R.B. 11/DEZ/15 "Rir, flertar e encher a cara"


R.B.

"Rir, flertar e encher a cara"

 

São Paulo, 11 de dezembro de 2015 (SEXTA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em queda, acompanhando as perdas das principais bolsas mundiais, prejudicada pela manutenção do recuo das commodities e ainda temendo o rebaixamento da nota do Brasil e (2) o DÓLAR pode voltar a subir, rumo aos R$ 4,00, seguindo os mesmos motivos que devem piorar ainda mais o "humor" da bolsa brasileira e também influenciado pelas expectativas de alta dos juros nos EUA.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu –1,0%, mantendo a volatilidade dos últimos dias, para ampliar a baixa acumulada no ano (-8,8%) diante dos "rumores" de que as agencias de classificação de risco Fitch e Moody's devem retirar em breve o grau de investimento do Brasil e (2) o DÓLAR subiu 1,3% à R$ 3,80, recuperando uma parte da forte da forte queda do pregão anterior, influenciado pelo mesmo motivo que derrubou a bolsa brasileira e também acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão –1,3% (em queda pelo 3º pregão seguido) e China –0,5%, ainda com os investidores começando a ajustar posições antes da decisão de política monetária do BC dos EUA, que no próximo dia 16/DEZ/15 deve fazer seu primeiro aumento de juros em quase uma década, (2) da EUROPA, sem uma tendência única, Inglaterra –0,6%, França –0,1% e Alemanha 0,1%, diante da volatilidade e das incertezas dos investidores sobre os mercados de commodities, cujos preços vêm registrando baixas frequentes nos últimos dias e (3) dos EUA, tentando iniciar um movimento de recuperação após 3 pregões seguidos de queda, S&P 0,2%, DJ 0,5% e NASDAQ 0,4%, com destaques de alta para as ações do setor de energia, como Consol Energy (10,1%), Stone Energy (6,5%), Murphy Oil (2,0%) e Chevron (1,9%), apesar de os preços do petróleo terem caído novamente, em reação ao informe de que a produção dos países da Opep cresceu em NOV/15 ao nível mais alto desde 2009.

 

A sinalização de Tombini, presidente do BC tupiniquim, de que a referida autoridade monetária não hesitará em elevar os juros para conduzir a inflação à meta, independentemente de eventuais efeitos no campo fiscal e político, levaram a uma disparada dos juros futuros na BM&F.

 

Coberto de razão e tentando resgatar um pouco da credibilidade que lhe resta, Joaquim Levy, ministro da Fazenda, voltou a sinalizar, desta vez a parlamentares governistas da Comissão Mista de Orçamento, que sua permanência no governo "perderá o sentido" se não for aprovada para o próximo ano uma meta de superávit primário de 0,7% do PIB, ressaltando que se isto não ocorrer é 99,99% certo que o Brasil perderá o grau de investimentos pela Fitch e pela Moody's.

 

Diante do aumento da turbulência política, intensificada desde a deflagração do processo de impeachment, e do provável rebaixamento da "nota" do Brasil pela Fitch e pela Moody's, o Credit Suisse, que já prevê PIB de –3,7% em 2015 e –3,5% em 2016, agora também espera que a economia tupiniquim siga encolhendo até 2017, quando projeta uma retração de –0,5%.

 

Dando 2 novos sinais negativos da economia brasileira, (1) segundo a Associação Internacional de Transporte Aéreo, entidade que representa 83% do tráfego mundial, as companhias aéreas na América Latina devem fechar o ano com perdas de US$ -300mi e (2) outrora orgulho do Brasil, o PIB do agronegócio deverá ficar -0,7% menor neste ano em relação a 2014.

 

Como fruto da enorme falta de educação financeira do brasileiro e das expectativas de novas altas da taxa básica de juros da economia, em NOV/15 a taxa média de juros no cartão de crédito atingiu 378,76% ao ano, o que representa o maior patamar desde MAR/96.

 

"Clone da presidenta Dilma" na iniciativa privada, com incapacidade administrativa e total falta de escrúpulos, Luiza Trajano, presidenta do Conselho de Administração da varejista Magazine Luiza, aviou que a empresa pode fechar capital na bolsa diante da queda do valor das ações da empresa (de R$ 137 em 2011 para R$ 8,5 ontem).

 

-    A Vale subiu 3,8%, porem após o fechamento do pregão a agência de classificação de risco Moody's rebaixou a nota da empresa e manteve a perspectiva negativa por acreditar que o desempenho da mineradora será mais fraco nos próximos 12 a 18 meses devido à queda substancial dos preços do minério de ferro neste ano.


Política:
 
O fato de Kátia Abreu, ministra da Agricultura, ter jogado uma taça de vinho na cara do senador tucano José Serra prova que, (1) os nervos em Brasília estão à flor da pele e (2) políticos, assim como os jogadores de futebol, não tem time ou ideologia e são amigos na vida pessoal, pois brigam na frente das câmeras e depois vão à festinhas para "rir, flertar e encher a cara" juntos.

 

Envergonhando os eleitores e o país, a decisão do Conselho de Ética sobre a abertura do processo de cassação do presidente da Câmara, o peemedebista Eduardo Cunha, foi adiada mais uma vez após uma sessão que teve até briga entre parlamentares.

 

Cometendo uma gafe que pode lhe custar caro, Lula, que está morrendo de medo de receber a visita do japonês da PF, afirmou, em entrevista ao jornal espanhol "El País", diante da atual crise econômica no Brasil, as pessoas vão ficar mais pobre e, em vez de comer carne todos os dias, vão comer apenas arroz.

 

Com o apoio de Michel Temer, vice-presidente, de Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados, de deputados e de líderes do PMDB, o partido, cada vez mais favorável ao impeachment da presidenta Dilma, iniciou uma articulação para antecipar para JAN/16 a sua convenção nacional para decidir sobre o rompimento oficial da legenda com o governo federal.

 

Apenas 1 dia após ser destituído da relatoria do processo de cassação de Eduardo Cunha, em uma manobra patrocinada pelo referido presidente da Câmara, o deputado federal Fausto Pinato, do PRB, afirmou ter recebido, em 3 oportunidades, oferta de propina para mudar seu parecer, obviamente favorável à cassação do "nobre" colega.

 

Ministros do Supremo começam a defender uma tese para afastar Eduardo Cunha da presidência da Câmara, diante da avaliação de que as vergonhosas manobras regimentais do dirigente obstruem, sim, as investigações, conforme ocorreu com André Esteves, que teve sua prisão preventiva decretada para não prejudicar a apuração da Lava Jato.

Crítica:

 

Enquanto trocar tapas no conselho de ética se torna uma vergonhosa rotina entre os deputados, (1) não param de aumentar os casos de grávidas contaminadas pelo vírus zika, (2) o BC ameaça subir juros, (3) a inflação chega a dois dígitos, (4) as agências de classificação de risco já avisam que rebaixarão o Brasil, (5) o governo perdeu o controle da área fiscal e (6) nada é investido em infraestrutura.

 

-           Segundo um estudo feito em 33 países pelo instituto de pesquisas britânico IPSIS MOR, os brasileiros tem o título de terceiro país mais ignorante sobre si mesmos.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário