R.B. 8/JAN/15 "É muito baixo o nível moral"


R.B.

"É muito baixo o nível moral"

 

São Paulo, 8 de janeiro de 2015 (QUINTA-FEIRA)


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, para zerar as perdas acumuladas no ano (-1,1%), ainda beneficiada pelas expectativas positivas para a divulgação de medidas de Joaquim Levy, o novo ministro brasileiro da Fazenda, e também acompanhando o desempenho positivo das principais bolsas mundiais e (2) o DÓLAR pode cair, influenciado pela divulgação da ata da última reunião do FED ("BC" dos EUA) que causou uma redução das expectativas de elevação dos juros norte-americanos.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 3,1%, para fechar em território positivo pelo segundo pregão seguido, acompanhando a valorização das principais bolsas mundiais, impulsionada pela valorização das commodities e com destaque de alta para as ações da Petrobrás (4,1%) e (2) o DÓLAR caiu –0,2% à R$ 2,69, acompanhando a melhora do "humor" na Bovespa e influenciado pelos leilões de venda do BC.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, recuperando uma pequena parte das perdas do pregão anterior, Japão 0,2% e China 0,7%, em um dia marcado pela forte volatilidade e com destaques de alta para as ações das empresas aéreas, como Air China (2,1%) e China Southern Airlines (1,1%), (2) da EUROPA, com o euro atingindo o menor valor frente ao dólar desde 2/JAN/06, Inglaterra 0,8%, França 0,7% e Alemanha 0,5%, beneficiadas pelo anuncio de que a chanceler alemã Angela Merkel admitiu discutir a redução da dívida da Grécia e pelo aumento das "apostas" de que o BC Europeu poderá começar a flexibilização quantitativa e (3) dos EUA, com o S&P registrando a primeira alta após 5 pregões seguidos de queda, S&P 1,2%, DJ 1,2% e NASDAQ 1,3%, acompanhando o avanço das bolsas europeias e impulsionadas pela ata da reunião do Fed ("BC" local) mostrado que seus membros veem o crescimento fraco da economia de outros países desenvolvidos como um risco significativo para os EUA, o que afasta um pouco as expectativas de elevação dos juros norte-americanos.

 

"Pagando o pato" pela irresponsabilidade e incompetência de Dilma, que no seu primeiro mandato fez a "gracinha" de forçar a redução do preço da energia elétrica, ontem Eduardo Braga, novo ministro de Minas e Energia, confirmou que três bancos estatais (Caixa Econômica, Banco do Brasil e BNDES) serão usados para saldar o rombo bilionário do setor elétrico.

 

Representando o fim da era desenvolvimentista no BNDES, Rogério Caffarelli, ex-secretário-executivo do Ministério da Fazenda e que tem trânsito nos bancos privados, deve ser o novo titular do BNDES em substituição ao professor Luciano Coutinho e deverá estreitar parcerias para estimular financiamentos de obras de infraestrutura.

 

Como fruto da enorme falta de capacidade técnica e das inúmeras denuncias de corrupção no governo Dilma, em DEZ/14 os investidores estrangeiros retiraram US$ -14,5bi de aplicações financeiras do Brasil, o que representa a maior debandada mensal desse tipo de investidor já registrada no país, superando inclusive os momentos como o da crise global em 2008 e a desvalorização do real de 1999.

 

Dizendo quase o oposto do que falou Joaquim Levy no dia anterior, ontem Armando Monteiro, o novo ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, afirmou que está preparando um plano que contemplará desoneração de exportação, de investimentos, facilitação de financiamento e outras medidas de melhorias tributárias com "pequeno impacto fiscal".

 

Iniciando um movimento negativo que, diante da alta dos juros e do aumento do desemprego, deve se intensificar em 2015, no ano passado o movimento dos consumidores nas lojas subiu apenas 3,7% em relação ao ano anterior, o que representa o pior desempenho em 11 anos e foi prejudicado principalmente pela fraqueza no setor de materiais de construção.

 

Conforme um decreto presidencial publicado hoje, para demonstrar sua disposição de equilibrar suas contas, o governo Dilma promoveu um bloqueio provisório de 1/3 dos gastos não obrigatórios dos 39 ministérios e secretarias especiais, porem, mostrando seu descaso com o setor mais importante de qualquer país descente, a principal pasta afetada pelo corte foi o Ministério da Educação.


Política:
 
Mostrando uma enorme falta de vergonha na cara, Suely Campos, governadora de Roraima que pertence ao PP e que concorreu ao governo pois seu marido renunciou à disputa após ser barrado pela Lei da Ficha Limpa, já nomeou este ano nada menos do que 12 parentes para o seu secretariado, cujo salário é de cerca de R$ 23.000.

 

Indicando mais uma vez que "é tudo farinha do mesmo saco", o tucano Antonio Anastasia, ex-governador de MG e recém eleito senador pelo referido estado, foi citado por policiais presos na operação Lava Jato por supostamente ter recebido R$ 1 milhão do doleiro Alberto Youssef.

 

Comprovando mais uma vez que, além de falta de capacidade técnica, "é muito baixo o nível moral" e ético dos novos ministros de Dilma, o peemedebista Edinho Araújo, novo ministro da Secretaria de Portos indicado na "cota" do vice-presidente Michel Temer, já foi condenado em segunda instância por improbidade administrativa e mau uso do dinheiro público.

 

Com o aval do ex-deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP), condenado no mensalão, dirigentes do PR deflagraram uma operação para criar um novo partido e atrair parlamentares da base aliada e da oposição descontentes com suas legendas.


Crítica:
 
Mostrando como, principalmente por conta do loteamento dos cargos técnicos dos ministérios, estamos atrasados em termos tecnológicos, em 2014 a taxa média de conexão da internet no Brasil estava em 2,9 Mbps o que, apesar de representar 9,5% de crescimento em relação a 2013, é um patamar bem abaixo da média mundial (4,5 Mbps) e não evitou que o país perdesse uma posição na classificação mundial, para a vergonhosa 90ª posição.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário