R.B. 11/NOV/14 ''Coragem para criticar a chefa''


R.B.

"Coragem para criticar a chefa"

 

São Paulo, 11 de novembro de 2014 (TERÇA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, tentando recuperar parte das perdas registradas no pregão anterior, acompanhando a valorização das principais bolsas da Europa, porem com baixo volume de negócios diante do feriado nos EUA e (2) o DÓLAR pode cair, devolvendo mais uma parte da forte alta acumulada nos últimos pregões, seguindo a esperada melhora do ''humor'' na Bovespa e também influenciado pelo fluxo positivo de recursos externos.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu –0,9%, devolvendo os ganhos da abertura, quando chegou a avançar 1,2%, pressionada principalmente pelas ações de Vale (-2,5%) e Petrobras (-2,0%) e com baixo volume de negócios (R$ R$ 4,8bi) e (2) o DÓLAR caiu –0,4% à R$ 2,56, pressionado pelos leilões de venda do BC, acompanhando sua trajetória internacional e com os investidores realizando parte dos lucros, uma vez que nas últimas seis sessões a moeda norte-americana avançou mais de 6,0%.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma tendência única, Japão –0,6%, realizando lucros recentes, com as exportadoras prejudicadas pela desvalorização do dólar frente a moeda local e China 2,3%, beneficiada pelo anúncio de que a interligação prevista entre os mercados acionários de Xangai e de Hong Kong entrará em vigor no dia 17/NOV/14, (2) da EUROPA, Inglaterra 0,6%, França 0,8% e Alemanha 0,6%, com os investidores analisando de forma positiva os resultados corporativos de empresas como Carlsberg (3,1%) e Nutreco (14,0%) e as declarações de Mario Draghi, presidente do BC Europeu, que ressaltou que os políticos são unânimes no sentido de aumentar os estímulos monetários se necessário e (3) dos EUA, com o DJ e o S&P fechando no maior patamar da história pelo quarto pregão consecutivo, S&P 0,3%, DJ 0,2% e NASDAQ 0,4%, diante das expectativas de que ativos de maior risco, como as ações, se beneficiem mesmo quando o Fed começar a elevar os juros, tendo em vista as medidas de estímulo que vêm sendo adotadas pelos bancos centrais da zona do euro e do Japão.

 

Com o objetivo de fazer o mundo crescer nos próximos 5 anos 2% acima do que se previa até o fim de 2013, o Brasil se comprometeu com seus parceiros do G20, que estão reunidos na Austrália, a investir cerca de US$ 49bi nos próximos 5 anos, o que representa 7 das mais de 900 iniciativas de investimentos propostas pelas grandes economias do planeta principalmente em logística e concessões de obras públicas.

 

Apresentando um pessimismo crescente, o ''mercado'' reduziu, desta vez de 1,0% para 0,80%, suas ''apostas'' para o crescimento da economia brasileira em 2015 e elevou, desta vez de 6,31% para 6,40%, suas estimativas para o IPCA do ano que vem, patamar bem próximo do teto da meta do BC (6,5%).

 

Enquanto Obama espera Dilma aceitar seu convite para uma visita oficial ao seu país, a Confederação Nacional da Indústria vai assinar hoje um acordo com a US Chamber of Commerce, maior associação empresarial dos EUA, para fazer um estudo de impacto sobre um eventual acordo comercial entre Brasil e EUA, que visa prioritariamente (1) eliminar barreiras não tarifárias (como as sanitárias, que afetam carne bovina), (2) uniformização de padrões, (3) acabar com a bitributação e (4) facilitação de trânsito de pessoas.

 

Como o consumidor brasileiro, com total falta de educação financeira, compra mais do que precisa e na maioria das vezes sem saber se vai poder pagar, segundo dados do SPC em OUT/14 a inadimplência nas vendas a prazo cresceu 3,95% na comparação com o mesmo mês de 2014.

 

Pressionando a inflação e reduzindo a atratividade do combustível, que é bem menos poluente que a gasolina, o preço do etanol hidratado subiu quase 5% nas usinas do Estado de SP na semana passada.


Política:
 
Provando mais uma vez sua falta de capacidade gerencial, hoje o governo Dilma deve enviar ao Congresso Nacional um projeto que modifica a Lei de Diretrizes Orçamentária deste ano para reduzir a meta de superávit primário, a economia que é feita para o pagamento de juros da dívida pública, dos atuais R$ 116,1bi para R$ 49,1bi.

 

Mostrando ''coragem para criticar a chefa'', Gilberto Carvalho, chefe da Secretaria-Geral da Presidência e responsável pela ponte entre o Palácio do Planalto e os movimentos sociais, afirmou ontem que Dilma se afastou dos "principais atores na economia e na política" nos últimos quatro anos.

 

Como lá fora a coisa é seria e o buraco é mais embaixo, as investigações do Departamento de Justiça dos EUA e da SEC, principal agência reguladora do mercado de capitais norte-americano, sobre irregularidades na Petrobras são as que mais preocupam o governo Dilma por causa do potencial de impactos econômico e financeiro negativos no funcionamento da estatal brasileira.

 

Muito provavelmente pagando boa parte dos gastos de campanha da presidenta, nos 10 primeiros meses deste ano os gastos secretos feitos com cartões corporativos da Presidência da República atingiram R$ 6,5mi, o que representa um recorde histórico e um crescimento de 9,2% na comparação com os R$ 5,9mi registrados ao longo de todo ano passado.


Crítica:
 
Com empresas como a Apple, que desde o Iphone5 mudou de forma desnecessária seus carregadores de celulares, abusando livremente da falta de durabilidade de seus produtos, segundo um estudo da ONU a produção de lixo eletrônico, que representa um enorme perigo para a saúde e para o meio ambiente, cresceu 5 vezes nos últimos 15 anos, saltando de 10 milhões de toneladas em 2000 para 50 milhões em 2014.

 

Mostrando mais uma vez que ''no Brasil o crime compensa'', o ministro Luis Barroso, relator do processo do mensalão no Supremo Tribunal Federal, atendeu o pedido da defesa do ex-deputado Valdemar Costa Neto e autorizou que ele cumpra em casa o restante da pena de quase 8 anos por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário