R.B. 25/AGO/15 "Avião da alegria"


R.B.

"Avião da alegria"

 Santiago, 25 de agosto de 2015 (TERÇA-FEIRA).


Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, em um movimento de ‘’caça de barganhas’’ de investidores de longo prazo, porem deve-se ressaltar que tanto internamente como externamente ainda não existem sinais de reversão da trajetória de queda e (2) o DÓLAR pode cair, tentando uma realização de lucros após as fortes altas recentes, acompanhando desvalorização internacional da moeda norte-americana frente ao euro e a moeda japonesa (o iene).

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -3,0%, para fechar o dia no menor patamar desde MAR/09 (aos 44.336pts), acompanhando as perdas das demais bolsas mundiais e a forte baixa das commodities, diante dos temores de forte desaceleração da economia chinesa, e também prejudicada internamente pelo crescente aumento da tensão política e deterioração da economia brasileira e (2) o DÓLAR subiu 1,2% à R$ 3,54, influenciado pelos mesmos motivos que prejudicaram bolsa brasileira.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 4,6% e China 8,5%, prejudicadas pelos temores de desaceleração da economia chinesa e pela deterioração do mercado acionário chinês, que realiza pesadamente lucros após anos de fortes altas, (2) da EUROPA, registrando os piores resultados desde a crise de 2008, Inglaterra -4,6%, França -5,3% e Alemanha -4,7%, com destaques de queda para as mineradoras, já que as commodities recuaram para o menor patamar desde 1999 e estas empresas são mais afetadas pela economia chinesa e (3) dos EUA, recuperando uma pequena parte das perdas da abertura, S&P 4,3%, DJ 3,9% e NASDAQ 4,1%, com destaques de queda para as petrolíferas, após o petróleo bruto cair para o menor patamar desde 2009 (aos US$ 38,27).

Como não poderia ser diferente, Joaquim Levy, que é criticado por alguns ministros e por grande parte dos petistas, agora, alem de tentar fazer ‘’milagre’’ para recuperar a economia brasileira, teve que negar os ‘’rumores’’ de que vai sair do governo antes de ‘’garantir’’ que o Brasil está preparado para a turbulência global.

Cada dia mais pessimista, o ‘’mercado’’ reduziu, desta vez de -2,01% para -2,06%, suas perspectivas para o desempenho do PIB brasileiros em 2015 e, como fruto desta desaceleração econômica, que causa menos demanda e redução dos preços das commodities, também caíram as ‘’’apostas’’ para o desempenho do IPCA neste ano, desta vez de 9,32% para 9,29%.

Revelando mais uma vez a enorme incapacidade do governo Dilma em controlar as contas publicas, em JUL/15 a dívida pública federal, que inclui os endividamentos interno e externo do governo, manteve a trajetória de elevação e cresceu 0,78% na comparação com JUN/15, chegando a estratosféricos R$ 2,603tri e, para piorar ainda mais as coisas, o custo médio da dívida em títulos emitidos pelo Tesouro no mercado interno chegou a 13,26% ao ano, ante 11,51% em no fim de 2014.

Já que os advogados têm orientado seus clientes a correrem para fazer o planejamento sucessório ainda em vida, por meio de doação, antes de um possível aumento no ITCMD pelos Estados, a arrecadação do referido imposto sobre heranças e doações atingiu R$ 935,4mi no primeiro semestre deste ano em SP, valor 53,8% maior do que no mesmo período de 2014.

Apesar de ser o setor ‘’queridinho’’ do governo Dilma, que recebe incentivos especiais como redução de tributos e juros baixos dos bancos federais, a Mercedes-Benz confirmou ontem a demissão de mais 1.500 funcionários.


Política:

Tentando resgatar sua credibilidade a qualquer custo, ontem Dilma (1) voltou atrás pela terceira vez e ‘’garantiu’’ que vai pagar 50% do 13º salário de aposentados em SET/15, (2) afirmou que errou na avaliação da situação econômica, (3) avisou que vai eliminar 10 ministérios e (4) informou a o corte de 1.000 cargos comissionados.

Tornando oficial o que já era previsto, ontem o vice-presidente Michel Temer, pressionado pelos seus colegas peemedebistas, comunicou à presidenta Dilma que não cuidará mais da política no varejo, ressaltando que cuidará apenas da ''macropolítica'', sem responsabilidade por indicações de cargos e negociação de emendas parlamentares.

Como, ao que tudo indica, ainda não ‘’coapitou’’ todo mundo que deveria, o governo Dilma requisitou mais 15 dias de prazo para dar explicações sobre os dois pontos levantados pelo ministro Augusto Nardes, do Tribunal de Contas da União, que é relator do julgamento das ‘’pedaladas fiscais’’ em 2014.

Apesar de não estar presente no evento, a presidenta Dilma foi hostilizada pela grande maioria do publico presente no show de Garth Brooks, o mais aguardado da Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos, que ocorreu na madrugada de domingo para segunda-feira.


Crítica:

Em mais um ‘’avião da alegria’’, obviamente bancado com dinheiro público, e como se não tivessem nada mais importante para fazer no Brasil, Renan Calheiros, presidente do Senado, Eduardo Cunha, presidente da Câmara, e mais cerca de uma dezena de congressistas, pouco mais de 2 meses após irem para o Oriente Médio, agora embarcarão a partir desta quinta-feira (27/AGO/15) para NY com o objetivo principal de participar, 4 dias depois, da conferência da União Interparlamentar, organização internacional que reúne Legislativos de todo o mundo.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil


 

 

 

 




Avast logo

Este email foi escaneado pelo Avast antivírus.
www.avast.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário