R.B. 9/DEZ/14 "Intoleravelmente moroso"


R.B.

"Intoleravelmente moroso"

 

São Paulo, 9 de dezembro de 2014 (TERÇA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, acompanhando a leve recuperação do preço das commodities e tentando iniciar um movimento de "caça de barganhas" após já acumular perdas de –8,1% neste mês de DEZ/14, (2) o DÓLAR pode cair, acompanhando a esperada melhora do  "humor" na bolsa brasileira e em um "ajuste técnico" após a forte alta registrada no pregão anterior.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA  caiu –3,3%, com baixo volume de negócios (R$ 5,0bi) e pressionada principalmente pelo forte recuo das ações da Petrobrás (-6,2%), diante da queda do petróleo (-4,1%) e do anúncio de que foi aberta uma ação coletiva contra a empresa nos EUA e (2) o DÓLAR subiu 0,9% à R$ 2,61, acompanhando a piora do "humor" na Bovespa e refletindo a divulgação de dados negativos vindos da Ásia, para fechar o dia no maior patamar desde 15/ABR/05.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 0,1% e China 2,8%,ainda com destaques de alta para as ações das corretoras e também beneficiadas pela divulgação de dados positivos do mercado de trabalho dos EUA, (2) da EUROPA, fechando nas mínimas do dia, Inglaterra –1,0%, França –1,0% e Alemanha –0,7%, prejudicadas por preocupações sobre o desempenho econômico da zona do euro após o rebaixamento da "nota" da Itália pela agência de classificação de risco Standard & Poor's e (3) dos EUA, realizando lucros após o S&P fechar o pregão anterior no maior patamar da história pela 49ª vez neste ano, S&P –0,7%, DJ –0,6% e NASDAQ –0,8%, com destaques de queda para as ações das empresas do setor de energia, como Exxon Mobil (-2,3%) e Chevron (-3,7%), diante do recuo dos preços do petróleo para o menor patamar em 5 anos.

 

Prejudicando ainda mais o desempenho da economia brasileira, a presidenta Dilma, por conta de sua incompetência administrativa, deve começar o seu segundo mandato sem que o Orçamento da União tenha sido aprovado pelo Congresso, o que vai lhe impor sérias restrições para gastos.

 

Reagindo a elevação da Selic, de 11,25% para 11,75% ao ano, promovida pelo Copom na semana passada, o "mercado" reduziu, de 6,43% para 6,38%, suas projeções para o IPCA deste ano e diminuiu, de 0,77% para 0,73%, suas "apostas" para o desempenho do PIB brasileiro em 2015.

 

Mais pessimista, após iniciar o ano com perspectiva positiva para o setor, agora a Associação Brasileira da Indústria do Plástico estima que a produção de transformados plásticos do Brasil deve cair -2,7% em 2014, voltando assim para o patamar registrado em 2010, e avançar apenas 1% em 2015.

 

Apesar de mal tem conseguido repor a perda inflacionária, em NOV/14 a caderneta de poupança, que é simples de entender e isenta de Imposto de Renda, seguiu sendo o principal destino dos recursos da maioria dos brasileiros, já que segundo dados do BC foram depositados R$ 139,3bi na caderneta, contra R$ 136,7bi em saques, o que significou um saldo positivo de R$ 2,6bi no referido período.

 

Mostrando mais uma vez como é desafiador tem uma empresa no Brasil, segundo um levantamento feito pela Federação das Indústrias do RJ, entre 2010 e 2014 os gastos das industrias brasileiras com a folha de pagamentos, sem contar a inflação, subiram 11,9% e a produtividade por hora cresceu apenas 0,2%, com isso ficou 11,6% mais caro para a indústria produzir no Brasil, alta superior à registrada em outros 8 países selecionados como França (5,8%), Reino Unido (5,2%), EUA (1,2%), México (-6,3%) e Portugal (-14,8%).

 

-    Como os brasileiros, sem a mínima noção de educação financeira, são mais preocupados em consumir do que em investir, apesar do péssimo desempenho da economia tupiniquim, atualmente 29,9% dos lares do país já tem TV paga.

-    Após recuar –6,2% no pregão de ontem, o valor de mercado das ações da Petrobrás terminou o dia em R$ 144,2bi, sendo ultrapassado pelo Bradesco, que mesmo recuando –5,0% agora tem um valor de mercado de R$ 147,5bi.

 

-    A Vale caiu –3,4%, diante da divulgação de dados piores do que o esperado da economia chinesa.

-    A Eletrobrás subiu 1,0%, após a Agência Nacional de Energia Elétrica ter sinalizado possibilidade de reconhecer que os valores correspondentes às inadimplências de pagamentos das distribuidoras à companhia devem ser considerados no saldo da Conta de Comercialização de Energia Elétrica de Itaipu.


Política:
 
Como, ao que tudo indica, Dilma, rasgando mais dinheiro publico, quer pagar décimo terceiro integral e mais 1 salário para Guido Mantega e Miriam Belchior, os futuros ministros da Fazenda e do Planejamento, que são respectivamente Joaquim Levy e Nelson Barbosa e que já despacham em Brasília no Palácio do Planalto, foram transformados temporariamente em assessores especiais do gabinete pessoal da Presidência da República.
 
Criticando de forma veemente o controle dos gastos das estatais, Jorge Hage, que pediu demissão ontem após 9 anos à frente da Controladoria-Geral da União, defendeu também no seu discurso de despedida a reforma política e a reforma do processo judicial, que segundo ele é hoje "intoleravelmente moroso".
 
Revelando mais uma "maracutaia petista", foi descoberto agora que a segunda maior fornecedora da campanha de Dilma, que recebeu R$ 24 milhões, teve notas fiscais apontadas como frias e tem como um dos sócios administradores uma pessoa que, até o ano passado, declarava o ofício de motorista como profissão.
 
Segundo Promotoria de SP, que obteve os dados na Suíça, Arthur Teixeira, suspeito de participar do suposto cartel de trens de São Paulo, controla pelo menos 23 contas em bancos europeus, o que reforça a suspeita de que ele intermediava o pagamento da propina para fornecer empresas que atuavam no suposto cartel dos trens de SP de 1998 a 2008, durante o governo do PSDB.

Crítica:
 
As vendas do setor automotivo brasileiro já recuaram –8,4% este ano e mesmo assim, sem medo de perderem o emprego, os trabalhadores da MAN da unidade de Resende, no RJ, rejeitaram ontem uma proposta da empresa que prevê redução da jornada de trabalho, com corte proporcional de salários e reajuste zero para 2015, em troca de abono de R$ 2 mil.
 
Segundo o filósofo canadense Barry Stroud, que é professor da Universidade da Califórnia, a vida virou uma carreira, já que as pessoas estão focadas o tempo todo no seu sucesso profissional e em ganhar o máximo de dinheiro, com isto, a vida contemporânea, apesar dos avanços materiais, também é mais pobre.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário