R.B. 20/MAI/15 "A oposição dos sonhos da presidenta Dilma"


R.B.

"A oposição dos sonhos da presidenta Dilma"

 

São Paulo, 20 de maio de 2015 (QUARTA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, tentando uma recuperação após 2 pregões seguidos de queda, acompanhando o desempenho positivo das principais bolsas mundiais e influenciada pela valorização das commodities e (2) o DÓLAR pode seguir em alta, atento ao anúncio da ata da reunião do Fed ("BC" dos EUA), que deve indicar indicar que a taxa de juros da maior economia do mundo será elevada em breve neste ano.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu –1,3%, acompanhando as perdas das bolsas de NY e pressionada pelo forte recuo das ações da Petrobrás (-6,3%), com investidores ainda demonstrando cautela com o nível de endividamento da companhia e o cenário para os próximos meses e (2) o DÓLAR subiu 0,5% à R$ 3,03, seguindo a piora do "humor" na bolsa brasileira e influenciado pelo aumento dos "temores" de que a taxa de juros irá subir nos EUA e pela redução do volume de vendas do BC brasileiro.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 0,7% e China 3,2%, acompanhando os ganhos das principais bolsas mundiais no dia anterior e impulsionadas pelo aumento das expectativas em torno do anúncio de medidas de estímulo pelo governo chinês, (2) da EUROPA, nos maiores patamares do dia, Inglaterra 0,4%, França 2,1% e Alemanha 2,2%, beneficiadas por um anúncio do BC Europeu ressaltando que tem planos de aumentar seu programa de estímulos financeiros e pelo resultado da balança comercial da zona do euro, que em MAR/15 apresentou um superávit 8,1% maior que em MAR/14 e (3) dos EUA, revertendo os ganhos da abertura, S&P –0,1%, DJ –0,1% e NASDAQ –0,2%, em um compasso de espera e de cautela antes da divulgação da ata do Fed ("BC" local) e diante da divulgação de dados melhores do que o esperado do setor de construção do país.

 

"Caindo mais uma vez na conversa mole chinesa", ontem a presidenta Dilma recebeu o primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, que assinou 35 acordos bilaterais nas áreas de planejamento, infraestrutura, comércio, energia, mineração, entre outras, cujo valor supera os US$ 53bi em intenções de financiamento do projetos, sendo que deste montante US$ 7bi são prometidos para a Petrobrás.

 

Prejudicando ainda mais o desenvolvimento da indústria tupiniquim, que é cada dia menos competitiva globalmente, ontem a Câmara do Deputados aprovou o texto base de medida provisória 668 que eleva a taxação sobre produtos importados, que faz parte do ajuste fiscal do governo e que deve render R$ 700mi aos cofres do Tesouro este ano.

 

Segundo um documento divulgado ontem pelo Banco Mundial, para retomar o crescimento econômico e se alinhar a uma situação global marcada pela desaceleração da economia da China e pela queda dos preços das matérias-primas, a América Latina precisa alcançar uma flexibilidade maior, adaptando seu mercado de trabalho e aumentando a economia de seus governos.

 

Dando mais um sinal negativo da economia brasileira, nos 3 primeiros meses deste ano o emprego na indústria registrou queda de –4,6% na comparação com o mesmo período do ano passado, o que representa o pior resultado para um primeiro trimestre desde o início da série história do IBGE, iniciada em DEZ/00.

 

Ajudando a desinflar a bolha imobiliária tupiniquim, nos últimos 12 meses, período no qual o IGP-M registrou alta de 3,55%, em São Paulo o valor dos alugueis de imóveis de 2 dormitórios tiveram queda de -0,12% e os de 3 dormitórios recuaram -1,60% na mesma base de comparação.

 

Reduzindo ainda mais a concorrência no setor bancário brasileiro, o que é algo ruim para o país pois só ajuda a inflar os lucros do setor e a aumentar os juros e as tarifas e taxas bancárias, ontem foi divulgado que o Santander Brasil avalia fazer uma oferta de compra da unidade brasileira do HSBC.

 

Apesar do crescente aumento de impostos, que em 2014 passou de 40% do PIB, não se verifica melhoria dos serviços públicos nem da infra-estrutura, com isto a produção doméstica estacionou e a importação decolou, já que em 2008, 51% do maquinário vendido no Brasil era importado e atualmente estamos importando 71% das maquinas que fazem nossas industrias produzirem.


Política:
 
Provando, duas vezes no mesmo dia, que é "a oposição dos sonhos da presidenta Dilma", ontem o PSDB (1) usou seu horário gratuito na TV para "bater de leve" no governo, já que deixou claro que só faz oposição ao que está errado, indicando por consequência lógica que para os tucanos existe coisa certa no governo petista e (2) aceitou passivamente, inclusive com alguns de seus membros votando à favor, a indicação de Edson Fachin, ex-advogado do MST, para uma vaga no Supremo Tribunal Federal.
 
Mostrando à que veio, Edson Fachin, que agora será ministro do Supremo Tribunal Federal, já está escalado para ser o redator do processo contra Renan Calheiros, presidente do Senado que tentou derrubar sua indicação e que foi acusado em 2013 de peculato, falsidade ideológica e uso de documento falso pelo ex-procurador-geral da República Roberto Gurgel.
 
-    O ex-diretor da SBM Jonathan Taylor afirmou à CPI da Petrobras que os US$ 300 mil que Pedro Barusco diz ter negociado para o comitê de Dilma em 2010 eram parte dos US$ 28mi pagos naquele ano a Júlio Faerman, intermediário de propina para a estatal.
-    Segundo pesquisas feitas pelo PSDB sobre a sucessão na prefeitura de SP, quase metade dos eleitores anularia o voto ou não saberia em quem votar em um eventual segundo turno entre Fernando Haddad e Marta Suplicy.
 
Em dificuldades financeiras e com a intenção de reduzir o custo operacional das rodovias, a gestão do governador petista Fernando Pimentel, como se fosse um tucano, lançou ontem uma proposta para conceder ao setor privado 28,7 mil km de estradas de Minas Gerais.
 
Se aproximando do "homem de 9 dedos", que todos sabem é o chefão de toda a corrupção atual no país, ontem o Ministério Público Federal pediu explicações ao Instituto Lula, ao BNDES e à Odebrecht para apurar as suspeitas de tráfico de influencia do ex-presidente em favor da construtora.


Crítica:
 
Após conseguir trocar o "juiz bandido" que julgava seu caso por um "juiz camarada", o ilusionista Eike Batista, que já foi considerado pelo governo petista "o empresário modelo" para o Brasil, recebeu de volta seus "indispensáveis" carros, um Lamborghini e um Porsche, apreendidos pela Justiça em FEV/15 e avaliados em mais de R$ 2,5mi.
 
Enquanto a presidenta Dilma, que não consegue dizer uma frase lógica, segue afirmando que o lema do seu segundo mandato é "Brasil pátria educadora", no mundo real o país segue colecionando vexames nos rankings mundiais da educação, já que (1) segundo o índice Pisa, que é um Programa Internacional de Avaliação de Estudantes, o país caiu da 55º posição em 2012 para a 60ª neste ano e (2) o país também está na rabeira do ranking do Fórum Econômico Mundial quando se leva em conta o desempenho dos jovens menores de 15 anos, ocupando a vexatória 91º posição.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário