R.B. 11/NOV/15 "A importância da educação financeira"


R.B.

"A importância da educação financeira"

 

São Paulo, 11 de novembro de 2015 (QUARTA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, dando sequencia ao movimento de recuperação iniciado no pregão anterior, influenciado pela valorização das commodities e seguindo a melhora do "humor" nas principais bolsas mundiais e (2) o DÓLAR pode seguir em queda, acompanhando o fluxo positivo de recursos externos e ainda seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,1%, revertendo uma abertura negativa, na qual chegou a recuar -1,7%, com baixo volume de negócios (R$ 4,7bi) e beneficiada pela leve melhora das bolsas norte-americanas e com destaques de alta para as ações dos bancos, como Itaú (2,0%) e Banco do Brasil (0,9%¨) e (2) o DÓLAR caiu -0,3% à R$ 3,78, revertendo uma abertura positiva, na qual chegou a subir 0,9%, influenciado pelos leilões de venda do BC e acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma tendência única, Japão 0,2%, no maior patamar em 2,5 meses e em alta pelo quinto pregão consecutivo, novamente com as exportadoras beneficiadas pela desvalorização da moeda local (o iene) frente ao dólar e China -0,2%, prejudicada por dados fracos de inflação, que por sua vez alimentam preocupações sobre o desempenho da economia do país, (2) da EUROPA, também sem uma tendência única, Inglaterra -0,3%, França % e Alemanha 0,2%, com os ganhos de algumas empresas, como a Continental (1,5%), que reportou lucro maior que o esperado no terceiro trimestre, ajudando a amenizar o impacto do declínio das mineradoras, como Anglo American (-4,7%) e Glencore (-4,2%), que sofreram com a divulgação de dados decepcionantes da economia da China, que aliás é o maior comprador mundial de commodities e (3) dos EUA, recuperando quase todas as perdas da abertura, porem com os principais índices fechando em direções divergentes, S&P 0,1%, DJ 0,1% e NASDAQ -0,2%, pressionadas pelas as ações dos setores de energia e matérias-primas e beneficiadas pelas ações do setor de bens de consumo, diante dos sinais positivos da economia norte-americana.

 

Mostrando um certo otimismo, o prestigiado economista norte-americano Paul Krugman, ganhador do prêmio Nobel de 2008, afirmou que atualmente a economia brasileira passa por percalços devido ao fim do ciclo de alta nos preços das commodities e ao abalo na credibilidade do governo, porem ressaltou que o país tem tudo para sair da atual crise assim que a inflação cair e o BC puder reduzir as taxas de juros.

 

Podendo confirmar que Dilma não manda mais em nada no seu governo, são cada vez maiores os ''rumores'' de saída do ministro da Fazenda, Joaquim Levy, que seria substituído por Henrique Meirelles, ex-presidente do BC, indicado pelo ex-presidente Lula e desafeto da atual presidenta do Brasil.

 

Ontem, enquanto "rumores" indicavam que ele seria substituído por Henrique Meirelles, Joaquim Levy, ministro da Fazenda, almoçava com parlamentares do PTB, PR, PSC e PRB, que formam o bloco União e Força no Senado, para tentar convence-los a aprovar medidas do ajuste fiscal, ressaltando que ele é vital para viabilizar uma retomada do crescimento da economia.

 

Dando 2 novos sinais negativos da economia brasileira, (1) prejudicada principalmente pela forte redução de ritmo nas montadoras, em SET/15 a produção industrial de SP foi -12,8% menor que em SET/14, o que representa 19ª queda consecutiva nesta base de comparação e (2) em SET/15 a comercialização de imóveis residenciais novos em SP foi -50,1% menor do que em SET/14.

 

Indicando que atualmente o Brasil, governado por incompetentes e corruptos, além de ter retração econômica tem também inflação descontrolada, o IGP-M, referência para a correção de valores de contratos, como os de energia elétrica e aluguel de imóveis, avançou 1,31% na primeira prévia de NOV/15 e agora acumula alta de 9,77% em 2015 e de 10,45% nos últimos 12 meses.

 

Novamente cobrando o preço da incompetência do governo Dilma, a chegada da lama das barragens da Samarco ao rio Doce já começa a afetar os negócios em cidades ribeirinhas da região, já que empresas de variados portes, da fabricante de celulose Cenibra à cooperativas agroindustriais, estão sendo forçadas a suspender a produção por dificuldades no suprimento de água.


Política:
 
Finalmente tomando uma atitude coerente, o PSDB, que até agora foi um dos pilares de sustentação política do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, reuniu sua bancada de deputados federais na noite de ontem e, por unanimidade, decidiu pedir no plenário a sua saída do cargo devido às acusações de envolvimento no petrolão.

 

Causando mais um desconforto político, Joaquim Levy, ministro da Fazenda, sofreu uma nova derrota no governo, já que, contrariando sua vontade, o corte de R$ 30,5bi  para o limite das operações do Programa de Sustentação do Investimento ficou em R$ 27,5bi, pois foi reaberto o programa de financiamentos ao setor automotivo.

 

Segundo o deputado Mendonça Filho, líder do DEM na Câmara, a oposição usará todos os mecanismos para tentar obstruir a votação do projeto da vergonhosa lei da repatriação, marcada para hoje, e da Medida Provisória 688, sobre riscos hidrológicos, prevista para ir ao plenário na noite de ontem.

 

Provando que dinheiro publico não deveria ser dado a partidos políticos, o Pros, partido de aluguel criado para abrigar aliados da presidenta Dilma, usou R$ 2,4mi dos R$ 15,7mi que já recebeu apenas neste ano do fundo partidário para comprar à vista um helicóptero que será usado por dirigentes da sigla, que aliás é a 15ª em tamanho no Congresso.

 

Em defesa dos bandidos, Neuza Alves, desembargadora do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, acolheu parcialmente um pedido feito pelos advogados de duas microempresas de Luis Cláudio Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula, e decretou sigilo sobre os documentos apreendidos pela Polícia Federal no último dia 26?OUT/15, durante a mais recente fase da Operação Zelotes.


Crítica:

 

A tragédia em Mariana ocorreu na quinta-feira da semana passada e desde então o comportamento do governo Dilma diante dos eventos é lamentável, o nome de um ministério é de "Minas" e Energia, o nome do outro é de Meio Ambiente, entretanto não consta que estiveram nas cidades afetadas, porem o mais absurdo é a ausência da presidenta, que deveria ter ido ao local e, em seguida, divulgado um plano de ação.

 

Se tornando cada dia mais autoritário, o governo Dilma, ao mesmo tempo em que faz vistas grossas aos crimes do MST, que invade propriedades privadas e ocupa e obstrui bens públicos, anunciou ontem que, em uma tentativa de desestimular a atual greve dos caminhoneiros, aumentará severamente as multas e as sanções a motoristas que obstruírem deliberadamente as rodovias e estradas do país.

 

Provando mais uma vez que no Brasil crime compensa, a CVM condenou o empresário Eike Batista, que enganou, roubou e mentiu para milhares de investidores, a apenas 5 anos sem poder exercer cargos em companhias abertas.

 

Mostrando, pela enésima vez, "a importância da educação financeira", 45% dos brasileiros com dívida no rotativo do cartão de crédito, que é a linha de financiamento mais cara do sistema financeiro (superando os 400% ao ano), tem renda mensal de no máximo 3 salários mínimos (R$ 2.364).


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário