R.B. 7/OUT/14 ''O invejável pragmatismo político dos EUA''


R.B.

"O invejável pragmatismo político dos EUA"

 

São Paulo, 7 de outubro de 2014 (SEXTA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, mesmo diante do anúncio de um aumento da gasolina abaixo do esperado, tentando uma recuperação diante da melhora do ''humor'' nas principais bolsas mundiais e com o ''mercado'' tentando interpretar a declaração de Dilma, que afirmou que não representa o PT e (2) o DÓLAR pode cair, realizando lucros após fechar o pregão anterior no maior patamar desde 20/ABR/05 e pressionado pelos leilões de venda do BC.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -2,0%, na contramão das principais bolsas mundiais, diante da demora para a escolha do novo ministro da Fazenda brasileiro e das expectativas negativas para o reajuste da gasolina, que aliás foi divulgado após o fechamento e ficou aquém do esperado e (2) o DÓLAR subiu 1,5% à R$ 2,55, para fechar o dia no maior patamar em 9 anos, acompanhando a piora do ''humor'' na Bovespa e influenciado pela ata da última reunião do Copom, que ampliou a cautela dos investidores em relação à economia brasileira.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma direção única, Japão –0,9%, realizando lucros após 5 pregões seguidos de alta, e China 0,3%, com baixo volume de negócios antes da decisão de política monetária do BC Europeu, (2) da EUROPA, recuperando as perdas da abertura, Inglaterra 0,2%, França 0,5% e Alemanha 0,7%, após o BC Europeu anunciar sua decisão de política monetária, mantendo as principais taxas de juros inalteradas, porem reiterando que, se necessário for, poderá adotar mais instrumentos não convencionais de estímulo e (3) dos EUA, com o S&P fechando no maior patamar da história pela 37ª vez no ano, S&P 0,4%, DJ 0,4% e NASDAQ 0,4%, seguindo a melhora do ''humor'' das bolsas da europeias e reagindo positivamente a bons indicadores da economia norte-americana, como a redução dos pedidos novos de auxílio-desemprego.

 

Ressaltando que ''como presidenta do Brasil não representa o PT'', ontem Dilma afirmou que seu governo vai "ter de fazer o dever de casa" e apertar o controle da inflação, sinalizando que este controle será feito por meio de cortes de despesas e não necessariamente só com o aumento das taxas de juros.

 

Prejudicando ainda mais as contas publicas, o governo federal vai ter que dar um desconto de R$ 59bi nas dívidas de Estados e municípios por causa da mudança no índice que corrige o saldo dos débitos que foram renegociados na década de 1990.

 

Mostrando que a autoridade monetária esta preocupada com a alta do dólar e com o crescimento da inflação, na ata da sua ultima reunião o Copom indica que deve promover um ciclo curto de aumento da taxa básica de juros entre o final deste ano e o primeiro trimestre de 2015.

 

Como, vivendo de programas assistencialistas do governo Dilma, cada vez menos gente quer trabalhar no Brasil, a taxa de desemprego nacional ficou em 6,8% no segundo trimestre deste ano, patamar abaixo dos 7,1% registrados no primeiro trimestre.

 

No momento em que as empresas brasileiras em dificuldades por causa da estagnação econômica e com o real mais desvalorizado, o apetite dos estrangeiros por ativos brasileiros, que sabem que o correto é comprar na baixa para vender na alta, nunca esteve tão alto, principalmente porque as empresas tupiniquins têm hoje menos alternativas de financiamento, com o crédito bancário minguando, suas dividas aumentando e suas ações em queda na Bolsa.

 

Atualmente a Petrobrás está descapitalizada para enfrentar o fim do super ciclo de preço das commodities e sua relação entre a dívida e a geração de caixa cresceu significativamente, comprometendo sua capacidade de investimento, por isto a sensação é que o governo, ao anunciar um reajuste de apenas 3% na gasolina, não quis realmente ajudar a maior empresa do Brasil, mas sim dar uma resposta aos críticos que o acusam de represar os preços administrados para conter a inflação.

 

Como a economia está fraca, a população é estimulada a gastar e o rendimento da poupança quase perde da inflação, nos 10 primeiros meses deste ano o saldo de recursos investidos nesta modalidade de aplicação, que é a mais popular do Brasil, foi -70% inferior ao registrado no mesmo período de 2013.


Política:
 
Com a capacidade técnica de quem sabe no máximo ascender um interruptor, Lobão, Ministro de Minas e Energia por indicação de Sarney, na pratica está de férias desde SET/14, com isto, enquanto o país passa por uma enorme crise de abastecimento de energia, quem representa a pasta na maioria dos eventos é o secretário-executivo Márcio Zimmermann e sua saída do ministério é dada como certa.

 

Mostrando mais uma vez ''o invejável pragmatismo político dos EUA'', Joe Biden, vice de Obama, ligou humildemente ontem para Dilma e refez o convite para a visita oficial a Washington, que tinha sido marcada para OUT/13 e foi suspensa após a descoberta de que a Agência Nacional de Segurança dos EUA espionou a presidenta brasileira.

 

Mostrando mais uma vez que ''a conta não fecha'', com um salário de cerca de R$ 25 mil por mês e 14 salários por ano, um Congressista ganha cerca de  R$ 1,4 milhões em 4 anos de mandato, porem, segundo dados oficiais, cada um dos deputados federais eleitos gastou R$ 1,6 milhões na campanha, com destaque para o deputado petista Arlindo Chinaglia, que gastou R$ 8,4 milhões para se reeleger.

 

Segundo Vicentinho, líder do PT na Câmara, o seu partido vai apresentar candidato próprio para presidência da Casa em 2015, o que obviamente contraria as pretensões do PMDB.


Crítica:
 
Como ''para todo malandro existe um otário'' e por aqui está cheio de malandro, os novos iPhones 6 que já estão em pré-venda no Brasil a partir de hoje custam, no modelo mais barato, R$ 3.199, dinheiro mais do que suficiente para comprar 2 aparelhos iguais nas lojas dos EUA.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário