R.B. 10/DEZ/14 "Dilma cometerá mais uma insanidade"


R.B.

"Dilma cometerá mais uma insanidade"

 

São Paulo, 10 de dezembro de 2014 (QUARTA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, recuperando perdas recentes, porem com os investidores ainda cautelosos em relação à economia brasileira e às medidas que deverão ser tomadas pela nova, e até agora prestigiada, equipe econômica de Dilma e (2) o DÓLAR pode seguir em queda, rumo aos R$ 2,55, acompanhando a esperada melhora do "humor" na Bovespa e pressionado pelos leilões de venda do BC.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu –0,2%, para fechar o dia no menor patamar desde 28/MAR/14 (aos 50.193pts), acompanhando o desempenho negativo das principais bolsas mundiais e novamente com destaques negativos para as ações da Vale (-2,3%) e da Petrobrás (—1,2%), que por sua vez atingiram o menor patamar desde 9/DEZ/04 e (2) o DÓLAR caiu –0,7% à R$ 2,59, devolvendo parte da forte alta registrada no pregão anterior, quando fechou o dia no maior patamar desde 2005, refletindo a fala de Tombini, presidente do BC, que sinalizou novas altas da taxa básica de juros no próximo ano.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, realizando lucros recentes, Japão –0,7% e China –5,4%, prejudicadas pela desvalorização das commodities, como o petróleo que fechou na nova mínima de cinco anos, e também pelo anúncio de que o governo chinês pode cortar sua meta de expansão do PIB, de cerca de 7,5% neste ano para 7,0% em 2015, (2) da EUROPA, Inglaterra –2,2%, França –2,5% e Alemanha –2,2%, prejudicadas pela incerteza política provocada pela decisão do governo grego de antecipar a votação para presidente e por preocupações com a economia chinesa e pelo anuncio de que a produção industrial do Reino Unido caiu -0,1% em OUT/14, contrariando a previsão de alta de 0,2% e (3) dos EUA, sem uma tendência única, S&P –0,1%, DJ –0,3% e NASDAQ 0,5%, com os investidores na dúvida sobre as consequências da descida do preço do petróleo e inquietos com a situação da economia fora do país.

 

Sem cogitar o mais correto, que seria reduzir gastos públicos, e também sem se preocupar com a pressão inflacionaria que a medida causará, o governo Dilma acredita que a solução para cobrir o buraco do setor elétrico, estimado em R$ 3bi, é simplesmente fazer mais aumento de tarifas para o consumidor.

 

Mesmo diante do recuo na quantidade de trabalhadores com carteira carteira assinada, segundo o IBGE no terceiro trimestre deste ano taxa de desemprego no Brasil, que aliás desconsidera quem vive de bolsa família, quem está desempregado a menos de 6 meses e quem não está procurando emprego, ficou em 6,8%, o que representa o mesmo patamar registrado no trimestre anterior.

 

Apresentando mais 2 dados negativos da economia brasileira, (1) nos 11 primeiros meses deste ano a produção nacional de motocicletas, prejudicadas pela redução das exportações para a Argentina, caiu –10,2% na comparação com o mesmo período de 2013 e (2) como o brasileiro é estimulado a gastar antes de investir, em NOV/14 a inadimplência dos consumidores tupiniquins cresceu 10,9% ante o mesmo mês do ano passado.

 

Beneficiadas pelo fim do embargo da Rússia e pelo aumento das vendas para a China, as exportações de carne de frango do Brasil, que já é o maior exportador global desta proteína animal, deverão atingir volumes recordes neste ano, fechando 2014 com um total de 3,99 milhões de toneladas, o que vai representar um aumento de 2,5% ante 2013 e também superar o recorde de 2011, de 3,94 milhões de toneladas.

 

Provavelmente por reconhecer sua péssima eficiência produtiva, segundo a Organização Mundial do Comércio o Brasil é considerado o país campeão de abertura de investigações contra importações com preços supostamente desleais, com mais que o dobro de casos do que o segundo colocado (EUA).

 

Livrando a bolsa brasileira de um processo bilionário, ontem foi julgado improcedente pela Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça o processo movido pelo investidor Naji Nahas exigindo indenização por um suposto boicote feito pelo ex-presidente da bolsa aos seus negócios no mercado financeiro em 1989.

 

-    O Banco do Brasil caiu -2,5%, diante de rumores, ainda não confirmados, de que "Dilma cometerá mais uma insanidade" indicando Garotinho, do PR do RJ, para a vice-presidência do banco, que aliás é o maior do país.

-    A Eletrobrás caiu –2,5%, após a Agência Nacional de Energia Elétrica ter negado o pedido da empresa por revisão extraordinária da tarifa de repasse de potência de Itaipu em 2014.


Política:
 
Mudando a lei, e também as regras básicas da matemática, para livrar a presidenta Dilma de ser condenada por crime de responsabilidade fiscal, ontem os "nobres" parlamentares brasileiros, após semanas de embates entre governo e oposição, concluíram a votação do projeto que permite ao governo federal fazer uma enorme "maracutaia" para fechar as contas deste ano sem cumprir a meta de superávit primário da economia para o pagamento de juros da dívida publica.

 

Famoso por conhecer tanto do setor elétrico quanto Maguila entende de física quântica, Edson Lobão, ministro de Minas e Energia e "pau-mandado de Sarney", defendeu a decisão do governo Dilma de não adotar, neste ano, uma campanha de racionamento de energia elétrica, desdenhando do fato de que o nível dos reservatórios das hidrelétricas brasileiras nunca estiveram tão baixos.

 

Ressaltando que trabalha pelo país e não por "corporações específicas", a senadora Kátia Abreu, do PMDB de TO, disse ontem que não conversou com o governo sobre a insatisfação do grupo JBS, que controla o frigorífico Friboi, com sua indicação para o posto de ministra da Agricultura.

 

Dando um péssimo exemplo, o deputado peemedebista Henrique Alves, que é presidente da Câmara, vai apresentar hoje ao ministro Aloizio Mercadante, da Casa Civil, uma proposta para elevar de R$ 26,7 mil para R$ 33,7 mil (alta de 26,3%) os salários da presidenta Dilma, do seu vice, dos 39 ministros e dos 594 congressistas.

 

Prestes a deixar o governo na reforma ministerial, o ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência, afirmou ontem que (1) o governo sofre "perseguição e discriminação" por defender projetos de cunho social e (2) morria de medo de o playboyzinho ganhar a eleição.

 

-    Sem realizar nenhuma reunião, a CPI mista do Congresso que investigaria o cartel do Metrô de SP encerrou ontem suas atividades.


Crítica:
 
Revelando mais uma vez a mentalidade hipócrita do PT, que insiste em dividir o país entre ricos e pobres, o petista Camilo Santana, que este ano foi eleito governador do Ceará, afirmou que pretende discutir com gestores da região Nordeste uma proposta de volta da CPMF em que apenas os 1,2% mais ricos da população brasileira pague o imposto.

EUA.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário