R.B. 15/FEV/16 "PHD em gambiarra"


"PHD em gambiarra"

 

São Paulo, 15 de fevereiro de 2016 (SEGUNDA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, com "boas chances" de fechar o dia recuperando o patamar dos 40.000pts, beneficiada pela valorização das principais bolsas mundiais e pela alta das commodities e (2) o DÓLAR pode cair, acompanhando a esperada melhora do "humor" na bolsa brasileira, porem deve-se ressaltar que o patamar atual é interessante para compras da moeda norte-americana, principalmente diante das expectativas de alta dos juros nos EUA e de piora da economia tupiniquim.

 

Sexta-feira, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 1,2%, tentando recuperar uma parte das perdas acumuladas na semana (-1,9%) e no ano (-8,2%), em sintonia com o comportamento ascendente das commodities e também das principais bolsas internacionais, porem com baixo volume de negócios (R$ 4,3bi) e (2) o DÓLAR subiu 0,2% à R$ 3,99, com pouca volatilidade, dividido entre a melhora do humor no mercado internacional e as preocupações de sempre com a economia brasileira.

 

Também sexta-feira, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, China permaneceu fechada por conta do feriado de Ano Novo Lunar e Japão –4,4%, para acumular uma baixa de –11,1% na semana e fechar no menor patamar desde OTU/14, em meio a preocupações com o crescimento da economia mundial e a saúde do setor bancário, (2) da EUROPA, novamente tentando iniciar um movimento de recuperação de perdas recentes, Inglaterra 3,1%, França 2,5% e Alemanha 2,4%, nas máximas do dia, influenciadas pela alta de commodities como o petróleo e também pelo desempenho das ações do setor bancário, que tinham sofrido grandes perdas na véspera e que foram beneficiadas pelo resultado trimestral do Commerzbank, que anunciou um lucro líquido bem melhor que o esperado e (3) dos EUA, finalmente em alta após 5 pregões consecutivos de queda, S&P 1,9%, DJ 2,0% e NASDAQ 1,7%, reagindo positivamente ao indicador de vendas no varejo do país, que ficou melhor que o esperado, e à declaração do presidente do Fed de NY, William Dudley, de que a economia norte-americana está bem preparada para absorver qualquer choque.

 

Na sexta-feira o petróleo disparou 11% nos EUA e de 9% em Londres, recuperando perdas recentes, já que declarações do ministro da Energia dos Emirados Árabes Unidos alimentaram expectativas de corte coordenado na produção de petróleo e levaram os investidores às compras.

 

Após 1 semana com a bolsa do país fechada por conta do feriado de Ano Novo Lunar, na madrugada desta segunda-feira o presidente do Banco Popular da China, Zhou Xiaochuan, tentou, e conseguiu, acalmar os mercados sobre a estabilidade do iuane ao assegurar que não há razões para a desvalorização da referida divisa chinesa e que não pensa implantar um controle de capitais.

 

Conhecedor gabaritado do Brasil, Ilan Goldfajn, o prestigiado economista-chefe do Itaú, alertou que as receitas do governo federal vão demorar a voltar ao que eram, tornando muito difícil cumprir os 0,5% do PIB de superávit fiscal primário neste ano, por isto é fundamental a aprovação de medidas estruturais de contenção dos gastos públicos, como limite para os gastos públicos na Lei de Responsabilidade Fiscal e a instituição de uma idade mínima para a aposentadoria.

 

Com a perspectiva de fechar 2016 com mais um rombo nas contas públicas, a equipe econômica da presidenta Dilma, que é "PHD em gambiarra", quer flexibilizar a meta fiscal, aprovando um esdrúxulo sistema de banda de flutuação da meta de superávit que permita a variação de 1% para cima e para baixo, para comportar um déficit primário de até -0,5% do PIB neste ano.

 

Dando um emblemático sinal negativo da economia brasileira e mostrando que o Brasil tem empobrecido em comparação à média de seus pares, segundo o FMI a renda per capita do brasileiro recuou de US$ 16,2 mil, em 2014, para US$ 15,7 mil, em 2015, o equivalente a 90% do rendimento médio dos 24 países considerados emergentes pela instituição e é o menor patamar registrado desde o início da série histórica do Fundo, em 1980.

 

Mostrando como a economia é interligada, em 2015 a produção nacional de cloro caiu -2,2% na comparação com 2014, já que, além de sofrer com o forte aumento dos custos de energia elétrica, entre os seus 2 principais clientes está a indústria de alumínio, que foi uma das que mais sentiu a crise.

 

Com o governo Dilma se esforçando para acabar com a livre iniciativa privada, a nova regra de recolhimento de ICMS, que divide o imposto entre o Estado de origem da empresa e o Estado para onde o produto foi entregue, tem levado empresários a (1) elevarem os preços, (2) atrasarem as entregas e (3) deixarem de vender para outros estados e (4) fecharem suas lojas virtuais.

 

Acabando com a competitividade das empresas tradicionais de turismo, o senador peemedebista Romero Jucá acertou com o ministro Nelson Barbosa, da Fazenda, que será de 6% da alíquota do Imposto de Renda cobrado sobre remessas ao exterior para o custeio de serviços de viagens de turismo, negócios, saúde e educação.

 

-    Indicando para os investidores o que considera a melhor alternativa de investimento da atualidade, o Deutsche Bank, que é o maior banco da Alemanha, avisou que vai recomprar US$ 5,4bi de seus títulos negociados no mercado.


Política:
 
Como o mais subserviente sempre se desloca ao encontro do chefe, na tarde da sexta-feira passada a presidenta Dilma fez uma viagem inesperada à SP para se encontrar com Lula, já que PT e Palácio do Planalto aguardam uma resposta do referido ex-presidente sobre o sítio usado por ele em Atibaia, alvo de inquérito da Operação Lava Jato, para traçar uma estratégia de defesa.

 

Apenas 1 dia após se reunir com o chefe, no sábado a presidenta Dilma afirmou, após participar de uma encenação de combate ao vírus zika em favela no RJ, que o ex-presidente Lula é vítima de uma "grande injustiça", ressaltando que respeita muito a sua história e que o país, a América Latina e o mundo precisam de sua liderança.

 

Totalmente desprovido de capacidade política, o governo Dilma, usando a desculpa de que não dá para comprar mais de uma briga ao mesmo tempo, desistiu de propor, neste momento, uma reforma trabalhista e vai focar suas "energias" na reforma da Previdência, que aliás enfrenta forte resistência das bases petistas.

 

Em um ofício enviado ao TSE, o juiz Sergio Moro afirmou que uma sentença sua, no âmbito da Operação Lava Jato, já comprovou o repasse de propinas da Petrobras para campanhas eleitorais, inclusive da presidenta Dilma, e recomendou à corte que ouvisse os delatores do caso.

 

Dizendo o que manda a chefa, Nelson Barbosa, ministro da fazenda, tem repetido que implementar um sistema de superávit primário flexível será essencial para cobrir o rombo que Estados e municípios inevitavelmente deixarão nas contas públicas.

 

A defesa de novas eleições, em caso de cassação de mandato da presidenta Dilma e de seu vice, atualmente oferece riscos ao PSDB, já que enquanto petistas e tucanos se engalfinham com acusações de envolvimento na Lava Jato, Marina Silva, do REDE, segue sem um arranhão e seria a principal beneficiada.


Crítica:
 
Enquanto nos EUA as campanhas presidenciais abraçam e são cada dia mais dependentes da rede mundial de computadores, no Brasil, provando mais uma vez o quanto somos atrasados, os políticos morrem de medo dela, já que está em trâmite no Congresso o projeto de lei 215/2015 cujo objetivo é criminalizar quem fala mal de políticos na internet, em alguns caso, transformando esses "crimes" em hediondos.

 

Passado despercebido no Brasil, que está acostumado com as maluquices da sua presidenta, foi tratado no mínimo como exótico o fato de Dilma ter escalado mais de 30 chefes de ministérios e instituições públicas, incluindo presidentes do BC e da Caixa Econômica Federal, para visitarem com ela uma favela do RJ e participarem, em pleno sábado, de uma encenação de combate ao mosquito que transporta o vírus Zika, a dengue e a chikungunya.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso site: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário