R.B. 18/JUN/15 "Arruaceiros profissionais"


R.B.

"Arruaceiros profissionais"

 

São Paulo, 18 de junho de 2015 (QUINTA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em queda, acompanhando das perdas das principais bolsas mundiais, prejudicada pela desvalorização das commodities e influenciada pelas perspectivas negativas para a economia brasileira e (2) o DÓLAR pode subir, devolvendo uma parte das perdas registradas no pregão anterior, afetada pelos mesmos motivos que devem derrubar a bolsa brasileira e diante da avaliação de que a elevação da taxa de juros dos EUA pode tardar mas não deve falhar.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu –0,8%, com bom volume de negócios (R$ 12,1bi) devido ao vencimento de índice e pressionada principalmente pelas ações dos bancos, como Itaú (-1,8%), Bradesco (-2,1%) e Banco do Brasil (-2,8%), que devolveram os ganhos do pregão anterior e (2) o DÓLAR caiu –1,2% à R$ 3,06, no menor patamar desde 21/MAI/15, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana, já que Janet Yellen, presidente do Fed ("BC" dos EUA), afirmou que a economia dos EUA ainda não reúne as condições necessárias para uma elevação das taxas de juros.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma tendência única, Japão –0,2%, em baixa pelo terceiro pregão consecutivo, desta vez com destaques negativos para as exportadoras, como Toyota (-1,0%) e Sony (-1,7%) e China 1,6%, se recuperando de 2 dias de perdas e sustentada pelo movimento positivo de Wall Street na sessão anterior, (2) da EUROPA, com baixo volume de negócios, Inglaterra –0,4%, França –1,0% e Alemanha –0,6%, novamente prejudicadas pelo aumento das tensões com a Grécia, em meio ao temor de que Atenas possa declarar calote no final deste mês e (3) dos EUA, recuperando as perdas da abertura, S&P 0,2%, DJ 0,2% e NASDAQ 0,2%, reagindo à sinalização do Fed ("BC" local) de que os juros no país poderão subir mais lentamente do que o previsto anteriormente.

 

Adotando um tom conciliatório apesar da intransigência de Atenas, já que sabe que isto é fundamental para manter a estabilidade na zona do euro, ontem Angela Merkel, a chanceler alemã, afirmou que ainda é possível que a Grécia alcance um acordo com os seu credores internacionais e que a Alemanha vai trabalhar para manter o referido país entre os 19 países da zona do euro.

 

Podendo prejudicar ainda mais o desempenho da economia brasileira, apenas os setores de máquinas e equipamentos e construção civil, que terão elevação de tributo com a nova alíquota do programa de desoneração da folha de pagamento, ameaçaram um corte de 630 mil trabalhadores.

 

Dando uma ideia da dimensão do pessimismo do brasileiro com o seu país, segundo uma pesquisa recente (1) 78% acreditam que as perspectivas do mercado de trabalho vão piorar nos próximos meses, (2) 86% acham que a inflação vai continuar a subir ao longo de 2015 e (3) 65% apostam que os impostos continuarão a subir, afetando a renda e o custo de vida.

 

Com cada vez mais brasileiros deixando o país, principalmente por conta da violência e das crises econômica e política, em 2014, apresentando a primeira variação negativa desde 2009, o número de milionários que moram no Brasil caiu –6,0% na comparação com 2013.

 

Com a economia quebrada e o país em crise, ontem a Argentina anunciou que suspendeu o embargo, que existia desde 2012, à carne bovina brasileira, o que segundo Kátia Abreu, ministra brasileira da Agricultura, não terá um grande impacto comercial, já que o país do Maradona não chega a figurar entre os 20 maiores compradores do produto.

 

-    Por culta do WhatsApp e também da crise, no primeiro trimestre deste ao ocorreu uma queda de -17% no uso de minutos de voz nas Teles brasileiras em comparação com o mesmo período do ano passado.

-    Finalmente apresentando um sinal de recuo da inflação, IPC de SP subiu 0,54% na segunda quadrissemana de JUN/15, patamar inferior ao auferido na primeira quadrissemana do mês (0,61%).

 

-    A Vale caiu –1,1%, ainda sofrendo com a queda nos preços do minério de ferro na China, que é o principal destino das exportações da empresa.

-    A Petrobras recuou –1,2%, após o secretário de Petróleo e Gás do Ministério de Minas e Energia, Marco Antônio Almeida, dizer que o governo federal é contra mudanças nas regras do pré-sal.

-    A TIM subiu 3,3%, acompanhando a disparada das ações da controladora Telecom Itália na Bolsa de Milão, impulsionadas por rumores de que a Vivendi pode elevar sua fatia na empresa italiana para até 15%.


Política:
 
Deixando a decisão para a ultima hora, já que todos sabem que ela detesta decidir, ontem à noite presidenta Dilma, comprando mais uma briga com o Congresso Nacional e com as centrais sindicais, vetou a alternativa ao fator previdenciário aprovada recentemente pelo Senado e pela Câmara e, ao mesmo tempo, editou uma medida provisória estabelecendo uma fórmula progressiva para o cálculo das aposentadorias.
 
Por conta das "pedaladas fiscais" e outras barbaridades encontradas, ontem os ministros do Tribunal de Contas da União decidiram dar um prazo de 30 dias para que a presidenta Dilma se explique pessoalmente, por ofício, sobre irregularidades apontadas pelo órgão na prestação de contas do governo de 2014.

 

Revelando mais uma formula usada pelos petistas para roubar, o PT de MG pagou cerca de R$ 675 mil na campanha eleitoral do ano passado, na qual Fernando Pimentel foi eleito governador, para uma empresa que (1) não existe no local registrado, (2) foi aberta menos de 8 meses antes das eleições, (3) declarou à Junta Comercial ter um capital de R$ 30 mil e (4) em vez de seu próprio telefone e e-mail, informou dados da companhia de contabilidade que registrou a transportadora.

 

Mais uma vez legislando em causa própria, no encerramento da primeira parte da reforma política, a Câmara dos Deputados aprovou na noite de ontem uma emenda à Constituição que abre um período de 30 dias para que deputados federais e estaduais e vereadores possam trocar de partido sem perderem seus mandatos.


Crítica:

 

Mostrando novamente o quanto é nefasto o sindicalismo no Brasil, que aliás se fosse bom não teria contribuição obrigatória do trabalhador, ontem a polícia prendeu 202 "arruaceiros profissionais", que foram contratados em SP, por invadirem e destruírem o prédio do Sindicato dos Empregados do Comércio do RJ, que por quase 5 décadas foi controlado pela mesma família, a Mata Roma, que por sua vez deixou a diretoria recentemente depois de diversas denúncias de irregularidades.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário