R.B. 6/MAI/15 "Uma estupenda derrota para o Palácio do Planalto"


R.B.

"Uma estupenda derrota para o Palácio do Planalto"

 

São Paulo, 6 de maio de 2015 (QUARTA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve cair, realizando lucros recentes, acompanhando a piora das perspectivas para a economia chinesa e influenciada pela crescente deterioração do cenário político brasileiro e (2) o DÓLAR pode voltar a cair, ainda acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana, diante da redução das "apostas" de que a taxa de juros dos EUA irá subir no primeiro semestre deste ano.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 1,2%, revertendo uma abertura negativa, para fechar o dia no maior patamar desde 18/SET/14 (aos 58.051pts), puxado pelos papéis da Vale (5,2%) e da Petrobrás (4,2%) e (2) o DÓLAR caiu –0,4% à R$ 3,07, acompanhando o recuo registrado pela moeda norte-americana no exterior e influenciado por um movimento de ajuste após 4 sessões seguidas de alta.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão permaneceu fechada por conta de feriado local e China –4,1%, com destaques de queda para as ações das empresas do setor financeiro, após a imprensa noticiar que diversas corretoras do país apertaram suas regras relacionadas a margens de financiamento, (2) da EUROPA, em mais um dia de perdas, Inglaterra –0,8%, França –2,1% e Alemanha –2,5%, com destaques de queda para as ações dos bancos, como Commerzbank (-2,6%), Deutsche (-2,1%), BNP (-3,1%) e HSBC (-3,2%), prejudicados pelo desconforto dos investidores com o lento avanço nas negociações entre Grécia e seus credores internacionais e (3) dos EUA, S&P –1,2%, DJ –0,8% e NASDAQ –1,6%, prejudicadas pelo resultado aquém do esperado da balança comercial norte-americana e pelo anuncio de que o Índice de Gerentes de Compras de serviços do país recuou de 59,2pts em MAR/15 para 57,4pts em ABR/15.

 

Confirmando a fragilidade da recuperação econômica da Europa, em MAR/15 as vendas no varejo da zona do euro foram mais fracas do que o esperado, apresentando uma retração de -0,8% na comparação com FEV/15, o que representa o primeiro recuo na comparação mensal desde SET/14.

 

Destacando a situação econômica do país, citando perspectiva de recuo de -1,2% do PIB neste ano, o desemprego em alta e a inflação ao redor de 8%, quase o dobro da meta oficial, o editorial de hoje do jornal britânico "Financial Times" ressalta que o "novo pragmatismo econômico" da presidenta Dilma enfrenta um "teste duro" com a "pior recessão em 25 anos" e o escândalo de corrupção na Petrobras.

 

Tentando dar o exemplo e ilustrando como é preocupante a situação das contas publicas brasileiras, o BC tupiniquim divulgou ontem uma portaria proibindo até o final do ano a realização de viagens para treinamento, desenvolvimento e aperfeiçoamento de pessoal e para participações em reuniões no Brasil e no exterior.

 

Dando novos sinais negativos da economia brasileira, (1) segundo a Fenabrave, que é a federação que reúne as distribuidoras de autos, apenas nos 4 primeiros meses deste ano 12 mil funcionários foram demitidos e 250 concessionárias autorizadas foram fechadas no Brasil e (2) nos 3 primeiros meses deste ano a indústria da transformação registrou uma queda de –8,5% nas horas trabalhadas, de –6,0% no faturamento real e -3,9% nos postos de trabalho, todos na comparação com o mesmo período de 2014.

 

Aliviando um pouco o caixa da Petrobrás e ao mesmo tempo indicando que a economia mundial começa a se recuperar, ontem o Petróleo fechou no maior patamar do ano (US$ 68 por barril) e assim seu preço já registra uma recuperação de 50% desde que atingiu US$ 45 por barril em JAN/15, o que representava o menor patamar em 5 anos.

 

-    O Itaú caiu –0,9%, já que apesar de ter registrado no primeiro trimestre deste ano um lucro recorde de R$ 5,7bi, o que representa um aumento de 29,7% na comparação com o mesmo período de 2014, o banco elevou as provisões para inadimplência e cortou estimativas sobre crédito para este ano.

-    A Kroton recuou -4,5% e a Estácio Participações caiu -2,5%, após o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, indicar que o Fies esgotou seus recursos para 2015.

-    A Petrobrás subiu 4,2% e, após o fechamento do pregão, a empresa anunciou que divulgará seu balanço do primeiro trimestre de 2015 no dia 15/MAI/15.


Política:
 
Apesar de esconder a presidenta Dilma, o que mostra que até seu partido se envergonha e desistiu dela, a propaganda gratuita do PT no rádio e na TV foi recebida com panelaços em todo o Brasil, inclusive em alguns locais de Brasília onde moram muitos funcionários públicos comissionados.
 
Ajustando-se a uma nova realidade, na qual as pessoas vivem de forma produtiva por mais anos, e representando "uma estupenda derrota para o Palácio do Planalto" e para a presidenta Dilma, que perderá a oportunidade de indicar 5 novos ministros para o STF, ontem a Câmara dos Deputados aprovou a chamada PEC da Bengala, que eleva de 70 para 75 a idade limite para juízes de tribunais superiores.
 
No exato momento em que o PT mentia no rádio e na TV dizendo que é o partido que defende os trabalhadores, em Brasília os deputados começavam a votar, a pedido do do governo petista, uma medida provisória que endurecia o acesso ao seguro-desemprego no país.

 

Irritando bastante Eduardo Cunha, presidente da Câmara, e seus colegas peemedebistas, durante o programa do PT no rádio e na TV o ex-presidente Lula afirmou que a Câmara dos Deputados estava retirando direitos dos trabalhadores por ter aprovado o projeto de lei que regulamenta a terceirização, ressaltando inclusive que isto estava levando o Brasil para o século passado.

 

Jogando porcaria no ventilador, ontem, em seu quarto depoimento a CPI no Congresso, Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, culpou os "maus políticos" como a origem da corrupção na estatal e ressaltou que o esquema de corrupção investigado pela Operação Lava Jato causou um prejuízo de R$ 6bi, enquanto que a gestão amadora e irresponsável do governo na empresa, segurando artificialmente o preço da gasolina, causou um prejuízo de R$ 60bi.

 

Enterrando a "pátria educadora" de Dilma antes mesmo de nascer, o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, confirmou que o MEC já esgotou a verba de 2015 para novos contratos do Fundo de Financiamento Estudantil, ressaltando inclusive que uma segunda edição do programa, no segundo semestre deste ano, não está garantida.


Crítica:
 
Corroborando com a critica feita ontem neste espaço do R.B., segundo Filipe Campante, professor de políticas públicas de Harvard, a sociedade brasileira tem uma relação esquizofrênica com o Estado e espera demais dele.
 
Exemplo de sustentabilidade e eficiência energética, começou a ser vendido nas redes de supermercados dos EUA a Natural Grocers e Whole Foods, que combina grilos em pó a ingredientes como gengibre, chocolate e tâmaras, seguindo assim uma orientação da ONU, que considera os insetos uma alternativa melhor que os rebanhos convencionais para obtenção de proteína animal.


PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário