R.B. 11/AGO/16 "Finalmente perdendo o medo de falar do assunto"



"Finalmente perdendo o medo de falar do assunto"

São Paulo, 11 de agosto de 2016 (QUINTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, zerando a baixa acumulada no mês (-0,7%) e ampliando a valorização já registrada no ano (31,3%), beneficiada pela divulgação de bons resultados corporativos e acompanhando o movimento ascendente das principais bolsas mundiais e (2) o DÓLAR pode subir, tentando uma recuperação após auferir uma baixa de -4,3% nas últimas 7 sessões, influenciado pelos leilões de compra do BC e pela trajetória internacional da moeda norte-americana.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -1,3%, realizando lucros recentes, depois de fechar em “cima do muro” nos últimos 3 pregões, acompanhando a piora dos principais mercados acionários internacionais e a baixa do petróleo (-3,0%) e internamente prejudicada pela aprovação na Câmara do projeto de renegociação da dívida dos Estados sem o trecho que proibia a concessão de aumentos acima da inflação a servidores estaduais por 2 anos e (2) o DÓLAR caiu -0,4% à R$ 3,13, para fechar o dia no menor patamar desde 2/JUL/16, influenciado pelo aumento do fluxo positivo de recursos externos diante da aprovação da continuidade do processo de impeachment da ex-presidenta Dilma no plenário do Senado, da tendência de redução de juros em grandes economias e da manutenção de juros elevados no Brasil.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão -0,2% e China -0,2%, à espera de uma nova série de indicadores chineses relevantes e influenciadas pela retomada da fraqueza do petróleo, após o Departamento de Energia norte-americano elevar suas projeções de produção de petróleo nos EUA neste e no próximo ano, (2) da EUROPA, sem uma tendência única, Inglaterra 0,2%, França -0,4% e Alemanha -0,4%, em dia de pouco movimento e escassez de dados que direcionassem os índices, que por sua vez ficaram à mercê dos balanços corporativos positivos como o da Rolls-Royce (4,4%) e negativos como o da E.On (-7,8%) e (3) dos EUA, realizando lucros recentes, S&P -0,3%, DJ -0,2% e NASDAQ -0,4%, prejudicadas pelo tombo dos preços do petróleo (-3,0%), que por sua vez pesou sobre as ações do setor de energia.

Respondendo indiretamente aos “rumores” de que assessores de Temer avaliaram que a equipe econômica do governo errou na negociação do projeto que alonga as dívidas dos Estados, Meirelles, ministro da Fazenda e quiçá próximo presidente do Brasil, foi a público para dizer que não houve perda de força da Fazenda e para ressaltar que o importante é que o teto dos gastos foi aprovado.

Com os políticos sérios “finalmente perdendo o medo de falar do assunto”, Meirelles afirmou ontem, em um almoço com parlamentares, que todas as empresas estatais que podem ser privatizadas, parcial ou integramente, devem ser vendidas, para reduzir o tamanho do Estado e o rombo das contas públicas.

Dando mais um “tímido sinal” de recuperação da economia brasileira, em JUN/16 a produção industrial do país subiu em 9 dos 14 Estados pesquisados pelo IBGE na comparação com MAI/16, com destaque positivo para o desempenho do RJ (5,7%), e 1,1% em todo o país na mesma base de comparação.

Indicando que o governo Dilma foi capaz de atrapalhar até aquilo que o Brasil fazia de melhor, em 2016, segundo projeções oficiais do IBGE, a safra brasileira de grãos deve recuar -9,8% na comparação com o resultado de 2015, o que representará a maior retração anual dos últimos 20 anos.

Pressionado pelos preços dos alimentos, em JUL/16 a inflação medida pelo IPC fechou o mês com avanço de 0,52%, patamar acima das previsões do “mercado” (0,45%) e também superior ao auferido em JUN/16 (0,35%), acumulando com isto uma alta de 4,96% no ano e de 8,74% nos últimos 12 meses.

Hoje, após o fechamento do pregão, a Petrobrás, maior empresa do país, divulgará seu balanço referente ao segundo trimestre de 2016 e, segundo as projeções dos principais analistas, após 3 trimestres consecutivos registrando prejuízo a referida estatal, beneficiada pela desvalorização do real e pela valorização do petróleo, voltará a apresentar resultado líquido positivo de cerca de R$ 2,1bi.

-    A Cosan subiu 0,7% e, após o fechamento do pregão, a empresa de infraestrutura e energia reportou um lucro líquido de R$ 281,6mi no segundo trimestre deste ano, o que representa um enorme salto na comparação com os R$ 16,4mi auferidos no mesmo período do ano passado.
-    A JBS subiu 0,3% e, após o fechamento do pregão, a empresa, que com a ajuda do “dinheiro amigo” do BNDES é a  maior produtora de carnes do mundo, anunciou que no segundo trimestre deste ano seu lucro líquido consolidado foi de R$ 1,7bi, patamar 557% melhor que no mesmo período de 2015.

Política:

Lula, mesmo com medo, continua soldo, Dilma, cada dia mais maluca, continua achando que voltará ao poder, ex-diretores da Petrobras, que fizeram delação premiada, estão com tornozeleira eletrônica em suas mansões em Itaipava, Angra dos Reis, Ipanema e Leblon, porem Marcelo Odebrecht, que se orgulha de não trair seus comparsas, já completa 1 ano e 2 meses enjaulado.

Agindo com muita cautela antes do Senado bater o ultimo prego no caixão da ex-presidenta Dilma, o governo Temer vai negociar ajuda financeira aos governadores do Norte e do Nordeste para tentar manter o projeto de renegociação da dívida dos Estados no formato aprovado na madrugada de quarta-feira (10/AGO/16) pela Câmara.

Pressionado pela opinião pública, Rodrigo Maia, quase 1 mês depois de ter sido eleito para a presidência da Câmara, finalmente anunciou ontem a data da votação definitiva do parecer que pede a cassação do mandato do deputado afastado Eduardo Cunha, que será o dia 12/SET/16, uma segunda-feira, dia em que teoricamente há poucos parlamentares presentes no Congresso, o que certamente ajuda o parlamentar meliante.

Indicando que os tucanos são os principais inimigos dos tucanos, apesar das tentativas de selar a união em torno da candidatura de João Doria à Prefeitura de SP, o PSDB continua sob fogo cruzado, já que ontem Mario Covas Neto, presidente municipal do partido, enviou à executiva nacional um pedido de punição do ex-governador Alberto Goldman, que afirmou publicamente que a disputa pela candidatura a prefeito de SP foi comprada e fraudada.

Reafirmando categoricamente seu compromisso na área fiscal, diante de reclamações do “mercado” sobre aumentos a servidores e recuos no Congresso, Temer reuniu-se ontem com banqueiros e grandes empresários para evitar que o setor privado se afaste do governo.

Crítica:

Se quisermos receber bem alguém, que CONVIDAMOS para nosso país, precisamos nos adaptar aos costumes deles, por isto agimos como esquimós, de 100 anos atrás, que ofereciam a esposa para dormir com o forasteiro e se ofendiam se alguém recusasse, ao hostilizarmos os “gringos” que reclamam do café, caro e pequeno, que é servido por aqui.

A maioria das pessoas sabe que o Brasil lidera ranking mundial de produção de café, porem, por simples ignorância, poucos sabem que os melhores grãos produzidos no país são exportados, principalmente para os EUA e para a Alemanha, e que o produto que é consumido aqui na grande maioria das vezes é de péssima qualidade e preparado da maneira errada.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário