquer processo os nadadores norte-americanos que aprontaram e mentiram para a justiça no RJ, porem, dando um exemplo de retidão, o Comitê Olímpico dos EUA deu uma bronca publica em seus atletas, ressaltando que a atitude deles não combina com a celebração da excelência que os jogos representam e pediu desculpas formais ao Brasil.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário