R.B. 19/JUN/15 "O Brasil não é um país sério"


R.B.

"O Brasil não é um país sério"

 

São Paulo, 19 de junho de 2015 (SEXTA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em alta, beneficiada pela divulgação de noticias positivas de empresas brasileiras e acompanhando a melhora do "humor" nas bolsas da Europa, diante do aumento das chances de um acordo para livrar a Grécia do calote, e (2) o DÓLAR pode subir, acompanhando a recuperação internacional da moeda norte-americana e influenciado pelos sinais de que, para beneficiar as exportações, o governo brasileiro agirá para conter a valorização do real.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 1,9%, com destaques de alta para as ações dos bancos, como Itaú (2,5%) e Bradesco (3,7%) e acompanhando a valorização das commodities e das principais bolsas mundiais, diante da sinalização de que a taxa de juros dos EUA subirão em um ritmo mais lento que o anteriormente previsto e (2) o DÓLAR caiu –1,5% à R$ 3,05, também acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e influenciado pela expectativa de aumento do fluxo positivo de recursos externos.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, acompanhando as perdas das demais bolsas mundiais no dia anterior, Japão –1,1% e China –3,7%, prejudicadas principalmente pelos temores de que as ofertas públicas iniciais anunciadas no mercado chinês reduzam a quantidade de dinheiro do mercado, (2) da EUROPA, recuperando as perdas da abertura, Inglaterra 0,4%, França 0,3% e Alemanha 1,1%, com os investidores mais animados com a decisão do Fed ("BC" dos EUA) de manter inalterada a taxa de juros e (3) dos EUA, S&P 1,0%, DJ 1,0% e NASDAQ 1,3%, diante das "apostas" de que a Grécia fechará um acordo com seus credores e dos sinais de que a economia norte-americana está ganhando força.

 

Tentando chegar a um acordo, mesmo que seja na prorrogação, foi anunciado hoje que na segunda feira pela manhã os ministros das Finanças da zona do euro realizarão outra reunião em Bruxelas sobre a Grécia para preparar a cúpula de líderes da zona do euro que começa na parte da tarde.

 

O governo foi avisado de que o mercado financeiro avalia que a eventual recomendação, pelo Tribunal de Contas da União, da rejeição do balanço de 2014 do governo Dilma aumentará de forma "considerável" o risco de que haja rebaixamento da "nota" do Brasil pelas agências de risco.

 

Seguindo o exemplo que vem de cima, já que o governo Dilma recorre às famosas "pedaladas fiscais" para fechar suas contas, e comprovando pela enésima vez a falta de respeito às regras e a enorme incompetência da máquina publica tupiniquim, segundo um estudo divulgado ontem pela Federação das Indústrias do Estado do RJ, em 2013 quase 800 cidades brasileiras não cumpriram a Lei de Responsabilidade Fiscal e ultrapassaram o teto permitido em despesas com funcionalismo público.

 

Com a economia brasileira descendo a ladeira, em MAI/15, pressionadas principalmente pelos setores de autopeças, confecções, produtos de metal, montadoras de veículos e usinas de açúcar e etanol, as indústrias do Estado de SP, que tem a maior economia do país, perderam 17 mil empregos, o que representa uma redução de –0,7% do número total de vagas.

 

Pressionada pela queda no preço do petróleo e pelas dificuldades financeiras oriundas principalmente da má gestão e da corrupção que proliferou na empresa durante o governo do PT, a Petrobras anunciou ontem que está convocando seus fornecedores da área de exploração e produção para renegociar contratos, com o objetivo de reduzir seus custos.

 

Tentando se afastar da podridão política, a Petrobras negocia com o Planalto a redução da participação de autoridades do governo em discussões e lançamentos de ações estratégicas da estatal, como o seu plano de investimentos que deve ser votado no fim da próxima semana.

 

Com as exportações beneficiadas pela alta do dólar e as importações prejudicadas pela desaceleração da economia brasileira, Armando Monteiro, ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, afirmou ontem que espera que neste ano a balança comercial brasileira registre um superávit de até US$ 8bi, patamar bem superior ao projetado pelo "mercado" (US$ 3bi).

 

-    A TIM subiu 5,7%, para R$ 10,53, após a agência Bloomberg noticiar que o grupo de mídia francês Vivendi, a caminho de se tornar a principal acionista da Telecom Itália, defende que a companhia italiana explore uma venda da controlada brasileira a fim de focar em seu mercado doméstico.

-    A Marfrig subiu 4,4%, após o JPMorgan elevar sua recomendação para a ação.

-    A Vale subiu 3,2%, diante da recuperação do preço do minério de ferro na China.

-    A Embraer subiu 1,3% e, após o fechamento do pregão a empresa anunciou que assinou contrato com o Ministério da Defesa da República de Gana para a venda de 5 aviões turboélice de ataque leve e treinamento avançado A-29 Super Tucano.


Política:
 
Provando pela enésima vez que "o Brasil não é um país sério", ontem o deputado peemedebista Eduardo Cunha, que é presidente da Câmara, liberou todos os 151 parlamentares da região Nordeste de comparecerem às votações até as 19h da próxima quarta-feira para que eles possam ir às festas juninas de seus estados.
 
Mostrando para a população brasileira o que provavelmente vai acontecer com o país caso o PT permaneça muito tempo no poder, ontem deputados da oposição foram hostilizados e ameaçados ao viajarem para a Venezuela para se encontrar com presos políticos do referido país.

 

Fazendo jogo de cena, já que financia e é aliada do ditador da Bolívia, a presidenta Dilma convocou o ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, para uma reunião imediata no Palácio do Planalto para falar do tratamento recebido pela comitiva brasileira em Caracas.

 

Apesar de fazer jogo de cena, segundo fontes do Palácio do Planalto a presidenta Dilma ficou furiosa com a confusão criada pela frustrada tentativa de uma comitiva de senadores brasileiros de visitar presos políticos venezuelanos e, defendendo seu colega ditador, ressaltou que o governo da Venezuela agiu como agiria o governo brasileiro caso aqui desembarcasse uma comitiva de senadores estrangeiros para, segundo suas palavras, "afrontar à soberania e a democracia".


Crítica:

 

Diariamente no Brasil milhares de bois, porcos e galinhas são assassinados de forma fria e cruel para satisfazer o gosto da grande maioria da população por carne, porem, mostrando que para a justiça brasileira existem diferentes classes de animais, ontem, pela primeira vez na história tupiniquim, uma cidadã brasileira foi condenada à 12 anos de prisão por ter matado 37 cães e gatos.

 

Menos poluentes e energeticamente mais eficientes, os carros elétricos agora também estão a ponto de superar a temida "ansiedade de alcance", já que alguns modelos a serem lançados em 2016 devem ter autonomia de mais de 300 quilômetros, o que aumentará bastante sua atratividade e finalmente tornará estes veículos uma opção viável no mercado de massa.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário