R.B. 7/MAI/15 "Jornalistas e economistas patrocinados"


R.B.

"Jornalistas e economistas patrocinados"

 

São Paulo, 7 de maio de 2015 (QUINTA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, acompanhando a valorização internacional das commodities e com os investidores "aliviados" após a aprovação inicial do ajuste fiscal proposto pelo governo Dilma e (2) o DÓLAR pode voltar a cair, ainda acompanhando a desvalorização internacional da moeda norte-americana e desta vez também influenciado pela esperada melhora do "humor" na bolsa brasileira.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu –1,6%, realizando lucros recentes, acompanhando a piora das perspectivas para a economia chinesa, influenciada pela crescente deterioração do cenário político brasileiro e com destaques negativos para Petrobrás (-5,1%) e Vale (-4,5%) e (2) o DÓLAR caiu –0,6% à R$ 3,05, para fechar em baixa pelo segundo pregão seguido, ainda acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana, diante da redução das "apostas" de que a taxa de juros dos EUA irá subir no primeiro semestre deste ano.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão permaneceu fechada por conta de feriado local e China –1,6%, acompanhando as perdas das bolsas de NY no dia anterior e prejudicada pela divulgação de dados negativos da economia chinesa, (2) da EUROPA, recuperando uma parte das perdas recentes, Inglaterra 0,1%, França 0,2% e Alemanha 0,2%, beneficiadas pela divulgação de resultados corporativos positivos e pelo avanço das conversas entre o BC Europeu e o governo da Grécia e (3) dos EUA, em queda pelo segundo pregão seguido, S&P –0,4%, DJ –0,5% e NASDAQ –0,4%, em compasso de espera antes da divulgação do Payroll do país nesta sexta-feira e diante das declarações de Janet Yellen, a presidente do Fed ("BC" local), ressaltando que as valorizações dos mercados acionários estão "bastante elevadas e poderiam ser uma potencial fonte de instabilidade financeira".

 

Apresentando mais um importante e preocupante sinal negativo da economia brasileira, em MAR/15 a produção industrial do país manteve a tendência de retração e recuou -0,8% frente ao mês anterior, resultado abaixo do esperado (-0,7%), e -3,5% na comparação com MAR/15, o que representa a décima terceira queda consecutiva nessa base de comparação.

 

Certamente causando impactos negativos no crescimento da economia brasileira, segundo Nelson Barbosa, ministro do Planejamento, as despesas com o Programa de Aceleração do Crescimento, que até este ano eram imunes a bloqueios, devem sofrer em 2015 uma redução de pelo menos 30% na comparação com 2014.

 

Ressaltando que acredita que o "interesse nacional" prevalecerá, Edinho Silva, ministro da Secretaria e Comunicação Social da Presidência, afirmou ontem que o governo Dilma não trabalha com um "plano B" para as medidas do ajuste fiscal que tramitam no Congresso e que vai insistir no diálogo para conseguir sua completa aprovação.

 

Dando mais uma "facada nas costas dos brasileiros", o governo da Argentina anunciou que quer flexibilizar o acordo automotivo e exportar carros com mais peças chinesas e coreanas para o Brasil, burlando a exigência atual que diz que cerca de 60% das autopeças devem ser feitas no Mercosul para que o veículo circule entre os países sem pagar tarifa de importação.

 

-    A Eletropaulo disparou 7,2%, após a diretoria da Aneel propor na terça-feira aumento médio de 15,16% nas tarifas da empresa, dentro do processo do quarto ciclo de revisão tarifária da distribuidora.


Política:
 
Na noite de ontem, graças a votos do DEM e do PV, que são partidos de oposição, o governo Dilma, mesmo com 10 petistas se ausentando ou votando contra e após pressionar sua bancada, oferecer quase 50 cargos de segundo escalão a aliados e ameaçar fazer um corte radical no orçamento, finalmente aprovou na Câmara dos Deputados a Medida Provisória 665, que altera as regras de concessões de seguro-desemprego e abono salarial e faz parte do ajuste fiscal proposto por Joaquim Levy, ministro da Fazenda.
 
Após fazerem uma enorme confusão no Congresso Nacional, jogando notas de "PTdolares" nos parlamentares, as Centrais sindicais lideradas pela CUT informaram ontem que convocarão uma paralisação nacional no próximo dia 29 em protesto contra o projeto de terceirização e as mudanças no seguro-desemprego e na aposentadoria, além do ajuste fiscal proposto pelo governo federal.
 
Fazendo cada dia mais leis para evitar a corrupção, ontem o Senado aprovou, em caráter terminativo na Comissão de Constituição e Justiça, um projeto que reduz de 50% para 25% o valor máximo de acréscimo em contratos de obras, serviços ou compras da administração pública sobre o seu valor inicial.
 
-    Segundo o ex-presidente FHC, que voltou a criticar o PT, o partido de Lula, que já foi importante para o Brasil, "infelizmente se perdeu no caminho", passando a mentir descaradamente e a acusar os outros irresponsavelmente para se perpetuar no poder.
 
A discussão das medidas do pacote fiscal, que retiram direitos trabalhistas e afetam principalmente a base eleitoral do PT, mostrou como está desgastada a relação da presidenta Dilma com os parlamentares petistas, que por sua vez reclamam da falta de diálogo e querem emplacar medidas como a redução da jornada de trabalho para 40 horas e a taxação de fortunas e heranças.

Crítica:

 

Finalmente já é consenso, inclusive entre os "jornalistas e economistas patrocinados" pelas construtoras, que o mercado imobiliário brasileiro está passando por uma crise, porem, como os preços dos imóveis caíram bem pouco, os bancos restringiram o acesso ao credito, a taxa de juros não tem perspectiva de queda e a economia brasileira está em retração, é um enorme risco acreditar que este já é um patamar interessante para voltar a comprar imóveis no país, como já dizem alguns destes "jornalistas e economistas patrocinados".


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário