R.B. 1/ABR/16 "Bunker de uma minoria radicalizada"


"Bunker de uma minoria radicalizada"

 

São Paulo, 1 de abril de 2016 (SEXTA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em queda, realizando lucros após avançar 17,0% em MAR/6 e assim registrar a maior alta percentual em 1 mês desde OUT/02, acompanhando as perdas das demais bolsas mundiais e principalmente prejudicada pelos sinais de que o PMDB está dividido e que o STF seguem atuando para manter Dilma no poder e (2) o DÓLAR pode subir, para fechar o dia acima dos R$ 3,65, acompanhando a piora do "humor" na bolsa brasileira e em um "ajuste técnico" após recuar –10,0% no mês passado.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu –2,3%, realizando lucros recentes, acompanhando as perdas das bolsas europeias e principalmente com os investidores começando a perceber que o processo de impeachment da presidenta Dilma será mais longo, mais tumultuado e mais traumático do que se esperava e (2) o DÓLAR caiu –0,6% à R$ 3,59, em um dia marcado pela forte volatilidade e elevado volume de negócios, com os vendidos ganhando a "briga" para a formação da cotação de fechamento do mês.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma tendência única, Japão –0,7%, em queda pelo 3º dia seguido, com destaques negativos para as exportadoras Sharp (-4,4%) e Toyota (-0,8%), diante da valorização da moeda local (o iene) frente ao dólar e China 0,1%, sustentada pela decisão do BC local de levar a moeda do país (o yuan) ao maior nível desde DEZ/15 e de também fazer uma nova injeção de liquidez no sistema financeiro, (2) da EUROPA, em meio a um movimento de ajuste das carteiras por parte dos investidores com o fim do mês e do trimestre, Inglaterra –0,5%, França –1,3% e Alemanha –0,8%, prejudicadas por dados que mostram que a região se manteve em terreno deflacionário em MAR/16 e pressionadas principalmente pelo recuo das ações das empresas exportadoras, como Daimler (-0,8%) e BMW (-1,7%), diante da alta do euro frente ao dólar e (3) dos EUA, próximas da estabilidade, S&P –0,2%, DJ –0,2% e NASDAQ 0,1%, em um movimento de cautela já que se aproxima a temporada de balanços do primeiro trimestre e os sinais da economia permanecem modestos.

 

Se ajustando aos poucos à realidade, para no final do ano não ser novamente avaliado como muito burro e muito incompetente, ontem o BC brasileiro elevou de 6,6% para 6,9% suas "apostas" para a inflação medida pelo IPCA em 2016, patamar acima do topo da meta (6,5%) e abaixo das expectativas do "mercado" (7,3%).

 

Contrariando o discurso dos petistas mais radicais, que trabalham para que o governo Dilma de uma forte "guinada à esquerda", ontem o BC "garantiu", em seu Relatório Trimestral de Inflação, que não trabalha com a hipótese de flexibilização monetária (queda dos juros) e que adotará as medidas necessárias de forma a assegurar o cumprimento dos objetivos do regime de metas de inflação.

 

Dando novos sinais negativos da economia brasileira (1) em 2015 o lucro das empresas de capital aberto do Brasil caiu -87,2% na comparação com o ano anterior e (2) também prejudicado pela alta do dólar, no primeiro bimestre deste ano o volume de importação do setor têxtil e de confecções paulista caiu -29,85% na comparação com o mesmo período de 2015, porem mesmo assim a produção local não reagiu e diminuiu -20,4% no segmento têxtil e -9,8% no de confecções na mesma base de comparação.

 

Optando por seguir ajudando as empresas "amigas" com dinheiro que sai do bolso dos trabalhadores, ontem o Conselho Monetário Nacional, que é composto por BC, ministério da Fazenda e do Planejamento, decidiu manter em 7,5% ao ano a taxa de juros de longo prazo cobrada pelo BNDES em seus empréstimos, patamar inferior a inflação atual (10,3%), bem abaixo da taxa básica de juros (14,25%) e infinitamente menor do que os juros cobrados no cheque especial (294%).

 

Exatamente um dia depois de o governo publicar medida provisória irresponsável, e até criminosa, autorizando o uso de recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço como garantia de crédito consignado para trabalhadores do setor privado, a Caixa Econômica Federal lançou o aplicativo que permite ao trabalhador conferir o extrato do FGTS para conferir se o seu empregador está fazendo os depósitos corretamente.

 

Incrivelmente ainda funcionando, a construtora Odebrecht, principal fonte de corrupção e propina da história recente do Brasil e que se estivesse em um país sério já estaria fechada, com toda a diretoria presa e com seus bens confiscados, anunciou ontem que, por conta das acusações de corrupção da Operação Lava Jato e por ter dívidas de cerca de R$ 90bi, vai colocar à venda um pacote de empresas na tentativa de levantar R$ 12bi até o final deste ano.

 

Antro de corrupção e símbolo perfeito da falta de capacidade gerencial do governo Dilma, a usina nuclear de Angra 3, que está com as obras suspensas desde SET/15 e é alvo de investigações da Operação Lava Jato, causou perdas de cerca de R$ –5bi para a Eletrobrás apenas em 2015.

 

 -    A JBS subiu 3,1%, na contramão da trajetória das demais ações da bolsa, "coincidentemente" no mesmo dia em que foram reduzidas as chances de impeachment da presidenta Dilma e de prisão do Lula.


Política:
 
Como tem "rabo preso" com quase todas as investigações envolvendo corrupção no governo e como quer manter os cargos, as regalias e principalmente o poder, ontem o senador peemedebista Renan Calheiros, presidente do Senado, afirmou que em sua avaliação a saída do PMDB da base aliada foi "precipitada".

 

Demonstrando a cada dia uma enorme capacidade de mentir sem fazer força e de falar bobagens irracionais sem ficar constrangida, ontem a presidenta afirmou que cabe ao marqueteiro João Santana explicar a informação de que ele recebeu dinheiro vivo da empreiteira Odebrecht e fez pagamentos, também em dinheiro, a prestadores de serviços da sua campanha à reeleição em 2014.

 

Colocando na cadeia o ex-secretário-nacional do PT Silvio Pereira e dono do "Diário do Grande ABC" Ronan Maria Pinto, hoje a Polícia Federal deflagrou 27ª etapa da Operação Lava Jato, que é denominada de "Carbono 14" e que investiga crimes de extorsão, falsidade ideológica, fraude, corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro.

 

Animado com a divisão interna do PMDB, já que 5 dos 7 ministros do partido não querem "largar o osso", o governo Dilma deve deixar para a próxima semana a redistribuição dos ministérios e cargos, com a distribuição de mais pastas para aliados do PP e do PR.

 

Confirmando que realmente são "petistas de toga", os ministros do Supremo Tribunal, citandos como "facilitadores" para o governo em várias delações premiadas em grampos telefônicos, inclusive de Lula, decidiram, por 8 votos a 2, pela manutenção da liminar do ministro Teori Zavascki, que ordenou ao juiz Sergio Moro que remetesse à Corte o caso das interceptações telefônicas do referido ex-presidente e petista.

 

Cada dia mais o governo Dilma e o PT tem transformando o Palácio do Planalto em um "bunker de uma minoria radicalizada", que (1) tenta obstruir a Justiça, (2) ataca 7 de cada 10 brasileiros que defendem o impeachment e 8 de cada 10 que condenam sua forma de governar e (3) recebe políticos corruptos, jornalistas com "caneta de aluguel", membros do grupo terrorista MST, vagabundos da CUT e artistas "chapa branca" que são bancados com dinheiro publico.

 

Deixando de cuidar da sua pasta para atuar, assim todos os demais ministro, como se fosse advogado da presidenta, ontem, em audiência na comissão especial da Câmara, Nelson Barbosa, ministro da Fazenda, afirmou que em sua opinião não existe "base legal" para o pedido  impeachment e que não se pode falar em crime de responsabilidade fiscal, por conta das pedaladas, quando o governo fez o "maior contingenciamento da história".

 

Em troca de R$ 30,00, 1 pão com mortadela e um refresco, ontem novamente manifestantes contrários ao impeachment da presidente Dilma voltaram às ruas, porem desta vez o principal foco dos ataques foi o vice-presidente Michel Temer, que é acuado de líder do que os petistas chamam de golpe.


Crítica:
 

Confirmando que a "pátria educadora" prometida pela presidenta Dilma é na verdade o "país da piada pronta", ontem o Ministério da Justiça anunciou que os refugiados que vivem em SP receberão gratuitamente do Sebrae cursos em inglês, espanhol e português para atuarem como empreendedores.

 

Recheando anualmente e respectivamente com R$ 15,6mi e R$ 59,1mi os bolsos da Fiesp, do pato amarelo, e da CUT, das bandeiras vermelhas, a grande parte do dinheiro que vem sendo usado por "coxinhas"  e "petralhas" nas manifestações recentes contra e pró Dilma tem a origem comum na "nefasta contribuição sindical", que é um imposto descontado de quem trabalha e produz.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso site: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário