R.B. 10/MAI/16 "Terrorismo financeiro"


"Terrorismo financeiro"

 

São Paulo, 10 de maio de 2016 (TERÇA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, recuperando as perdas do pregão anterior e o patamar dos 51.000pts, acompanhando a valorização internacional das commodities e das principais bolsas mundiais e com os investidores contando os minutos para o fim do "acéfalo, incompetente e corrupto" governo Dilma e (2) o DÓLAR pode cair, tentando testar o "suporte" dos R$ 3,50, que é quando o BC deve voltar à ponta compradora, e seguindo os mesmos motivos que devem levar causar a melhor do "humor" na bolsa brasileira.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu –1,4%, após um pregão com bastante volatilidade, influenciada pelos temores de revés no processo de impeachment da presidenta Dilma e acompanhando a baixa das commodities, como o minério de ferro (-3,6%) e o petróleo (-2,3%) e (2) o DÓLAR subiu 0,6% à R$ 3,52, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e também influenciado pela lambança promovida pelo presidente interino da Câmara.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma tendência única, Japão 0,7%, interrompendo uma longa sequência de perdas, com as exportadoras beneficiadas pelo enfraquecimento da moeda local (o iene) frente ao dólar e China –2,8%, após dados desanimadores da balança comercial do país, (2) da EUROPA, Inglaterra 0,1%, França 0,5% e Alemanha 1,1%, com os investidores esperançosos de que o Fed ("BC" dos EUA) manterá inalterados os juros básicos norte-americanos na reunião de política monetária de JUN/16 e atentos com o desenrolar das negociações entre Grécia e seus credores internacionais e (3) dos EUA, sem uma tendência única, S&P 0,8%, DJ –0,2% e NASDAQ 0,3%, com o "mercado" pesando a alta das ações de biotecnologia e saúde, de um lado, e a queda dos papéis do setor de energia do outro, na esteira do recuo dos preços do petróleo (-2,3%).

 

Ainda esperando a mudança de governo para mudar de humor, o "mercado", diante da divulgação de um IPCA acima do esperado, elevou, de 6,94% para 7,00%, suas "apostas" para a inflação oficial do país em 2016, porem melhorou levemente, de –3,89% para –3,86%, suas previsões para o desempenho do PIB também neste ano.

 

Já arrumando suas gavetas e preparando o currículo para batalhar um emprego assim que o governo Dilma cair, Manoel Pires, secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda, teve a cara de pau de dizer ontem que a política de restrição do gasto público adotada em 2015 ajudou a aumentar a recessão verificada no ano passado e pode ter contribuído para derrubar também o PIB do primeiro trimestre de 2016.

 

Dando mais um sinal negativo da economia brasileira, que certamente causará um aumento ainda maior do desemprego, as vendas relacionadas ao Dia das Mães deste ano caíram –9,5% na comparação com o mesmo período do ano passado, apresentando o pior resultado desde 2003, quando este indicador começou a ser divulgado.

 

Fazendo "terrorismo financeiro", o que demonstra o grau do seu desespero, José Eduardo Cardozo, ministro da AGU, afirmou que é "ilusão" imaginar que o Brasil não vai mais merecer a confiança dos investidores caso a presidenta Dilma seja afastada, ressaltando inclusive que o País mostra fragilidade institucional e que a Constituição está sendo violada.

 

Provavelmente 99,8% por culpa da falta de educação financeira do consumidor tupiniquim e 0,1% por culpa do elevado patamar da taxa básica de juros e 0,1% por conta do aumento da inadimplência do país, em ABR/16 a taxa média de juros no cartão de crédito subiu para 435,6%, o que continua sendo o maior patamar desde OUT/95, quando este levantamento começou a ser feito.

 

Repetindo o que já falam os corretores de imóveis, em nenhuma responsabilidade com a verdade, já que não tem uma CVM em seu cangote fiscalizando cada passo que ele dá, Meyer Nigri, presidente da construtora Tecnisa, afirmou que por conta da crise está vendendo imóveis abaixo do custo e "garantiu" que o setor imobiliário está diante de uma rápida retomada já que o governo de Michel Temer vai reduzir a taxa básica de juros.

 

-    O Facebook disparou 5,9%, após divulgar que no primeiro trimestre deste ano sua receita total subiu 50% em relação ao mesmo trimestre de 2015 e seu lucro atingiu US$ 1,5bi.


Política:
 
Conseguindo seus 5 minutos de fama e certamente alguns milhões a mais na sua conta bancária, o até então desconhecido deputado Waldir Maranhão, presidente interino da Câmara, decidiu, após conversar com José Eduardo Cardozo (advogado de Dilma), declarar nula a votação do impeachment na Casa.

 

Provando mais uma vez que o Brasil é uma republica de bananas, após receber criticas até do presidente do Senado, o peemedebista Renan Calheiros, na madrugada de hoje Waldir Maranhão decidiu revogar sua própria decisão de anular a sessão da Câmara que autorizou a abertura do processo de impeachment da presidenta Dilma.

 

Ciente de que terá sua chance de marcar seu nome na história de forma positiva, Temer, que apesar das tentativas de golpe do PT deve assumir a presidência do Brasil na sexta-feira, acertou ontem com sua equipe que cortará no mínimo 10 ministérios, de 32 para no máximo 22.

 

Ontem, cada dia mais perturbada mentalmente, a presidenta Dilma alertou que no governo Temer haverá diminuição de programas sociais, como o Bolsa Família e o Minha Casa Minha Vida, ressaltando que os ricos querem fazer economia com o dinheiro dos mais pobres.

 

Indicando que esta semana será longa e que o PT é capaz de tudo, inclusive de promover o caos social, para se manter no poder, diante da decisão do presidente do Senado, Renan Calheiros, de dar continuidade à tramitação do processo de impeachment, o governo Dilma já decidiu protocolar no Supremo Tribunal Federal uma ação contra o ato do referido senador peemedebista.

 

-    Foi Flavio Dino, governador do Maranhão e membro do PCdoB, quem orquestrou, ao lado de José Eduardo Cardozo, a lambança promovida por Waldir Maranhão, presidente interino da Câmara, de tentar declarar nula a votação do impeachment.

-    Com o estoque de pão com mortadela acabando, manifestantes contrários ao impeachment da presidenta Dilma realizam uma série de protestos em vias de SP e em ao menos outros 5 Estados na manhã desta terça-feira.

-    Hoje, em um rito sumário, o Senado deve cassar o mandato do senador petista e ex-líder do governo Delcídio do Amaral, que foi preso ao tentar subornar o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró para que este não fizesse delação premiada.


Crítica:
 
Mostrando mais uma vez que a primeira decisão do governo Temer deveria ser cancelar as Olimpíadas do RJ, ontem, após vistoria, o Ministério do Trabalho interrompeu, faltando menos de 3 meses para o início dos jogos, as construções no Parque Olímpico e na Vila dos Atletas, alegando que falta de condições de trabalho e segurança.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso site: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário