R.B. 17/MAR/16 "Pisou na cabeça da jararaca"


"Pisou na cabeça da jararaca"

 

São Paulo, 17 de março de 2016 (QUINTA-FEIRA).


Mercados e Economia:
 
Hoje (1) a BOVESPA deve subir, com os investidores, os brasileiros decentes e até a torcida do corinthians comemorando o aumento das chances de prisão de Lula e de queda do governo Dilma e (2) o DÓLAR pode cair, com "boas chances" de fechar o dia abaixo dos R$ 3,70, influenciado pelos mesmos motivos que devem animar a bolsa brasileira.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 1,3%, revertendo uma abertura negativa, na qual chegou a recuar –1,3% devido a confirmação de que Lula seria ministro, certamente influenciada pelos "rumores", confirmados após o fechamento do pregão, da divulgação de gravações comprometendo ainda mais o referido ex-presidente e também a presidenta Dilma e (2) o DÓLAR caiu –0,6% à R$ 3,74, também revertendo a tendência da abertura, quando na máxima atingiu R$ 3,85, influenciado pela manutenção da taxa básica de juros nos EUA e principalmente pelo mesmo motivo que animou a bolsa brasileira.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão –0,8% e China 0,2%, em um dia de poucos negócios e sem uma direção única, com os investidores à espera da decisão de política monetária do Fed ("BC" dos EUA), (2) da EUROPA, Inglaterra 0,6%, França 0,2% e Alemanha 0,5%, também esperando a decisão do Fed, porem sustentadas pelo avanço dos preços das commodities, como o petróleo (3,1%), que por sua vez impulsionou as ações de energia da região, como a britânica Tullow Oil (7,9%), a francesa Total (0,9%) e a italiana Eni (1,3%), (3) dos EUA, S&P 0,5%, DJ 0,4% e NASDAQ 0,7%, beneficiadas pela manutenção da taxa básica de juros do país pelo FED ("BC" local) , que se encontra atualmente entre 0,25% e 0,50% ao ano, e que por sua vez também reduziu a projeção média dos juros para o final do ano.

 

Diante da divulgação de provas contundentes e de telefonemas extremamente comprometedores contra Lula e Dilma, que ao que tudo indica selaram o fim do ciclo do PT no poder, as ações e títulos públicos brasileiros devem se valorizar fortemente nos próximos dias e, a depender de quem assumirá o comando do Brasil, o país, como aconteceu recentemente com a Argentina, pode voltar a ser o "queridinho dos mercados globais".

 

Como "fruto podre" da crescente crise econômica e principalmente das enormes incertezas políticas, nos 2 primeiros meses deste ano de 2016 o número de fusões entre companhias ou aquisições de uma empresa por outra caiu –48,1% na comparação com o mesmo período de 2015.

 

Caso Lula consiga realmente assumir como ministro de Dilma, é quase certo o desembarque de Alexandre Tombini do BC, aumentando o descontrole da inflação, já que, no afã de encontrar uma salvação política, o Palácio do Planalto deixará em segundo plano a racionalidade econômica.

 

Aventando inclusive a possibilidade de boicote ao pagamento de impostos, a Fiesp, que mesmo com toda dependência do governo Federal já defende abertamente a renúncia da presidenta Dilma, convocou ontem suas principais lideranças empresariais para uma reunião hoje à tarde na qual será discutido o momento político do país.

 

Com as vendas despencando e a inadimplência disparando, os principais supermercados do Brasil já estão parcelando em até 10 vezes, supostamente sem juros, os produtos encalhados para a Páscoa, como ovo de chocolate, que aliás teve uma alta de preços superior a 30% na comparação com 2015, bacalhau e azeite.

 

Mostrando que quando se trabalha sério as coisas fluem de maneira positiva, ontem, em sua primeira vitória de peso, o governo argentino de Mauricio Macri conseguiu aprovar na Câmara dos Deputados o projeto que permite o pagamento dos fundos abutres com um deságio de 25%.


Política:
 
Se antes, com a condução coercitiva, Sergio Moro tinha pisado no rabo da jararaca, atiçando a ira de Lula, com a divulgação do grampo telefônico, no qual o referido ex-presidente chama seus apoiadores de peões, insinua que dá ordens para juízes do STF e confirma que só virou ministro para se livrar da cadeia, o brilhante juiz federal desta vez "pisou na cabeça da jararaca".

 

-    Segundo Lawrence Pih, um dos primeiros empresários a apoiar o PT na década de 1980, a tentativa do PT de salvar o governo com o retorno do ex-presidente Lula está fadada ao fracasso e o afastamento da presidenta Dilma será inevitável.

-    Após a divulgação das conversas telefônicas do ex-presidente Lula, hoje, nos cálculos de governistas fiéis, mas não cegos, o governo Dilma já não dispõe mais de votos suficientes para barrar o impeachment quando o processo começar no Congresso.

 

Desmontando a tese de que o dinheiro no exterior era de trabalhos feitos no exterior, o governo Dilma está preocupado com a situação da mulher de João Santana, Mônica Moura, que mandou um bilhete, encontrado pela Polícia Federal, no qual ela pede para o lobista Zwi Skornicki, que atua defendendo interesses de estaleiros, enviar pagamentos a ela no exterior.

 

Além da nova fase da Lava Jato, o Palácio do Planalto também está apreensivo em relação ao processo de delação dos executivos da construtora Andrade Gutierrez, cujos depoimentos devem começar nesta semana e informações preliminares indicam que podem tratar de doações feitas pela empreiteira para a campanha de Dilma em 2014.

 

Alertando que ao nomear Lula a presidenta estaria obstruindo a atuação da Justiça, advogados constitucionalistas afirmam que Dilma infringiu dois incisos do artigo 85 da Constituição, que classificam como crime de responsabilidade atos da presidente da República contra o livre exercício do Legislativo, do Judiciário, do Ministério Público e dos poderes constitucionais das unidades da Federação.

 

Segundo Alejandro Salas, diretor da Transparência Internacional, que é uma organização responsável pelo principal indicador global de corrupção, é um "insulto" a decisão de colocar o ex-presidente Lula como ministro da Casa Civil, dois dias após mais de 6 milhões de manifestantes saírem às ruas pedindo sua prisão, o impeachment da presidenta Dilma e o apoio às investigações.

 

Ontem, logo após a divulgação dos grampos telefônicos feitos nos telefones dos laranjas de Lula, os ânimos se exaltaram em todo o país, as pessoas saíram às ruas e na Câmara dos Deputados, em coro, os parlamentares pediram a renúncia da presidenta Dilma.

 

Para mostrar que não tem medo, Lula afirmou ontem, antes da divulgação dos grampos telefônicos, que participará do evento programado para sexta-feira, com mortadela gratuita e consequentemente presença garantida do MST e do PT, em defesa dele e do governo Dilma.


Crítica:
 
É assustador ver tantos pacifistas, como eu, começando a considerar seriamente que a solução só virá com violência, mas eu suspeito que isto é fruto da desilusão com a justiça, principalmente pois tudo indica que no Supremo Tribunal Federal está "tudo dominado" pelo PT.

 

Agindo em beneficio de sua população e também poupando bilhões em gastos com a saúde publica, o Reino Unido, na tentativa de combater o crescente problema de obesidade no país, introduzirá de forma gradual uma taxa de imposto adicional sobre o açúcar nos refrigerantes.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso site: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil


Nenhum comentário:

Postar um comentário