R.B. 13/ABR/16 "Colocando a vaca da Dilma cada dia mais próxima do brejo"


"Colocando a vaca da Dilma cada dia mais próxima do brejo"

 

São Paulo, 13 de abril de 2016 (QUARTA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em alta, com bom volume de negócios devido ao vencimento de opções sobre o Ibovespa seguindo o movimento ascendente das principais bolsas mundiais e principalmente impulsionada pelo crescente aumento das "apostas" de queda do governo Dilma e (2) o DÓLAR pode voltar a cair, novamente acompanhando a esperada melhora do "humor" na bolsa brasileira, porem deve-se ressaltar que o patamar é interessante para compras, já que a tendência mundial é de valorização da moeda norte-americana.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 3,7%, para fechar o dia no maior patamar desde 17/JUL/15 (aos 52.002pts), diante da euforia de investidores e operadores com o aumento das "apostas" de impeachment da presidenta Dilma, da valorização das commodities e do bom desempenho das principais bolsas mundiais e (2) o DÓLAR caiu –0,2% à R$ 3,49, devolvendo no final do pregão a valorização registrada na abertura, quando foi pressionado pelos leilões de compra do BC e chegou a avançar 1,5%, para fechar o pregão no menor patamar desde 20/AGO/15, acompanhando a melhora do "humor" na bolsa brasileira.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma tendência única, Japão 1,1%, com a desvalorização da moeda local (o iene) frente ao dólar beneficiando as exportadoras e China –0,3%, prejudicada pelo anúncio de aprovação de novas ofertas públicas iniciais de ações, (2) da EUROPA, após alguma volatilidade, Inglaterra 0,7%, França 0,8% e Alemanha 0,8%, com destaques de alta para as empresas petrolíferas, como Shell (1,6), BP (1,4%), Repsol (3,3%) e Total (1,8%), diante da notícia de que a Rússia e a Arábia Saudita teriam chegado um consenso para congelamento de produção de petróleo e (3) dos EUA, S&P 1,0%, DJ 0,9% e NASDAQ 0,8%, também impulsionadas pelo rali do petróleo, que atingiu o maior patamar do ano e assim como na Europa deu apoio às ações de companhias de energia.

 

Com o objetivo de tentar conter a queda do dólar, que apesar de ajudar a controlar a inflação prejudica as exportações brasileiras, ontem o BC tupiniquim realizou a maior operação com contratos de "swap" cambial reverso da história, papel que equivale à compra de moeda no mercado futuro, atingindo um volume diário total de US$ 8 bilhões (160 mil contratos).

 

Pulando fora da "canoa furada" que é o governo Dilma, ontem o FMI alertou que, caso o impasse político no Brasil seja resolvido ao longo deste ano, as autoridades "terão tempo e espaço" para implementar as políticas necessárias e a economia tupiniquim poderá retomar o crescimento já em 2017.

 

Sem conseguir esconder que está morrendo de vontade de voltar para o setor publico, ontem Armínio Fraga, ex-presidente do BC, "garantiu" que, "neste momento", não pensa em trabalhar em um possível futuro governo que assuma o país em caso de impeachment da presidenta Dilma.

 

-    Por ordem da presidenta, que quer seus ministros em Brasília para tentar ajuda-la a se manter no cargo, Nelson Barbosa, ministro da Fazenda, não participará das reuniões de primavera do FMI esta semana em Washington.

 

Podendo trazer impactos extremamente negativos para os cofres públicos brasileiros, restaurando uma norma comercial de leis do Império, herdada de tempos medievais, que proibia a cobrança de juros compostos, o Supremo Tribunal Federal decidiu na quinta-feira passada que o Estado de Santa Catarina pode, por enquanto, recalcular sua dívida com o governo federal com base em juros simples.

 

Escancarando a diferença entre uma economia que inspira confiança, com um estado cada dia menor, e uma economia em decadência, com um governo populista e paternalista, ontem o BC do Chile decidiu manter a taxa básica de juros do país em 3,5%, patamar infinitamente menor do que a taxa básica de juros brasileira, atualmente em 14,25%.

 

Na vanguarda da civilização, a Suécia anunciou ontem que até 2030 pretende decretar o fim do dinheiro de papel, já que as cédulas e moedas deverão virtualmente desaparecer no país, substituídas principalmente pelo uso do cartão e da moeda eletrônica via celular.

 

Trazendo um pouco de agilidade e dinamismo para o mercado imobiliário tupiniquim, em MAI/16 os cartórios de registros do país devem estar 100% digitalizados e integrados em um único sistema nacional de pesquisa, o que reduzirá o tempo para análises de contratos de compra e venda de 30 para 5 dias.

 

Remando para o lado contrário do que determina a presidenta Dilma, ontem Teotônio Rezende, diretor de habitação da Caixa Econômica Federal, alertou que, se for necessário, o banco pode voltar a elevar os juros do financiamento imobiliário ainda nesse ano.


Política:
 
Mostrando que está cada dia mais desequilibrada e distante da realidade, ontem a presidenta Dilma, cercada de petistas, acusou diretamente seu vice Michel Temer, que aliás é o único membro do seu governo que não pode ser demitido, de ser o principal articulador do que ela classifica como golpe contra a democracia.

 

Ciente de que seus dias também estão contados, o peemedebista Eduardo Cunha, presidente da Câmara, afirmou que se existe alguma conspiração em curso no país ela é motivada pelo povo, ressaltado que as pesquisas indicam que a grande maioria da população quer a queda da presidenta Dilma.

 

Apesar de Lula, com os bolsos cheios de dinheiro roubado das estatais, ter montando um escritório em um hotel de Brasília para comprar apoio dos parlamentares, seguindo outros partidos que já foram da base aliada, como o PSB e o PMDB, ontem o PP e o PRB confirmaram que votarão pelo impeachment da presidenta Dilma.

 

"Colocando a vaca da Dilma cada dia mais próxima do brejo" e aumentando efeito manada dos parlamentares, já que nem os mais fieis aliados acreditam na sobrevivência do governo, segundo a última contagem divulgada já são 306 os votos garantidos para o impeachment (dos 342 necessários), 125 os votos contrários e 82 indecisos ou sem responder.

 

Sepultado as esperanças petistas de jogar lama em FHC, ontem a jornalista Miriam Dutra, que durante uma década foi amante do referido tucano, afirmou, em depoimento para a Polícia Federal, que o dinheiro que recebeu do referido ex-presidente veio de uma conta bancária dele.

 

Pelo que gasta em propaganda em postagens pagas, infestando as linhas do tempo dos usuários brasileiros, o governo Dilma é certamente o maior cliente do Facebook que, em retribuição pelas centenas de milhões de dólares gastos com dinheiro publico, está bloqueando de forma deliberada a divulgação dos protestos contra a presidenta marcados para o dia 17/ABR/16.

 

Colocando na cadeia mais um aliado do PT, este inclusive próximo de ser indicado para uma vaga do Tribunal de Contas da União, ontem a Polícia Federal deflagrou a 28ª fase da Operação Lava Jato, que teve como principal alvo o ex-senador do Distrito Federal Gim Argello, do PTB.

 

-    Ontem o PCdoB, linha auxiliar do PT, usou sua propaganda na TV para dizer que o impeachment é golpe, porem hoje o DEM, linha auxiliar do PSDB, vai à TV para decretar o fim do governo Dilma.

 

Em meio à grave crise política que o país atravessa, a Câmara dos Deputados já registrou este ano o maior troca-troca partidário desde 2003, já que segundo dados oficiais da Casa, 99 deputados trocaram de partido em 2016, o que representa 19,3% do total.


Crítica:
 
Lavando dinheiro de forma descarada e com o objetivo de bater recordes e contar conversa fiada para os seus incautos fieis, o filme Os Dez Mandamentos, bancado pela Igreja Universal, já tem a maior bilheteria do cinema nacional de todos os tempos, porem as sessões da referida película estão praticamente vazias, confirmando que a fraude é bancada com dinheiro do dízimo, que por sua vez alimenta os cofres da TV Record.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso site: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário