R.B. 26/MAI/15 "Abrir o bico"


R.B.

"Abrir o bico"

 

São Paulo, 26 de maio de 2015 (TERÇA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, impulsionada pela valorização das commodities, beneficiada pela divulgação de um pacote de estímulos monetários na China e com destaque de alta para as ações da Petrobrás, após a empresa confirmar que vai reduzir investimentos e principalmente vender ativos para fazer caixa e (2) o DÓLAR pode cair, acompanhando a esperada melhora do "humor" na Bovespa, influenciado pela expectativa de aumento das exportações para a China e também em um "ajuste técnico" após 3 pregões consecutivos de alta.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,4%, revertendo uma abertura negativa, com baixo volume de negócios (R$ 3,6bi) devido ao feriado em NY e ajudada por declarações do ministro da Fazenda, Joaquim Levy, que "garantiu" que permanecerá no cargo e que não existe qualquer divergência entre ele e o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa e (2) o DÓLAR subiu 0,4% à R$ 3,10, para fechar em território positivo pela 3ª sessão consecutiva, com os investidores preocupados com o futuro do ajuste fiscal, que tem uma semana crucial no Congresso Nacional.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 0,7%, com destaques de alta para as exportadoras, beneficiadas pela valorização do dólar frente a moeda local (o iene) e China 3,5%, após o governo chinês anunciar que pretende adotar novas ações para estimular a economia do país e divulgar um novo acordo com Hong Kong para ampliar a interação entre os mercados de ações das duas regiões, (2) da EUROPA, com poucos negócios, Inglaterra e Alemanha permaneceram fechadas devido à feriado e França –0,5%, refletindo os temores dos investidores diante da crescente possibilidade de calote pela Grécia e da instabilidade política na Espanha, evidenciada pelas eleições regionais realizadas neste fim de semana e (3) dos EUA, S&P, DJ e NASDAQ estavam fechadas por conta do feriado Memorial Day, que é o dia em que o país homenageia os militares norte-americanos que perderam a vida em combates.

 

Cada dia mais pessimista, o "mercado" elevou pela sexta semana consecutiva, desta vez de 8,31% para 8,37%, suas "apostas" para o IPCA, que é o índice oficial de inflação, em 2015, e reduziu, desta vez de –1,20% para –1,24%, suas expectativas para a retração do PIB brasileiro neste ano.

 

Revelando mais uma vez a incompetência do governo Dilma em cuidar das contas publicas, em ABR/15 a dívida pública federal, "turbinada" por uma taxa básica de juros de 13,25% ao ano, avançou 0,42% na comparação com o mês anterior e atingiu incríveis R$ 2,45tri.

 

Acumulando nos últimos 12 meses altas que em alguns casos já superam os 50%, em ABR/15 o número de contas atrasadas de água e energia cresceu 6,2% na comparação com ABR/14, ajudando a colocar o consumidor tupiniquim, que também sofre com a alta do desemprego, em uma situação cada dia mais complicada, já que atualmente 4 a cada 10 brasileiros estão inadimplentes.

 

Revelando mais um motivo que reduz enormemente a competitividade do Brasil, segundo um estudo divulgado ontem pela Light, que é a distribuidora de energia elétrica que atende a região metropolitana do RJ, a eliminação de todas as ligações elétricas clandestinas na sua área de concessão causaria uma economia de R$ 2bi por ano e permitiria uma redução de -17% na tarifa cobrada de seus consumidores.

 

Segundo números apresentados pelo próprio ministério do Planejamento, a economia do Brasil deve atingir US$ 1,812tri neste ano, patamar -23% abaixo dos US$ 2,353tri do ano passado, devido à desvalorização do câmbio e à recessão que está se aprofundando com o fim do superciclo das commodities.

 

-    A Petrobrás caiu –2,2%, porem ontem, após o fechamento do pregão (1) os acionistas da empresa aprovaram as contas da empresa referentes a 2014 e o não pagamento de dividendos e (2) a empresa anunciou que colocou à venda participações em 6 blocos de petróleo, incluindo cinco áreas de pré-sal e uma de pós-sal nas bacias de Santos e Campos, ressaltando que espera obter mais de US$ 4bi com o negócio.


Política:
 
Mostrando mais uma vez aos tucanos como se faz uma oposição de verdade, na tarde de ontem juristas e professores universitários, obviamente estimulados e bancados pelos petistas, protocolaram na Assembleia Legislativa do Paraná um pedido de impeachment contra o governador Beto Richa, do PSDB, que é acusado de crime de responsabilidade.
 
Até agora barrada por Joaquim Levy, a senadora petista Gleisi Hoffmann segue trabalhando para aprovar, com o apoio de grande parta da bancada do seu partido no Congresso, um Imposto sobre Grandes Fortunas que atingiria os 200 mil contribuintes mais ricos do país e que elevaria em até R$ 6bi por ano a arrecadação do governo.

 

Ontem, durante uma conversa privada com o vice-presidente Michel Temer, a presidenta Dilma prometeu unificar o discurso de apoio ao ajuste fiscal dentro do governo e enquadrar os senadores petistas que ameaçam votar contra o pacote, como Paulo Paim e Lindbergh Farias.

 

Por entrar em conflito com pontos de vista defendidos pelo presidente da Casa, o peemedebista Eduardo Cunha, ontem a comissão da Câmara que tratava da reforma política encerrou seus trabalhos sem votar um relatório final e agora a matéria será levada diretamente ao plenário.

 

-    Preocupado com o cenário eleitoral em SP, onde o PT sofre uma debandada de prefeitos, vereadores e militantes, Lula defendeu a liberação de recursos federais para ajudar o prefeito Fernando Haddad, pré-candidato do PT à reeleição na capital paulista.

 

Prejudicada pelas regras que dificultam a criação de novos partidos, a Rede Sustentabilidade, grupo político da ex-senadora Marina Silva, já admite que poderá não ter nomes fortes o suficiente para disputar as eleições do próximo ano nas principais cidades e agora cogita apoiar outros partidos.


Crítica:
 
Aumentando a pressão sobre os corruptos, acreditando que assim eles podem "abrir o bico", ontem a Justiça Federal no Paraná determinou que o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto e os 3 ex-deputados presos preventivamente na Operação Lava Jato sejam transferidos da sede da Polícia Federal em Curitiba para um presídio comum, na região metropolitana da cidade.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário