R.B. 29/JUL/15 "Não vai colocar uma meta, mas vai dobrar a meta quando atingir a meta"


R.B.

"Não vai colocar uma meta, mas vai dobrar a meta quando atingir a meta"

 

São Paulo, 29 de julho de 2015 (QUARTA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, dando sequencia ao movimento de recuperação iniciado no pregão de ontem e acompanhando a melhora do "humor" na bolsa da China, que aliás é o principal destino das exportações brasileiras e (2) o DÓLAR pode cair, após fechar o pregão anterior maior valor desde 21/MAR/03, porem deve-se ressaltar que a tendência da moeda norte-americana ainda é de alta, principalmente diante da esperada elevação dos juros nos EUA.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 1,8%, tentando iniciar uma recuperação após cair –8,2% nos 7 últimos pregões, sem se influenciar pelo já esperado anúncio da agência de classificação de risco S&P rebaixamento da perspectiva da "nota" brasileira de estável para negativa, com bom volume de negócios (R$ 7,2bi) e destaques de alta para as ações da Vale (6,2%) e da Petrobrás (4,8%), ajudadas pela valorização das commodities e (2) o DÓLAR subiu 0,3% à R$ 3,37, para fechar em alta pela quinta sessão consecutiva, influenciado pelo anúncio da S&P e acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 0,1%, em baixa pela terceira sessão consecutiva, desta vez com destaque negativo para as ações da Nitto Denko (-4,1%), após um jornal local prever que seu lucro operacional trimestral subiu menos que o prometido pela empresa e China –1,7%, recuperando boa parte das perdas registradas na abertura, quando na mínima recuou –5,1%, porem mesmo assim ampliando para quase -30% a desvalorização acumulada desde o pico atingido em meados de JUN/15, (2) da EUROPA, Inglaterra 0,8%, França 1,0% e Alemanha 1,1%, beneficiadas pela divulgação de que o PIB do Reino Unido cresceu 2,6% na comparação anual, o que ficou ligeiramente acima do esperado (2,5%), e pelo avanço das negociações do terceiro pacote de ajuda financeira à Grécia e (3) dos EUA, S&P 1,2%, DJ 1,1% e NASDAQ 1,0%, recuperando terreno depois de 5 sessões consecutivas de quedas, beneficiadas pela valorização dos preços do petróleo e dos metais básicos e pela divulgação de resultados melhores do que o esperado de empresas, como UPS (5,1%), Pfizer (2,9%), Ford (1,9%) e Eastman Chemical (6,8%).

 

Sem pegar ninguém de surpresa, no início da tarde de ontem a agência de classificação de risco S&P alterou a perspectiva da nota brasileira de estável para negativa, o que significa que pode retirar em breve o grau de investimento do país, conquistado a duras penas, ressaltando que fez isto por conta da convulsão política provocada pela Operação Lava Jato e da base do governo no Congresso, que não consegue aprovar as medidas do ajuste fiscal propostas pelo ministro Joaquim Levy.

 

Após dizer que "não vai colocar uma meta, mas vai dobrar a meta quando atingir a meta", a presidenta Dilma, mais uma vez "colocando a sua culpa na conta dos outros", afirmou ontem, após a mudança no viés da nota brasileira pela S&P, que o Congresso Nacional brasileiro precisa entender o recado da referida agencia de classificação de risco e aprovar medidas de aumento de receita propostas pela equipe econômica para cumprir a nova meta fiscal de 0,15% do PIB.

 

Segundo Mark Blyth, professor de economia política internacional da Universidade norte-americana de Brown, não faz sentido comparar a economia brasileira com a economia da Grécia, pois o Brasil, a caminho da recessão e com desemprego em alta, tenta promover um ajuste fiscal por decisão do governo e tem uma dívida publica que equivale a 62% do PIB, contra 92% da Europa.

 

Respondendo indiretamente ao anúncio feito pela agência de classificação de risco S&P, que colocou a nota do Brasil em perspectiva negativa, em uma nota divulgada na noite de ontem o Ministério da Fazenda afirmou que os ajustes que estão em processo na economia brasileira deverão "trazer em um horizonte de alguns meses novas condições de competitividade".

 

Ajudando a afundar ainda mais a economia brasileira, segundo um levantamento da ONG Contas Abertas, nos 6 primeiros meses deste ano a execução orçamentária do PAC teve uma redução de -36% na comparação com o mesmo período do ano anterior e ficou em apenas R$ 19,9bi, o que representa o menor patamar desde o primeiro semestre de 2011.

 

Beneficiada por isenções tributárias e trabalhando no pais com a maior margem do lucro do setor no mundo, apenas 1 ano após anunciar um investimento de R$ 6,5bi no Brasil, a General Motors dobrou a aposta e informou que o investimento total no país entre 2014 e 2019 será de R$ 13bi, incluindo uma nova linha de produtos.

 

Alegando redução na oferta de serviços em razão da crise econômica e margens menores devido aos baixos preços pagos pelas companhias de telecomunicação, as empresas prestadoras de serviços em telecomunicação já demitiram 450 mil pessoas no país nos últimos 4 meses.


Política:
 
Coberto de razão, Eduardo Cunha, presidente da Câmara, afirmou que Joaquim Levy não sabe lidar com o Congresso, porem o "nobre" parlamentar se esqueceu que o referido ministro da Fazenda é uma técnico e que a responsabilidade pela negociação politica é da presidenta Dilma, que notadamente é incapaz de se relacionar com a maioria das pessoas.
 
Após alguns dias de suspense, durante os quais foi cortejado por 3 partidos, o jornalista José Luiz Datena decidiu se filiar ao PP para ser candidato a prefeito de SP nas eleições do ano que vem, o que obviamente complicará ainda mais a vida do prefeito Haddad, que tentará a reeleição.
 
Contrariando a opinião do governo Dilma e ressaltando que o Judiciário não pode afastar um chefe de outro Poder só por ser investigado, o Supremo Tribunal Federal é majoritariamente contrário à tese de afastamento cautelar de Eduardo Cunha da presidência da Câmara caso seja denunciado na Operação Lava Jato.

 

Dando um claro sinal de que o governo entrega cargos, obviamente para corruptos e despreparados, em troca de apoio político, os parlamentares que participaram de audiências com o ministro Eliseu Padilha, titular da Aviação Civil, mas atuante na articulação política, se surpreenderam ao encontrar mapas de nomeações para cargos federais fixados nas paredes do seu gabinete.

 

Com o objetivo de unificar posições e estabelecer uma pauta comum a ser debatida, para não ficarem a reboque da presidenta, os governadores convidados para o encontro com Dilma terão uma reunião prévia sem a presença da petista.

 

Ontem, por 3  votos a 2, o Tribunal Regional Eleitoral de MG derrubou uma decisão que suspendia o processo de investigação eleitoral contra o governador Fernando Pimentel, que pode perder o mandato por abuso de poder econômico na campanha de 2014.

 

A Comissão de Ética Pública aprovou uma recomendação à Secretaria de Comunicação Social da Presidência para que assuma a página da presidenta Dilma no Facebook, atualmente administrada pelo PT, proibindo a veiculação de mensagens pessoais e partidárias.

 

-    Com o objetivo de treinar a militância para defender o governo e o partido na internet de "forma permanente", e não só em períodos eleitorais, o PT prepara a segunda edição do "Camping digital" para OUT/15.

-    Segundo investigações do Ministério Público Federal, João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT, visitou executivos da Andrade Gutierrez em SP no mínimo 53 vezes entre 2007 e 2014.


Crítica:

 

No Egito, cerca de 4.500 anos atrás, a pirâmide de Quéops ficou pronta em "apenas" 20 anos, porem no Brasil, confirmando a incompetência dos seus governantes, as obras civis de Angra 3, a terceira planta nuclear brasileira, foram iniciadas em 1984, porem, se tudo correr como planejado, a usina só deverá entrar em operação em 2018, ou seja 34 anos depois.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário