R.B. 12/NOV/14 ''Mais uma de suas maracutaias''


R.B.

"Mais uma de suas maracutaias"

 

São Paulo, 12 de novembro de 2014 (QUARTA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, tentando uma recuperação após 2 pregões consecutivos de queda, diante do aumento da pressão para que Dilma indique alguém com credibilidade para o comando do Ministério da Fazenda e (2) o DÓLAR pode cair, também em um ''ajuste técnico'' após as altas recentes, influenciado pelos leilões de venda do BC e seguindo a esperada leve melhora do ''humor'' na Bovespa.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu –0,5%, com baixo volume de negócios (R$ 3,8bi), diante do feriado em NY, e desta vez pressionada principalmente pelo forte recuo das ações da Vale (-3,7%), diante das expectativas negativas para o preço do minério de ferro e dos ''temores'' de racionamento de energia elétrica no Brasil e (2) o DÓLAR subiu 0,6% à R$ 2,56, acompanhando o  ''humor negativo'' na Bovespa e também com baixo volume de negócios.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma tendência única, Japão 2,0%, no maior patamar em 7 anos, beneficiada pelo ótimo desempenho de exportadoras, como Fanuc (2,2%) e Tokyo Electron (4,4%), impulsionadas pela desvalorização da moeda local (o iene) frente ao dólar e pelas  ''apostas'' sobre o possível adiamento de uma elevação de imposto prevista para o próximo ano e China –0,2%, realizando lucros após atingir nova máxima intraday em 3 anos, (2) da EUROPA, em um dia com poucos indicadores divulgados pelas principais economias mundiais, Inglaterra 0,2%, França 0,5% e Alemanha 0,2%, sustentadas pela divulgação de boas notícias corporativas, como da britânica Vodafone (5,4%), da lusitana Portugal Telecom (4,8%) e da alemã Henkel (4,6%) e (3) dos EUA, com poucos negócios e baixa volatilidade, diante do fechamento do mercado de títulos do governo em razão do Dia dos Veteranos, S&P 0,1%, DJ 0,1% e NASDAQ 0,2%, com destaques de alta para as ações das construtoras, após a D.R. Horton, que subiu 2,2%, informar encomendas maiores do que o esperado.

 

Fazendo ''mais uma de suas maracutaias'', que obviamente detonam ainda mais a credibilidade brasileira, ontem, diante da falta de capacidade de cumprir a meta de economia para o pagamento da dívida pública neste ano, o governo Dilma encaminhou ao Congresso um projeto de lei aumentando o limite de abatimento do superávit primário com investimentos do PAC e com as desoneração concedidas em 2014.

 

Apontando as dificuldades causadas por erros do governo petista, como o foco  e o estímulo ao consumo e o risco regulatório causado por mudanças constantes de regras, dois economistas brasileiros, um do Insper e outro da PUC-Rio, apresentaram um estudo que prova que (1) a qualidade da infraestrutura no Brasil piorou –2,1% entre 2010 e 2014, enquanto que na média mundial dos emergentes melhorou 10,2% no mesmo período, e (2) o volume de investimento em infraestrutura no Brasil ainda é de apenas 2,45% do PIB, patamar baixo de países como o Peru (4,0% do PIB), o Chile (5,0% do PIB).

 

Apesar de ainda não admitir publicamente a possibilidade de racionamento no ano que vem, ontem o governo federal sinalizou aos distribuidores de energia que 2 leilões, e não apenas 1 como está planejado, devem ser realizados para evitar um desequilíbrio nas companhias em 2015.

 

Concentrando seus empréstimos cada vez mais nas empresas grandes e ''queridinhas'' do governo, já que a participação das 10 maiores empresas clientes aumentou de 40% para 43% da sua carteira total entre o fim do ano passado e SET/14, o BNDES informou ontem seu lucro líquido no terceiro trimestre deste ano foi 18,7% maior que no mesmo período de 2013.

 

Enquanto o Brasil segue ''comendo mosca'' e se preocupando apenas com questões ideológicas, os governos dos EUA e da China anunciaram ontem avanços na negociação para eliminar tarifas sobre produtos de tecnologia da informação, de videogames e softwares a equipamentos médicos e semicondutores.

 

Mostrando que, mesmo com as mudanças climáticas, o Brasil segue com ''vocação agrícola'', segundo o IBGE a produção brasileira de grãos deverá crescer 2,5% em 2015 em relação ao ano anterior e atingir o recorde histórico de 198,3 milhões de toneladas.

 

-    A Petrobrás subiu 0,2%, e ontem, após o fechamento do pregão, a referida petrolífera anunciou que atingiu uma produção recorde no mês de OUT/14, registrando um crescimento de 0,4% na comparação com SET/14.

-    A Ambev caiu –2,0%, após ter sua ''nota'' reduzida pelo banco norte-americano JP Morgan.

-    A Oi subiu 4,7%, refletindo positivamente a oferta feita pela empresária angolana Isabel dos Santos pela Portugal Telecom, que possui uma parcela da operadora brasileira.

-    A Embraer subiu 3,2%, já que o senador tucano Flecha Ribeiro, relator da medida provisória do subsídio à aviação regional, mudou novamente seu parecer sobre o limite de passageiros que podem ser subsidiados em voos regionais, beneficiando a Azul Linhas Aéreas, que usa aviões da Embraer.


Política:
 
Surpreendendo a presidenta Dilma, que está participando do G-20 e passeando na Austrália, Marta mandou uma carta pedindo demissão do seu cargo de ministra da Cultura e o mais interessante foi o último parágrafo da missiva, na qual a agora Senadora petista ressalta que ''todos nós, brasileiros, desejamos, neste momento, que a senhora seja iluminada ao escolher sua nova equipe de trabalho, a começar por uma equipe econômica independente, experiente e comprovada, que resgate a confiança e credibilidade ao seu governo e que, acima de tudo, esteja comprometida com uma nova agenda de estabilidade e crescimento para o nosso país''.

 

Depois de mais de 1 ano parado no Congresso, o projeto que regulamenta os direitos dos empregos domésticos no país vai voltar a tramitar na Câmara dos Deputados e agora precisa ser aprovado pelos deputados e sancionado pela presidenta Dilma para que direitos como pagamento de FGTS, seguro-desemprego e banco de horas sejam garantidos aos domésticos.

 

Mesmo após 6 adiamentos e em meio a blindagem de petistas, a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados confirmou ontem a decisão do Conselho de Ética da Casa que aprovou a cassação do deputado André Vargas e com isto o processo por quebra de decoro parlamentar segue para análise final no plenário da Câmara, com votação aberta.

 

Aumentando ainda mais os gastos públicos, a Diretoria-Geral da Câmara elaborou uma proposta para tornar permanentes mais 191 cargos nos quadros da Casa, que eram temporárias e foram abertas para atender às lideranças dos partidos criados em 2011 e 2013, como o PSD, o Pros e o Solidariedade, e que deveriam ser extintas ao fim da legislatura atual, em FEV/15.


Crítica:
 
Tratado como ''o paladino da ética'', Joaquim Barbosa, ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, mostra que se acostumou com a mordomia, já que ainda não devolveu o apartamento funcional de 500 metros quadrados em uma área nobre de Brasília que a corte colocou à sua disposição quando era um ministro da ativa.

 

Com veículos cada vez maiores, mais pesados, mais poluentes e menos eficientes, segundo um estudo inédito divulgado pela Anfavea sobre a evolução do mercado brasileiro automobilístico nos próximos 20 anos, a taxa de motorização do Brasil subirá de 5 habitantes por veículo para 2,4 habitantes por veículo em 2034 e a frota real de automóveis no país subirá dos atuais 40 milhões de carros para 95 milhões no mesmo período.


PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário