R.B. 17/JUN/15 "Nunca foi tão ruim"


R.B.

"Nunca foi tão ruim"

 

São Paulo, 17 de junho de 2015 (QUARTA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA pode cair, devolvendo os ganhos do pregão anterior, seguindo as perdas das principais bolsas mundiais diante da ampliação dos impasses na negociação da Grécia com seus credores internacionais e (2) o DÓLAR pode seguir em queda, ainda influenciado pelo fluxo positivo de recursos externos em função dos juros altos pagos pelo governo brasileiro e das captações corporativas.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 1,1%, interrompendo uma sequência de 3 quedas, influenciada pela repentina melhora do "humor" nas principais bolsas mundiais e pelo bom desempenho das ações dos bancos, como Itaú (3,5%) e Bradesco (2,5%), e da Petrobras (2,8%) e (2) o DÓLAR caiu –1,1% à R$ 3,09, a despeito dos sinais mistos exibidos pela moeda norte-americana no exterior, já que foi pressionado por fluxo positivo de recursos externos e pela notícia de que o governo chegou a um acordo para colocar em votação o projeto de lei sobre desonerações.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, acompanhando as perdas das principais bolsas mundiais no dia anterior, Japão –0,6% e China –3,5%, com os investidores ainda procurando se manter afastados das ações em meio a incertezas nas negociações sobre a Grécia e a espera de uma nova onda de IPOs previstos para esta semana na bolsa chinesa, (2) da EUROPA, recuperando as perdas da abertura, Inglaterra 0,1%, França 0,5% e Alemanha 0,5%, impulsionadas pelo bom desempenho das bolsas de NY e aliviadas pelos comentários do primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, de que conversas sobre o programa de ajuda ao país estão entrando na fase final e (3) dos EUA, depois de 2 sessões consecutivas de quedas, S&P 0,6%, DJ 0,6% e NASDAQ 0,5%, em dia marcado por notícias e especulações sobre fusões e aquisições e pela divulgação de indicadores que ficaram dentro do esperado.

 

Dando novos sinais negativos da economia brasileira, (1) em ABR/15 as vendas do comércio varejista tupiniquim recuaram –3,5% na comparação com ABR/14 e –0,4% na comparação com MAR/15, patamar bem abaixo do esperado, respectivamente –1,8% e –0,6%, e que representa o pior resultado para o mês desde ABR/01,  (2) com as vendas fracas em todo o país, as montadoras do sul do RJ estão enviando 3.500 funcionários para casa este mês entre férias coletivas e lay offs e (3) as vendas de veículos novos no Brasil na primeira quinzena de JUN/15 caíram -2,98% na comparação com a primeira metade de MAI/15 e despencaram -24,8% ante igual período do ano passado.

 

Com o Brasil ainda pagando a conta da "barbeiragem" que a presidenta Dilma fez ao reduzir à força a conta de luz em 2012, ontem, pressionando ainda mais a inflação e reduzindo a competitividade do país, a Agência Nacional de Energia Elétrica aprovou mais um reajuste de até 17,26% na conta de luz para consumidores atendidos por 5 empresas, nos Estados do RJ, MG, RS e PR.

 

Como até o governo já está admitindo que o resultado "nunca foi tão ruim", na sexta-feira que vem será divulgado em Cuiabá o cadastro Geral de Empregados e Desempregados referente ao mês de MAI/15, que segundo as projeções menos pessimistas deverá apresentar um corte de empregos na casa das 100 mil vagas.

 

Beneficiado pela alta do dólar, que dificulta as importações e facilita as exportações, e ressaltando que neste período de crise e de ajustes fiscal e econômico é importante o país voltar-se ao comércio exterior, Armando Monteiro, ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, afirmou ontem que um plano nacional de exportação, com medidas como a simplificação do processo aduaneiro, está em análise pelo governo e deve ser lançado até o final deste mês.

 

Ajudando os ricos empresários "amigos do poder" a ficarem ainda mais ricos, o BNDES, apesar da "ladainha" de que ajuda os pequenos e médios negócios, está prestes a financiar a compra de 61% da companhia aérea portuguesa TAP pelo investidor norte-americano nascido no Brasil David Neeleman, que é dono da Azul.

 

-    A Vale caiu -2,5%, repercutindo os dados divulgados pela Inda, que mostraram que as compras dos distribuidores de aço em Mai/15 caíram -32,2% na comparação com MAI/14 e –15,6% na comparação com ABR/15.

-    A Petrobras subiu 2,8%, diante da notícia de que o Senado deve acelerar o projeto que acaba com a partilha do pré-sal.

-    A Marfrig subiu 5,9% e a JBS avançou 4,3%, após Kátia Abreu, ministra da Agricultura, reafirmar que o mercado norte-americano deve ser aberto à carne bovina in natura brasileira até AGO/15 e que no fim de JUL/15 viajará a Tóquio para negociar a liberação daquele mercado asiático, tanto para a carne in natura quanto para processados.


Política:
 
Acusando o governo Dilma de fraude e irresponsabilidade, o que já é suficiente para se pedir o impeachment da referida presidenta, ontem Júlio Marcelo de Oliveira, procurador do Tribunal de Contas da União, recomendou aos ministros do órgão que reprovem as contas do governo em 2014, ressaltando inclusive que ocorreu uma deformação de regras para favorecer os interesses da Chefe do Poder Executivo em ano eleitoral e não os interesses da coletividade no equilíbrio das contas.

 

Revelando mais uma vez a péssima qualidade do legislativo tupiniquim, segundo dados oficiais do Tribunal Superior Eleitoral, dos 1.059 deputados estaduais eleitos em 2014, cerca de 30% não cursou faculdade, destes 4% têm somente o fundamental, 1% são apenas alfabetizados, já que somente leem e escrevem somente, e 24% fizeram apenas o ensino médio.

 

Colocando a raposa para tomar conta do galinheiro, com mais de 10 senadores sendo investigados pelo Supremo Tribunal Federal na Operação Lava Jato, ontem o Senado elegeu o senador peemedebista João Alberto Souza, que é um fiel aliado do presidente do Senado, Renan Calheiros, para assumir pela quinta vez o comando do Conselho de Ética da Casa.

 

Rasgando cada dia mais dinheiro publico, (1) a presidenta Dilma pagou um jantar para os senadores da base aliada no Palácio da Alvorada com o objetivo de pedir apoio a medidas do governo, (2) os deputados da Assembleia Legislativa do RJ aprovaram em votação um projeto de lei que prevê o pagamento de vale-transporte para os parentes de presos nos deslocamentos para visitas às unidades prisionais do Estado e (3) a nova Lei da Magistratura que está sendo gestada no STF cria auxílio-alimentação e auxílio-transporte, cada um de R$ 1.400,00 mensais, auxílio-creche e auxílio-educação, cada um a R$ 1.400,00 por filho, auxílio-mudança, no valor variável entre R$ 28.900,00 e R$ 86.700,00, auxílio-moradia de R$ 9.600,00, auxílio de plano de saúde para o casal, de R$ 2.800,00, auxílio-capacitação de R$ 5.600,00, adicional de formação profissional, de R$ 5.700,00, indenização de permanência de R$ 7.200,00 e prêmio produtividade de R$ 57.800,00 por ano.

 

Com o voto contrário de apenas 7 deputados, ontem, praticamente concluindo a primeira fase de votação de seu pacote de reforma política, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou a exigência da impressão do voto de cada brasileiro e que foi apresentada pelo deputado Jair Bolsonaro.

 

Revelando mais uma vez a enorme incompetência e desunião dos tucanos, a disputa pelo comando do PSDB no RS foi parar na Justiça após uma decisão da executiva nacional que beneficiou o deputado federal Nelson Marchezan Júnior, que é próximo ao senador Aécio Neves.


Crítica:

 

Tentando ao menos reduzir os danos causados, ontem França, Itália e Alemanha concordaram em unir forças para identificar os imigrantes que chegam pelo mar e realoca-los rapidamente por toda a União Europeia ou envia-los de volta a seus países de origem se seus pedidos de asilo na Europa forem rejeitados.

 

Segundo uma pesquisa elaborada pelo Numbeo, que é o maior centro de dados do mundo com conteúdo gerado pelos próprios usuários da web, o Brasil ocupa o desprestigiado 70º lugar num ranking que avalia a qualidade de vida de 86 países e cujos critérios são poder de compra, segurança, relação entre tráfego e tempo de viagem, assistência médica e nível de poluição.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário