R.B. 3/MAI/16 "Para justificar aos seus eleitores"


"Para justificar aos seus eleitores"

 

São Paulo, 3 de maio de 2016 (TERÇA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em baixa, ainda influenciada por fatores externos, como a retração das commodities e a queda das principais bolsas mundiais, porem é importante ressaltar que o patamar é bom para compras daqueles que "apostam" no sucesso do governo Temer e (2) o DÓLAR pode seguir em alta, rumo aos R$ 3,55, seguindo a esperada piora do "humor" na bolsa brasileira, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e ainda pressionado pelos leilões de compra do BC.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu –0,7%, ainda realizando lucros após acumular uma alta de 7,7% no mês anterior, com baixo volume de negócios (R$ 5,9bi), acompanhando a desvalorização das commodities, como o petróleo (-4,7%), e influenciada pelas medidas irresponsáveis anunciadas pela ainda presidenta Dilma e (2) o DÓLAR subiu 1,1% à R$ 3,49, em um "ajuste técnico" após fechar o pregão anterior no menor patamar em 9 meses, influenciado pela piora do "humor" na bolsa brasileira, impulsionado pela valorização internacional da moeda norte-americana e também pressionado pelos esperados leilões de compra do BC.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão –3,1%, com destaques de queda para as exportadoras, após o dólar atingir uma nova mínima de 18 meses frente a moeda local (o iene) e China  não houve negócios devido a um feriado local, porem foi divulgada uma pesquisa no domingo que mostrou que a atividade do setor industrial do país se expandiu menos do que o esperado, (2) da EUROPA, recuperando as perdas da abertura, porem com poucos negócios, Inglaterra não operou devido a feriado local, França 0,3% e Alemanha 0,8%, impulsionadas pelos segmentos farmacêutico e de resseguros e (3) dos EUA, tentando retomar a trajetória de alta, S&P 0,8%, DJ 0,7% e NASDAQ 0,9%, diante das "apostas" de que o dólar mais fraco deve impulsionar as exportações norte-americanas neste segundo trimestre e da divulgação de bons resultados corporativos, como Wynn Resorts (6,8%) e Amazon (3,7%).

 

Apesar de ressaltar que o nível atual da dívida bruta do governo (ao redor de 70% do PIB) é mais elevada do que a de países com nível de desenvolvimento semelhante, o que, combinado a um baixo crescimento econômico e juros em ascensão, gera uma "aritmética explosiva", Armínio Fraga, "queridinho do mercado" e ex-presidente do BC, aconselhou o governo federal a injetar recursos próprios na Petrobras.

 

Mostrando que "já se alinhou" com o futuro presidente do Brasil, o economista Delfim Netto, que desde a ditadura militar apoiou todos os presidentes do Brasil, afirmou ontem que Temer é um dos últimos políticos do país capazes de "fazer tricô com quatro agulhas" e atualmente é nossa última esperança.

 

Com o "mercado se animando" com o aumento das chances de queda do governo Dilma, as "apostas" para o IPCA de 2016 caíram pela oitava semana consecutiva, desta vez de 6,98% para 6,94%, e as previsões para o desempenho do PIB brasileiro em 2017 melhoraram, de 0,30% para 0,40%.

 

Dando novos sinais negativos da economia brasileira, (1) registrando a oitava retração consecutiva, em MAR/16 a demanda por voos domésticos caiu -7,2% na comparação com MAR/15 e (2) em ABR/16 as vendas de automóveis e comerciais leves recuaram –25% na comparação com ABR/15.

 

Para dar aumento do bolsa família, pago para quem não trabalha, no dia do trabalhador, o governo Dilma teve que modificar em R$ 1bi o orçamento federal, tirando dinheiro do programa Farmácia Popular, do pagamento a Estados pela Atenção Básica à Saúde, do Censo Agropecuário do IBGE e dos recursos para investimento nas Eletrobrás.

 

Compensando o reajuste de 5% da tabela do imposto de renda, a Receita Federal anunciou ontem que elevará, a partir de hoje, o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) na compra de moeda estrangeira em espécie de 0,38% para 1,1%, o que dará ao governo uma arrecadação anual de R$ 2,4bi.

 

Com as importações, prejudicadas pela alta do dólar e pela desaceleração da economia tupiniquim, despencando –28,3% na comparação com o mesmo período de 2015, e as exportações, beneficiadas pela desvalorização do real, avançando apenas 2,5% na mesma base de comparação, em ABR/16 a balança comercial tupiniquim registrou um superávit de US$ 4,8bi, o que representa o maior saldo positivo da série histórica iniciada em 1989, porem a corrente de comércio, indicador que soma os valores das importações e das exportações, alcançou este ano US$ 98,6bi, o que representa o pior resultado para os 4 primeiros meses do ano desde 2009.

 

-    Itaú caiu -2,7%, Bradesco recuou –2,0%, Banco do Brasil perdeu -2,5% e Santander desvalorizou -1,6%, já que serão prejudicadas pelo pedido de recuperação judicial da Sete Brasil e pelo aumento o IOF para compra de moeda estrangeira em espécie.


Política:
 
Por preferir se manter fiel à pior presidente da história do Brasil, Katia Abreu, atualmente ministra da Agricultura, já foi informada que sofrerá forte oposição interna caso queira retomar o cargo de presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), de onde ela se licenciou antes de assumir o ministério.

 

Se sentindo cada dia mais confortável para "bater em petista", a Procuradoria-Geral da República decidiu pedir, com base na delação premiada do ex-petista e ainda senador Delcídio do Amaral, a abertura de inquérito ao Supremo Tribunal Federal para investigar a presidenta Dilma, o ex-presidente Lula, o ministro Mercadante e Marcelo Navarro, ministro do Superior Tribunal de Justiça.

 

Com a ilusão de que após ser afastada terá ainda alguma força política, Dilma decidiu que no dia 12/MAI/16, quando deve começar a cumprir um afastamento do cargo por até 180 dias, deixará seu gabinete descendo a rampa principal do Palácio do Planalto, acompanhada de ministros, assessores, amigos e até do ex-presidente Lula e formará um "bunker da resistência" no Palácio da Alvorada.

 

Mostrando que a justiça será feita, o deputado Elmar Nascimento, do DEM, que é relator na Comissão de Constituição e Justiça do caso de Eduardo Cunha, do PMDB, afirmou que os recursos do referido presidente da Câmara para anular seu processo de cassação são extemporâneos e devem ser ou rejeitados ou suspensos.

 

Se esforçando para arruinar ao máximo o país, ontem, faltando poucos dias para seu provável afastamento, a presidenta Dilma acelerou a liberação de verbas orçamentárias de interesse direto de deputados e senadores, conhecidas como emendas parlamentares e destinadas ao atendimento de despesas da cota individual de cada congressista no Orçamento de 2016.

 

"Para justificar aos seus eleitores" o embarque no governo Temer, o PSDB divulgou uma lista de 15 exigências, entre elas (1) o compromisso da elaboração pelo novo governo, em até 30 dias, de um conjunto de medidas para a recuperação do equilíbrio das contas públicas, (2) o apoio ao combate à corrupção e (3) a manutenção e ampliação de programas sociais como o Bolsa Família e o Pronatec.

 

-    Já alinhado com Temer,  Aécio deve levar todos os governadores do seu partido, o PSDB, para um encontro com o futuro presidente do Brasil após a reunião da Executiva que ocorre hoje.

-    Prometendo um tom conciliador, Temer planeja um pronunciamento em rede nacional após o afastamento de Dilma.


Crítica:
 

-    Brasil e Coreia do Norte estão cada dia mais parecidos, já que ambos tem presidentes retardados e o WhatsApp bloqueado.

 

Endurecendo a vida da dondoca que desdenhou da justiça brasileira, por ordem do juiz Sergio Moro, Monica Moura, mulher do marqueteiro petista João Santana, vai deixar a sede da Polícia Federal no Paraná e passará a cumprir prisão preventiva em um estabelecimento de custódia feminino.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso site: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário