R.B. 22/FEV/16 "Já criticada por 9 entre 10 economistas"


"Já criticada por 9 entre 10 economistas"

 

São Paulo, 22 de fevereiro de 2016 (SEGUNDA-FEIRA).


Mercados e Economia:
 
Hoje (1) a BOVESPA deve cair, na contramão da trajetória das principais bolsas mundiais, realizando lucros após avançar 4,4% na semana passada, influenciada pela intensificação das crises política e econômica no Brasil e (2) o DÓLAR pode subir, acompanhando a esperada piora do "humor" na bolsa brasileira e também seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana.

 

Sexta-feira, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,2%, revertendo uma abertura negativa, na qual chegou a recuar –0,8%, nos últimos momentos do pregão, sustentada pelos avanços de empresas como Vale (4,1%) e Cielo (3,7%) que acabaram prevalecendo sobre as perdas da Petrobras (-2,8%) e (2) o DÓLAR –0,6% à R$ 4,03, reduzindo um pouco da alta registrada na semana (0,8%), após Tombini, presidente do BC brasileiro, descartar a possibilidade de corte da taxa básica de juros.

 

Também sexta-feira, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, devolvendo parte dos ganhos registrados na semana, Japão –1,4% e China –0,2%, diante da interrupção do rali do petróleo e da busca por ações que baratearam nos últimos tempos, (2) da EUROPA, realizando lucros depois de uma semana globalmente positiva, Inglaterra –0,9%, França -0,1% e Alemanha -0,9%, desestimuladas pela depreciação do petróleo e pelas incertezas nas negociações sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia e (3) dos EUA, sem uma tendência única e com baixo volume de negócios, S&P –0,1%, DJ –0,1% e NASDAQ 0,4%, pressionadas de um lado pela empresas do setor de energia, diante do recuo do petróleo, e estimuladas de outro lado pelo anúncio de números melhores do que os previstos sobre a inflação em JAN/16, que apresentaram uma tendência de subida, apesar da continuação da descida dos preços de energia.

 

"Já criticada por 9 entre 10 economistas", a reforma fiscal proposta pelo governo Dilma, que foi oficialmente apresentada na sexta-feira passada, estabelece a criação de uma exótica banda de flutuação da meta de resultado primário para acomodar frustrações de receita, que em última instancia permitirá um déficit de até R$ -60,2bi (0,97% do PIB) nas contas publicas deste ano.

 

Aprontando mais uma de suas gambiarras para melhorar artificialmente as contas publicas, o governo federal vai enviar ao Congresso um projeto de lei que permite (1) incorporar às suas receitas precatórios que não foram sacados nos últimos 4 anos, que somam atualmente R$ 5,7bi e (2) ao Tesouro Nacional considerar como dinheiro em caixa os recursos depositados nos bancos por ordem da Justiça, mas que não forem sacados a partir deste ano, que somam atualmente R$ 6,3bi.

 

Afetadas pela crise financeira tupiniquim, prejudicadas por 3 anos seguidos de queda do bolsa brasileira (com destaque para a derrocada da Petrobrás e da Vale) e influenciadas pela falta de capacidade de gestão dos seus administradores, o número de corretoras associadas à Ancord (que representa empresas do mercado de capitais no Brasil) caiu de 108 em DEZ/13 para 89 em DEZ/15 e, segundo projeções de especialistas, o setor deve seguir encolhendo este ano e 2016 com no cerca de 70 instituições ativas.

 

Reagindo aos fatos, na sexta-feira passada, 1 dia após a S&P reduzir ainda mais a "nota do Brasil", o governo Dilma anunciou um corte de R$ -23,4bi no Orçamento de 2016 e as principais áreas afetadas são (1) o Programa de Aceleração do Crescimento, que perdeu R$ -4,2bi, (2) os ministérios da Saúde e Educação, que respectivamente terão contingenciamentos de R$ -2,5bi e R$ -1,3bi e (3) as emendas parlamentares, que deverão encolher em R$ -8,1bi.

 

Diante do aumento do desemprego e do aprofundamento da crise financeira, em NOV/15 o rendimento real do trabalhador doméstico brasileiro teve uma queda de -2,4% na comparação com NOV/14, o que representa a maior retração da série histórica da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, iniciada no primeiro trimestre de 2012.

 

Como fruto do agravamento da crise econômica, ocorreu um salto no grupo de brasileiros que, na grande maioria das vezes sem a qualificação necessária, buscam abrir seu próprio negócio por necessidade, já que segundo uma pesquisa do Monitor Global de Empreendedorismo, realizada simultaneamente em 60 países, a taxa dos empreendedores estreantes no Brasil em 2015 pulou de 29% para 44%.

 

Antes da crise se aprofundar no Brasil, comprar um imóvel na planta era uma forma de conseguir um preço mais em conta quando o bem ainda era só uma promessa e a regra era que o apartamento valesse mais depois de pronto, porem agora, devido ao excesso de estoque, muitas construtoras e incorporadoras têm vendido empreendimentos prontos com descontos de até -40% do valor pedido anteriormente.

 

Obstinada em eliminar a concorrência no já minúsculo mercado financeiro tupiniquim, a BM&FBovespa, incompetente, cara e monopolista, elevou de R$ 39,00 para R$ 41,00 por ação sua proposta de compra da central depositária de títulos Cetip, cujas ações encerraram o pregão de sexta-feira cotadas a R$ 38,25.


Política:
 
Mostrando mais uma vez para a sociedade que no Brasil o crime e a chantagem compensam bastante, o senador petista Delcídio do Amaral, preso ao ser flagrado oferecendo fuga e mesada ao ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró em troca de não ser incriminado em delação premiada, foi solto na sexta-feira passada por ordem do Supremo Tribunal Federal e já avisou aos seus "companheiros" que se tiver o mandato cassado, um de seus maiores temores pois perde imunidade parlamentar, mete a boca no trombone e leva metade do Senado com ele.

 

O publicitário João Santana, que encabeçou campanhas presidenciais petistas e que agora tem um mandato de prisão contra ele, e a empreiteira Odebrecht, cujo dono já está prezo, são alvo da 23ª fase da Operação Lava Jato, iniciada na manhã desta segunda-feira e que investiga o esquema de corrupção na Petrobras.

 

Usando os meios mais escusos possíveis, inclusive junto à ministros do Supremo, a empreiteira Odebrecht ajuizou no Superior Tribunal de Justiça mais uma ofensiva contra as provas obtidas na Suíça que apontam a existência de contas secretas ligadas à empresa que, segundo o Ministério Público Federal, foram usadas para pagar propina.

 

Complicando cada dia mais a vida do maior bandido do Brasil, investigações da Procuradoria da República no Distrito Federal revelam, segundo a revista "Época", que o ex-presidente Lula fez tráfico de influência em favor da Odebrecht na Venezuela.

 

Emparedando o bandido peemedebista, o ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, liberou a denúncia oferecida pela Procuradoria-Geral da República contra Eduardo Cunha, o presidente da Câmara, por suspeita de envolvimento no esquema de corrupção da Petrobras, para ser analisada pelo plenário do tribunal e posteriormente levar a abertura uma ação penal pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

 

Confirmando a tática petista de tentar desviar o foco de Lula, José Eduardo Cardozo, ministro da Justiça que também atua informalmente como advogado do PT, afirmou que a área técnica do ministério, que inclui servidores da Polícia Federal, está "fazendo um estudo preliminar" sobre a denúncia contra o ex-presidente FHC, de ele ter enviado dinheiro para o exterior através de uma empresa, a Brasif S.A..

 

Como se não bastasse o fato de o perfil da presidenta Dilma ser o maior cliente do Facebook no mundo, a internet deve passar a receber mais publicidade federal, já que a Secretaria de Comunicação Social da Presidência elabora para este ano uma nova norma para atualizar a fatia da internet na partilha da comunicação social do país, quem em 2015 foi de 12,4% do total e que agora subiria para 20%, beneficiando blogs e sites simpáticos às causas do PT e do governo.


Crítica:
 
Decretando o fim do ciclo de poder de mais um ditador de esquerda da América Latina, ontem o bolivianos rejeitaram por uma apertada maioria (51% a 49%) uma reforma constitucional, votada em referendo popular, que mudaria novamente a Constituição do país e permitiria ao presidente Evo Morales, que já está no poder há 10 anos, se reeleger novamente.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso site: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário