R.B. 9/ABR/15 "Passando o rodo nos petistas"


R.B.

"Passando o rodo nos petistas"

 

São Paulo, 9 de abril de 2015 (QUINTA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, com "boas chances" de fechar o dia acima dos 54.000pts, acompanhando o movimento ascendente das principais bolsas mundiais e impulsionada pela esperada valorização das ações da Petrobrás, que confirmou que divulgará seu balanço até o dia 20/ABR/15 e (2) o DÓLAR pode seguir em queda, acompanhando a melhora do "humor" na bolsa brasileira e o fluxo positivo de recursos externos.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu –0,1%, revertendo uma abertura positiva, na qual chegou a avançar 1,4%, pressionada principalmente pelo recuo das ações da Vale (-2,6%) e da Petrobras (-2,7%), com bom volume de negócios (R$ 8,1bi) e em um movimento de realização de lucros após 3 pregões seguidos de alta e (2) o DÓLAR caiu –1,1% à R$ 3,05, influenciado pelo aumento das "apostas" de alta dos juros brasileiros, diante do anuncio de que o IPCA de MAR/15 atingiu o maior patamar desde divulgação de que JUN/03.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 0,8% e China 0,8%, acompanhando o desempenho positivo das principais bolsas mundiais no dia anterior e com a bolsa de Tóquio atingindo o nível mais alto em 15 anos, (2) da EUROPA, realizando lucros recentes, Inglaterra –0,4%, França –0,3% e Alemanha –0,7%, em um movimento de cautela após o anuncio dos estoques de petróleo, que ficaram acima do esperado, e antes da ata do Fed ("BC" dos EUA) e (3) dos EUA, S&P 0,3%, DJ 0,1% e NASDAQ 0,8%, com destaques de alta para as ações das empresas de consumo e com os investidores digerindo de forma positiva ata do Fed.

 

Alertando que "o gato subiu no telhado", ontem o FMI afirmou que a maioria das principais economias do planeta deveria se preparar para um período prolongado de crescimento mais baixo, o que pode dificultar para governos e companhias a tarefa de reduzir seu nível de endividamento.

 

Segundo Armínio Fraga, ex-presidente do BC e ex-assessor para área econômica do senador tucano Aécio Neves, o ajuste fiscal empreendido pelo governo Dilma é "insuficiente e de pouca qualidade", já que na prática tende a aumentar a carga tributária e não ajuda a melhorar a taxa de investimento, enquanto que o correto seria cortar gastos e reduzir as indicações políticas para áreas técnicas.

 

Prevendo uma combinação perigosa de preço das commodities e demanda por produtos em baixa e inflação e taxas de juros em alta, a agência de classificação de risco Fitch Ratings alertou ontem que as empresas brasileiras enfrentarão uma "intensa tempestade" este ano.

 

Pressionado pela alta do dólar, da energia e dos alimentos e indicando que a taxa básica de juros deve seguir em subindo, o IPCA de MAR/15, mesmo diante da desaceleração da economia brasileira, ficou em 1,32%, patamar acima do registrado em FEV/15 (1,22%) e também superior ao resultado de MAR/14 (0,92%), acumulando cum isto uma alta de 8,13% nos último 12 meses, o que supera de longe o teto da meta (6,5%) e é o maior patamar desde DEZ/03 (9,30%).

 

Confirmando mais uma vez que "a bolha está murchando", em FEV/15, com os juros em alta, os preços ainda estratosféricos e a economia se retraindo, as compras de imóveis novos na cidade de SP apresentaram uma redução de -25,4% em relação ao mesmo mês no ano anterior e na grande SP a retração foi de –46,3% na mesma base de comparação.

 

-    Dando mais um sinal negativo da economia brasileira, foi registrada queda de -1,8% no consumo de energia elétrica no primeiro trimestre deste ano frente ao mesmo período do ano passado.

 

-    A Petrobrás caiu –2,7% e ontem, após o fechamento do pregão, Aldemir Bendine, presidente da empresa, afirmou que pretende publicar o balanço da companhia referente a 2014 até o dia 20/ABR/15.


Política:
 
"Passando o rodo nos petistas", nos sindicalistas e também nos demais partidos de esquerda, ontem, em nome de uma maior eficiência da economia brasileira, a Câmara dos Deputados aprovou, por 324 a 137, o texto principal do projeto de lei que regulamenta a terceirização no Brasil.
 
Com potencial para acabar definitivamente com o PT, começa a circular no Congresso Nacional uma proposta de Lei cujo objetivo é acabar com a obrigatoriedade da contribuição Sindical, que atualmente é descontado compulsoriamente e diretamente no salário dos trabalhadores.
 
Por conta da ajuda do ministro Teori Zavascki, que é mais um à serviço do PT no Supremo Tribunal Federal, João Vaccari Neto, o tesoureiro do PT que amanhã vai depor na CPI da Petrobrás, não será obrigado a assinar o termo de compromisso que o obriga a dizer a verdade e poderá se comunicar com um advogado durante a sessão.

 

Um dia após ser nomeado como novo articulador político do governo, o vice-presidente Michel Temer, que na verdade é quem esta governando o país, começou a negociar com a presidenta Dilma um pacote de medidas para acalmar o PMDB, partido que impôs vários revezes ao Palácio do Planalto nos últimos meses.

 

Arrumando sempre "uma boquinha" para os companheiros petistas, a presidenta Dilma decidiu que Pepe Vargas, que na terça-feira entregou o cargo na Secretaria de Relações Institucionais, comandará a Secretaria de Direitos Humanos e que Ideli Salvatti, atual titular da pasta, assumirá a presidência dos Correios.

 

Prenunciando mais uma provável "trapalhada" da presidenta Dilma, ontem José Eduardo Cardozo, ministro da Justiça, afirmou ser "muito provável" que o novo integrante do Supremo Tribunal Federal, que substituirá Joaquim Barbosa,  seja anunciado ainda nesta semana.

 

-    À revelia do governo, o senador peemedebista Romero Jucá protocolou na terça-feira passada a PEC que dá independência ao BC e cria mandatos para seus diretores.


Crítica:
 
Fazendo o que sempre criticou quando era feito pelos tucanos, ontem o governo Dilma anunciou que está dando os primeiros passos para iniciar o processo de privatização da Caixa Seguros, que é o braço da Caixa Econômica Federal que vende serviços de seguro, ressaltando que isto aumenta a governança, aumenta transparência, reforça o mercado de capitais e abre oportunidade para as pessoas investirem.

 

Imagine se tem alguma utilidade uma dona de casa, responsável pelos afazeres domésticos, após contratar uma empregada, uma babá, uma faxineira, um motorista, uma governanta, um jardineiro e por fim informar o marido que também contratou uma linda coelhinha da playboy para dormir com ele, passear com ele e conversar com ele, pois é exatamente isto que a presidenta Dilma fez ao nomear Joaquim Levy para o Ministério da Fazenda e ao colocar Michel Temer na coordenação política do governo.


PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário