R.B. 26/MAR/15 "Ideia mirabolante da presidenta"


R.B.

"Ideia mirabolante da presidenta"

 

São Paulo, 26 de março de 2015 (QUINTA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em alta, ainda alheia ao movimento de realização de lucros das principais bolsas mundiais, sustentada pela valorização das commodities e pela divulgação de "rumores" positivos com relação a divulgação do balanço da Petrobrás e (2) o DÓLAR pode cair, devolvendo uma pequena parte da forte valorização acumulada no mês (11,9%) e no ano (20,4%), acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e influenciado pelo fluxo positivo de recursos externos.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,7%, com bom volume de negócios (R$ 7,4bi) e na contramão das principais bolsas mundiais, já que foi impulsionada principalmente pelo bom desempenho das ações da Petrobrás (4,4%), diante de ''rumores'' de que a empresa vai aprovar seu resultado financeiro de 2014 na reunião do conselho de administração que ocorre ainda nesta semana e (2) o DÓLAR subiu 2,3% à R$ 3,20, retornando sua trajetória de alta após 3 pregões seguidos de queda, diante do anuncio do BC de fim dos leilões diários de venda de moeda norte-americana.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma tendência única, Japão 0,2%, sustentada pelo bom desempenho das ações de alto rendimento, como Sumitomo (1,4%) e Mitsubishi (0,8%) e China -0,8%, realizando lucros recentes após uma sequência de 10 sessões seguidas de ganhos, (2) da EUROPA, Inglaterra -0,4%, França -1,3% e Alemanha -1,7%, pressionadas pela exportadoras, que foram prejudicadas pela valorização do euro frente ao dólar, e com o ''humor'' piorando após economistas do Deutsche Bank divulgarem uma análise prevendo que a Grécia pode ficar sem dinheiro em 9/ABR/15, quando o país terá de pagar uma parcela de 460 milhões de euros para o FMI e (3) dos EUA, em queda pelo terceiro pregão seguido, S&P -1,5%, DJ -1,6% e NASDAQ -2,4%, diante da divulgação de dados fracos da economia do país, como o recuo de -1,4% nas encomendas de bens duráveis entre JAN/15 e FEV/15, contrariando a previsão dos economistas, de alta de 0,2%.

 

Dando sequência a uma quebradeira que vai afetar a economia brasileira, elevar o desemprego e arrasar o setor de construção, a Galvão Engenharia, que está sendo investigada na Operação Lava Jato, pediu ontem recuperação judicial na Justiça do RJ, ressaltando que suas dívidas envolvidas no processo chegam a R$ 1,8bi e que se for à falência mais de mais de 200 mil pessoas serão afetadas, incluindo 12 mil funcionários diretos, 50 mil funcionários indiretos e suas famílias.

 

Como, diante da crise do setor elétrico brasileiro, os empresários tupiniquins tem cada dia mais medo do apagão, que causa enormes prejuízos para o comercio, os serviços e as indústrias, segundo as entidades que representam os fabricantes de geradores de energia, no primeiro semestre deste ano a demanda pelos equipamentos aumentou 40% em relação à do primeiro trimestre do ano passado.

 

Diante da queda nas vendas de até -40% nos primeiros 2 meses deste ano, os fabricantes de caminhões já reduzem a jornada de trabalho e até salários para adequar a produção à fraca demanda, como a Mercedes-Benz, em São Bernardo do Campo, que trabalha com jornada de 4 dias desde 6?MAR/15 e deve estender a medida na linha de caminhões por um período mais longo.

 

-    Dando mais uma sinal negativo da economia brasileira, a Páscoa terá um sabor mais amargo em Gramado, na Serra Gaúcha, já que após 20 anos, o festival Chocofest foi suspenso, e os lojistas reclamam que o movimento está fraco.

 

Mostrando mais uma vez ''toque de midas'' dos empresários que mais orgulham o Brasil, ontem diante do anuncio de que Jorge Paulo Lemann, Carlos Alberto Sicupira e Marcel Telles estão comprando a Kraft Foods, as ações da referida empresa subiram 35,5% na bolsa de NY.

 

Prejudicando ainda mais as contas publicas, ontem o Supremo Tribunal Federal decidiu que Estados e municípios devem quitar seu estoque de precatórios, que são as dívidas do poder público reconhecidas pela Justiça e que estão em cerca de R$ 94bi, até o fim de 2020.

 

-    A Oi caiu 2,3%, porem ontem, após o fechamento do pregão, a empresa anunciou que pretende dar direito de voto a todos os acionistas, incentivando a troca voluntária de papéis preferenciais por ordinários com uma taxa maior do que a que seria oferecida no futuro, quando a troca será obrigatória.


Política:
 
Dando sequencia à "debandada dos ratos", que são sempre os primeiros a abandonar um navio que está naufragando, ontem Thomas Traumann, ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social, pediu demissão para a presidenta Dilma e o principal motivo foi o vazamento de um documento produzido pela Secom, que era de sua responsabilidade, que avaliava erros e estratégias do governo.
 
Ciente de que o Planalto, por mais uma ''ideia mirabolante da presidenta'' Dilma, patrocina nos bastidores uma ação para minar o PMDB, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (do PMDB), afirmou ontem que combaterá na Justiça e na política, "de todas as formas", a tentativa do ministro das Cidades, Gilberto Kassab (atualmente no PSD), de recriar o Partido Liberal.
 
Mostrando que é o Congresso, e não a presidenta, quem manda no Brasil atualmente, ontem o peemedebista Renan Calheiros, presidente do Senado, exigiu que o ministro da Fazenda apresente apenas na terça-feira um último recurso contra decisões que o Senado está para tomar, contra o interesse do Executivo, ressaltando que Joaquim Levy teria de levar um programa econômico que ofereça medidas alternativas de ajuste fiscal dentro de um plano maior de "retomada do desenvolvimento".

 

Coberto de razão, ontem o ex-presidente FHC afirmou que a presidenta Dilma tornou-se refém de seu ministro da Fazenda, Joaquim Levy, o economista de perfil conservador que ela recrutou para dar uma guinada em sua política econômica e equilibrar as finanças do governo.

 

Colocando "a batata da presidenta para assar", ontem, durante um almoço do vice-presidente Michel Temer com deputados do PMDB, foi feito um diagnóstico de que as manifestações contra Dilma marcadas para 12/ABR/15 serão um "divisor de águas" para o governo, já que se os atos reunirem mais gente que os do dia 15/MAR/15 o já parco apoio ao Planalto no Congresso vai minguar.

 

-    Ressaltando que o projeto de governo do PT se esgotou, Carlos Lupi, presidente do PDT, tem dito a aliados que o partido deve entregar o Ministério do Trabalho até JUL/15.

 

Fazendo um importante contraponto à postura da presidenta Dilma, que segue apoiando o regime ditatorial da Venezuela, hoje o senador tucano Aécio Neves vai se encontrar em Lima com Lilian Lopez e Mitzy Ledezma, mulheres dos oposicionistas Leopoldo Lopez e Antonio Ledezma, presos pelo regime de Nicolas Maduro na Venezuela.

 

-    Bancados pelo PT, um grupo fez vigília em frente ao STF pedindo a reforma política e a devolução, por parte do Ministro Gilmar Mendes, do processo que proíbe a doação eleitoral de empresas, do qual o ministro pediu vistas.


Crítica:
 
Revelando mais uma vez como o Brasil fica cada dia mais atrasado tecnologicamente, apesar de ter registrado um aumento na velocidade de conexão na internet de 11% em um ano, o país perdeu posições em um ranking mundial sobre o assunto, recuando da posição 83 para a posição 89.
 
Um bom palpite, de uma pessoa tecnicamente leiga no assunto, sobre o caso deste avião que caiu na França, é que o piloto saiu para ir ao banheiro, a porta da cabine se travou por dentro, segundos depois o co-piloto teve um "piri-paque" qualquer e desmaiou em cima dos comandos do avião, o piloto ao voltar tentou abrir a porta, mas como por conta do terrorismo ela é blindada foi inútil, desesperados eles caíram por 10 minutos.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário