R.B. 13/MAI/15 "Um bando de baba ovos"


R.B.

"Um bando de baba ovos"

 

São Paulo, 13 de maio de 2015 (QUARTA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, rumo aos 60.000pts, acompanhando a valorização das principais bolsas mundiais, beneficiada pela redução das tensões políticas no Brasil, já que a oposição está "babando ovos" para FHC em NY, e pela divulgação de bons resultados corporativos e (2) o DÓLAR pode seguir em queda, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e também influenciado pelo fluxo positivo de recursos externos e esperada melhora do "humor" na Bovespa.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu –0,7%, revertendo os ganhos da abertura, quando na máxima avançou 0,4%, acompanhando o viés negativo das bolsas internacionais e pressionada pelo recuo das ações dos bancos, como Banco do Brasil (-2,0%), Bradesco (-1,0%) e Santander (-1,1%), após a agência de classificação de risco Moody's anunciar o rebaixamento das suas "notas" e (2) o DÓLAR caiu –0,8% à R$ 3,02, acompanhando a tendência externa, diante da confirmação de que a Grécia pagou a dívida de 750mi de euros com o FMI.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 0,1%, recuperando as perdas da abertura, diante de expectativas positivas para a divulgação de balanços de empresas locais e China 1,6%, ainda impulsionada pelo corte de juros anunciado no último domingo, (2) da EUROPA, realizando lucros recentes, Inglaterra –1,4%, França –1,1% e Alemanha –1,7%, em consequência de um movimento predominante de vendas nos mercados de bônus, o que costuma causar uma realocação dos investimentos no mercado acionário e (3) dos EUA, recuperando-se das mínimas do dia, S&P –0,3%, DJ –0,2% e NASDAQ –0,3%, prejudicadas pela divulgação de resultados corporativos piores do que o esperado, como o da varejista Gap (-3,8%) que informou que suas vendas recuaram 3% no primeiro trimestre, enfraquecidas pela variação cambial.

 

Ressaltando mais uma vez que o modelo de incentivo à economia adotado pela antiga equipe econômica "se esgotou", Joaquim Levy, ministro da Fazenda, afirmou que o crescimento brasileiro virá pela "consolidação fiscal, realinhamento de preços e investimento privado em infraestrutura" e, como se fosse membro de um governo liberal, concluiu dizendo que esta estratégia se baseia na avaliação de que o principal papel do governo é criar "o palco para o setor privado desempenhar seu papel".

 

Mais uma vez criticando o governo Dilma, ontem o jornal britânico "Financial Times" publicou um caderno especial sobre a atual situação do Brasil no qual alertou que, como a economia brasileira está afundando na recessão, a inflação é muito alta e figuras importantes na coalizão de governo da presidenta Dilma foram acusados de envolvimento no escândalo de corrupção na Petrobras, a classificação de crédito do Brasil poderá estar em xeque.

 

Assim como Pedro Alvares Cabral, que cerca de 500 atrás veio aqui para conquistar e explorar, Li Keqiang, o premiê chinês, desembarca na próxima terça-feira no Brasil trazendo na bagagem um mega pacote de projetos de cooperação, no valor total de R$ 160bi, que inclui a participação na chamada Ferrovia Transoceânica, que ligará a brasileira Ferrovia Norte-Sul à costa do Pacífico, no Peru.

 

Como o caixa do governo está quase que totalmente comprometido com o funcionalismo publico e os programas assistencialistas do governo petista, ontem o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, que é órgão que cuida de quase 55 mil km de estradas do país, "avisou" que está na iminência de ter suas obras paralisadas, ressaltando que as empresas que fazem manutenção e construção de estradas do país estão com mais de R$ 1,7bi a receber.

 

-    Sem dinheiro em caixa, a Caixa Econômica Federal criou uma "fila de espera" para atender a novos pedidos de empréstimo imobiliário que usam dinheiro da poupança, principal fonte de crédito do setor e que vem sofrendo saques neste ano.

 

Confirmando, pela enésima vez, a real vocação da economia brasileira, segundo projeções do IBGE, este ano, mesmo com a retração da economia, a safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas deve ser de 201 milhões de toneladas, o que representará um crescimento de 4,2% na comparação com o resultado obtido em 2014 (192,9 milhões de toneladas).

 

-    A Kroton subiu 8,6%, após anunciar que registrou uma alta de 35,3% no seu lucro líquido do primeiro trimestre, para R$ 371,7mi.

-    A Fibria avançou 4,20%, ajudada pela decisão da empresa de elevar o preço da celulose a partir de 1º/JUN/15.

-    A Petrobras subiu 0,5%, sustentada por expectativas em torno do balanço da companhia na próxima sexta-feira, pela alta dos preços do petróleo e pela queda do dólar, porem, após o fechamento do pregão, a empresa anunciou que, pela primeira vez em 15 anos, vai tentar vender títulos da sua dívida no Brasil para levantar até R$ 4bi para reforçar seu caixa e bancar seus investimentos.


Política:
 
Ensaiadinho, contando uma história triste e dizendo tudo aquilo que os parlamentares queriam escutar, o que aliás muitas vezes contrariou aquilo que ele pensa e fez durante sua carreira jurídica, Luiz Fachin, que inclusive contou com a ajuda de uma grande equipe de profissionais especialistas em gestão de crise, teve seu nome aprovado, por 20 votos a 7, na Comissão de Constituição e Justiça do Senado e agora sua indicação para uma vaga no Supremo Tribunal Federal será decidida no Plenário da Casa.
 
Na noite de ontem a plenário da Câmara dos Deputados aprovou a medida provisória 663, que eleva o estoque de dinheiro repassado pelo Tesouro para que o BNDES empreste a taxas subsidiadas, mas o governo sofreu uma derrota no final, já que contrariando sua determinação foi aprovada uma emenda do PDT que determina o direcionamento de pelo menos 30% desse valor para as regiões Norte e Nordeste.
 
Elogiado por Bill Clinton, ex-presidente dos EUA, e cercado de "um bando de baba ovos", como Serra e Aécio, que alias deveriam estar em Brasília sabatinando Luiz Fachin, ontem o ex-presidente FHC recebeu o prêmio "Pessoa do Ano" em NY e aproveitou a oportunidade para criticar mais uma vez a política econômica de Dilma, ressaltando a expansão sem freios do setor estatal, o descaso com as contas públicas e os projetos megalômanos.
 
Cada dia mais confusa e assim confirmando novamente sua dificuldade de raciocínio, ontem a presidenta Dilma, durante inauguração de 3 condomínios do Minha Casa Minha no RJ, (1) chamou o ministro interino dos Esportes, Ricardo Leyser, de ministro dos Transportes, (2) para se corrigir afirmou que a pasta dos Transportes é mais importante que a dos Esportes, (3) trocou o nome de outro ministro, (4) confundiu por duas vezes o nome de um dos condomínios que estavam sendo entregues e (4) pediu que levantassem as mãos as pessoas que pagavam até R$ 400mil de aluguel, quando na verdade o valor era R$ 400, o que obviamente causou mais um burburinho na plateia.

 

Conforme já era de se esperar, ontem o comando do PT em SP confirmou que vai formalmente requerer na Justiça Eleitoral o mandato da senadora Marta Suplicy, que anunciou a desfiliação do partido no final do mês passado e deve ingressar no PSB para disputar a prefeitura da maior cidade do Brasil.

 

Certamente preocupando o ex-presidente Lula, após negociações que se arrastam desde JAN/15, o empresário Ricardo Pessoa, dono da UTC e da Constran, viaja hoje a Brasília para assinar o mais esperado acordo de delação da Operação Lava Jato para ter uma pena menor.


Crítica:
 
Mostrando como é difícil as empresas brasileiras serem eficientes e concorrerem globalmente, segundo um estudo elaborado pela Confederação Nacional da Indústria, para 89% das empresas consideradas inovadoras, o profissional recém-chegado ao mercado de trabalho não está "suficientemente capacitado".

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário