R.B. 14/OUT/15 "O Brasil cada dia mais parecido com a Venezuela"



R.B.
"O Brasil cada dia mais parecido com a Venezuela"

São Paulo, 14 de outubro de 2015 (QUARTA-FEIRA).


Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em queda, com ‘’boas chances’’ de testar o ‘’suporte’’ dos 45.000pts até o final desta semana, diante dos sinais cada dia mais claros de que o país está rumando para o caos político e para a falência econômica e (2) o DÓLAR pode voltar a subir, para fechar o dia acima dos R$ 3,90, ainda acompanhando a piora do ‘’humor’’ na bolsa brasileira e a crescente redução da participação e da importância tupiniquim no cenário internacional.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -4,0%, para fechar o dia com a maior baixa percentual desde DEZ/14, realizando lucros recentes, acompanhando as perdas das principais bolsas mundiais e influenciada pelos ‘’temores’’ de que a discussão do impeachment de Dilma inviabilize as votações do ajuste fiscal e dos vetos da presidenta à chamada ‘’pauta bomba’’ e (2) o DÓLAR subiu 3,6% à R$ 3,89, registrando a maior alta diária em 4 anos, recuperando quase toda a forte baixa registrada na semana passada (-5,4%), pressionado pelos mesmos motivos que derrubaram a bolsa brasileira.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, realizando lucros recentes, Japão -1,1% e China -0,4%, prejudicadas por dados negativos da balança comercial chinesa, que elevaram as preocupações com a desaceleração da segunda maior economia do mundo, (2) da EUROPA, Inglaterra -0,5%, França -1,0% e Alemanha 0,9%, acompanhando a piora do ‘’humor’’ nas bolsas asiáticas e com destaques de queda para as empresas ligadas a commodities, como Glencore (-2,6%) e Anglo American (-1,8%) e e (3) dos EUA, S&P -0,7%, DJ -0,3% e NASDAQ -0,9%, acompanhando os mesmos fatores que derrubaram as demais bolsas mundiais e com destaques de queda para as petrolíferas.

Conhecido como Dr. Apocalipse, o economista Nouriel Roubini, que foi um dos poucos a prever a crise financeira de 2008, afirmou em um artigo no diário inglês "Financial Times" que "o Brasil está à beira de um precipício", ressaltando que, sem o ajuste fiscal, o país certamente perderá o grau de investimento por outras agências de classificação de risco, a exemplo do que aconteceu com a S&P em SET/15, elevando os custos dos empréstimos, derrubando a cotação do real e encolhendo a ainda mais a economia tupiniquim.

Cada dia mais pessimista, o ‘’mercado’’, diante da deterioração do quadro político tupiniquim, piorou pela 13ª semana consecutiva, desta vez de -2,85% para -2,97%, suas ‘’apostas’’ para o desempenho do PIB brasileiro em 2015 e elevou, pela quarta semana seguida, suas perspectivas para a inflação oficial medida pelo IPCA neste ano, desta vez de 9,53% para 9,70%.

Mostrando mais uma vez que no Brasil quem faz a coisa certa é prejudicado por quem é picareta, por conta de uma lei paulista que obriga o envio de carta com aviso de recebimento (AR) para a pessoa com dívida em atraso, antes de incluir seu nome em cadastros de inadimplentes, a Serasa Experian, dona do maior banco de dados de crédito do país, vai suspender a divulgação de informações que usam como base o cadastro de devedores da empresa e são usadas pelo mercado para estabelecer políticas de crédito e tomar decisões de negócios, o que obviamente causará uma elevação ainda maior na já estratosférica taxa de juros cobrada dos consumidores tupiniquins.

Mesmo com a disparada do desemprego, a queda da renda do trabalhador, o forte aumento dos juros e a elevação da inadimplência, as principais redes varejistas tupiniquins apostam todas as suas fichas no Black Friday, que é um dia dedicado a promoções no comércio, que ocorrerá no dia 27/NOV/15.

Dando mais um sinal de que a ‘’bolha imobiliária tupiniquim está estourando’’, com as vendas despencando, em AGO/15 foram lançadas 1.760 unidades residenciais na cidade de São Paulo, percentual 27% menor que em AGO/14, porem foram vendidas apenas 1.606 unidades, o que representa uma retração de -10,6% na mesma base de comparação.

Apresentando novos sinais negativos da economia brasileira, segundo dados oficiais do SPC e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas as vendas a prazo da semana do Dia da Criança deste ano caíram -8,9% na comparação com o mesmo período de 2014, o que representa a pior variação anual dos últimos 6 anos.

Elevando ainda mais sua já astronômica dívida para pagar as contas da corrupção dos governos Lula e Dilma, a Petrobras informou ontem que concluiu negociações com o Industrial and Commercial Bank of China Leasing para levantar um empréstimo de US$ 2bi, que terá um prazo de 10 anos e que faz parte do acordo de cooperação assinado durante a visita do primeiro-ministro chinês Li Keqiang ao Brasil, em MAI/15.

Piorando ainda mais as perspectivas para a economia brasileira, segundo dados oficiais divulgados ontem pelo governo chinês em SET/15 o país, que é o principal destino das exportações tupiniquins, registrou uma queda de -20,4% em suas importações na comparação com o mesmo período de 2015.

-    A Ambev recuou -5,2%, após anunciar que comprou a a britânica SABMiller, criando assim um gigante responsável pela venda de 1/3 das cervejas no mundo.
-   A SABMiller subiu 9,0% na bolsa de Londres, após o anúncio de que seu conselho aceitou os termos da proposta de compra pela Ambev.
-   A Vale despencou -7,9%, registrando o maior recuo diário em 7 anos, prejudicada pelo anuncio de uma queda maior do que o esperado do comércio exterior chinês, que impacta as perspectivas da mineradora.
-   A Petrobras desmoronou -7,6%, acompanhando a baixa do petróleo, após a Agência Internacional de Energia reacender temores de que o mercado permanecerá com excesso de oferta.
-   O Itaú escorregou -5,4%, registrando a maior baixa em um dia desta DEZ/14, após ter sua ‘’nota’’ rebaixada pelo Credit Suisse, que ressaltou que espera que 2016 seja o mais desafiador em 15 anos para o setor bancário tupiniquim.


Política:

Alem de aumentar consideravelmente as chances de queda da presidenta Dilma, a decisão do Tribunal de Contas da União de rejeitar as contas do governo de 2014 pode influenciar a situação de ministros e servidores que estão sendo investigados no Ministério Público pelas pedaladas fiscais de 2013 e 2014, já que ao menos 17 servidores, entre eles o atual ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, o ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega e o ex-secretário do Tesouro, Arno Augustin, podem vir a responder por atos de improbidade e crime contra as finanças.

Dominado por petistas, o que torna ‘’o Brasil cada dia mais parecido com a Venezuela’’, ontem o Supremo Tribunal Federal determinou a suspensão da manobra regimental acertada pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha, com a oposição, que poderia levar o pedido de impeachment da presidenta Dilma ao plenário da Câmara, já que o ministro Teori Zavascki acolheu um pedido feito pelo deputado Wadih Damous, do PT do RJ, aliado do ex-presidente Lula, para cancelar o procedimento estabelecido por Cunha em caso de rejeição dos pedidos de impedimento.

Sem medo de perder, já que avalia que comprou um número suficiente de parlamentares, o governo federal pretende pedir ao presidente do Senado Federal, o peemedebista Renan Calheiros, que convoque hoje uma sessão conjunta do Congresso Nacional para votação dos vetos presidenciais.

Segundo o senador tucano Aécio Neves, presidente nacional do PSDB, a versão dada por Lula de que as chamadas pedaladas fiscais foram praticadas pela presidenta Dilma para manter programas sociais são mentirosas, pois na realidade o dinheiro foi usado para ampliar outros programas com objetivo de obter vantagem eleitoral.

Com os petistas mostrando que os tucanos também fazem qualquer coisa para chegarem ao poder, ontem, durante a sessão do plenário do Senado, Aécio Neves foi questionado por senadores do PT sobre a aliança do PSDB com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, porem em resposta o senador mineiro afirmou que as siglas da oposição tem uma "aliança com cerca de 70% da sociedade" e evitou responder diretamente aos questionamentos.

Antro de ditaduras como Venezuela, Cuba e Bolívia, ontem a União de Nações Sul-Americanas, representada por seu presidente Ernesto Samper, saiu em defesa do mandato da presidenta Dilma, ressaltando que espera que o Congresso Nacional respeite a Constituição Federal na discussão sobre a abertura de um pedido de impeachment contra a petista.

Partindo para o enfrentamento direto contra mais de 80% da população que rejeita seu o governo, Dilma decidiu endurecer o discurso sobre a abertura de um processo de impeachment contra seu mandato e justificar as manobras do governo nas chamadas "pedaladas fiscais".


Crítica:

Pedindo ‘’ajuda aos profissionais’’, já que governo Federal não tem nenhuma capacidade de lidar com a questão, diante do crescente número de apreensões fuzis, que nos primeiros 8 meses deste ano cresceu 38% na comparação com o ano passado, o governo do RJ pediu auxilio dos EUA para rastrear a origem destas armas.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário