R.B. 9/SET/14 ‘’Inovando para facilitar a vida das pessoas’’


R.B.

"Inovando para facilitar a vida das pessoas"

 

São Paulo, 9 de setembro de 2014 (TERÇA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em queda, acompanhando o "humor negativo" das principais bolsas mundiais, seguindo o recuo das commodities e tentando manter os 59.000pts como "suporte", porem é bom ressaltar que, após 4 pregões consecutivos de queda, o patamar é interessante para compras, principalmente para aqueles que acreditam que a presidenta Dilma vai fracassar na sua tentativa de reeleição e (2) o DÓLAR pode subir, testando os limites do BC e influenciado pela esperada piora do "humor" na Bovespa, porem é importante ressaltar que o patamar atual é interessante para vendas da moeda norte-americana.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -2,4%, revertendo uma abertura positiva, na qual chegou a avançar 1,1%, para fechar o dia com a maior baixa percentual desde 3/FEV/14, novamente com bom volume de negócios (R$ 9,6bi) e destaque de queda para as ações da Petrobrás (-4,9%), que foram prejudicadas delação premiada do seu ex-diretor Paulo Roberto Costa e (2) o DÓLAR subiu 0,8% à R$ 2,26, revertendo uma abertura negativa, no qual chegou a recuar -0,5%, influenciado pela piora do ''humor'' na Bovespa e nas demais bolsas mundiais.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, China permaneceu fechada devido a feriado nacional e Japão 0,2%, animada com a alta nas exportações chinesas em AGO/14 e com destaque de alta para as ações do Softbank, diante da preparação do grupo Alibaba para sua oferta pública inicial, (2) da EUROPA, revertendo quase todos os ganhos da abertura, Inglaterra 0,3%, França -0,3% e Alemanha 0,1%, pressionadas por preocupações com o referendo de independência da Escócia, marcado para o próximo dia 18, e com a crise entre a Ucrânia e a Rússia e (3) dos EUA, realizando lucros recentes, S&P –0,3%, DJ –0,2% e NASDAQ –0,1%, com baixa volatilidade e com os investidores aguardando a divulgação de novos dados econômicos e o desenrolar de conflitos geopolíticos.

 

Mostrando um ''pessimismo crescente'', o ''mercado'' reduziu, pela 15ª vez consecutiva, suas projeções para o crescimento da economia brasileira neste ano, desta vez de 0,52% para 0,48%, e elevou, de 6,27% para 6,29%, suas ''apostas'' para o IPCA, índice oficial de inflação, de 2014.

 

Tentando salvar seu pescoço, nem que para isto tenha que rifar seu ministro mais fiel, ontem Dilma confirmou que, caso seja reeleita, Mantega, o ministro da Fazenda, não fará mais parte de sua equipe, que segundo a presidenta alegou questões pessoais.

 

Por falta de um pensamento pragmático do governo brasileiro, que atualmente tem uma postura muito mais ideológica do que estratégica em suas relações internacionais, 5 anos depois de firmado, o acordo comercial do Brasil com a Índia, uma das 10 maiores economias do mundo, não foi capaz de deslanchar as vendas brasileiras para o país asiático.

 

-    Diante do aumento das restrições ao credito, nos 8 primeiros meses deste ano, mesmo com os novos incentivos do governo Federal, os emplacamentos de motocicletas caíram -7% na comparação com o mesmo período de 2013.

 

Em nota, Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo, disse que os resultados de agosto ficaram abaixo das expectativas, com as vendas no varejo muito inferiores à média diária prevista de 6 mil unidades. "Isso mostra que as recentes medidas de estímulo anunciadas pelo governo federal ainda não repercutiram no mercado e, além disso, persistem as dificuldades de comercialização, sobretudo relacionadas à seletividade na concessão de crédito".

 

Iniciando os preparativos daquele que deve ser o maior IPO da história do setor de tecnologia, com potencial de atingir até US$ 21,1bi, a gigante chinesa de e-commerce Alibaba, que conquistou a atenção dos investidores com uma combinação que envolve o seu domínio de mercado na China e alta lucratividade, começou ontem seu road-show para abrir o capital nos EUA.

 

Desde a divulgação da primeira pesquisa com o nome de Marina Silva, que prega o desenvolvimento sustentável, entre os candidatos à Presidência, em 18/AGO/14, as ações da Cosan subiram 19,5%, as da São Martinho avançaram 12,8% e as Tereos Internacional tiveram alta de 16,3%.


Política:
 
Envolvendo os tucanos no escândalo, a UTC Engenharia, apontada por Paulo Roberto da Costa, ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, como uma das empresas envolvidas no pagamento de propina, doou pelo menos R$ 1 milhão para a campanha do candidato Aécio Neves.

 

Pregando humildade, principalmente depois de uma semana sob forte ofensiva dos adversários, o comando da campanha de Marina Silva à Presidência da República prevê "perda de substância" da candidata nas próximas pesquisas de intenção de voto, porém a ordem é trabalhar para chegar ao segundo turno, seja como for, já que aí o enfrentamento vai ser de igual para igual.

 

Ainda "vivendo em um mundo de fantasia", ontem a presidenta Dilma afirmou que nunca desconfiou de irregularidades na Petrobras, porem admitiu que "tudo indica" que houve problemas na estatal, mas garantiu que a "sangria foi estancada".

 

Além de provocar uma obvia inquietação entre petistas e tucanos, o crescimento da candidatura de Marina Silva provoca temores na Venezuela, que emite claros sinais de que está preocupada com a possibilidade de perder o apoio incondicional, e principalmente financeiro, que Lula lhe proporcionou e que Dilma manteve.


Crítica:
 
''Inovando para facilitar a vida das pessoas'' e reduzir o custo das empresas, a Nofeela ( www.nofeela.com ), empresa de tecnologia com DNA 100% brasileiro, criou e já lançou um aplicativo móvel no qual você pode comprar antes mesmo de chegar ao lugar, ou simplesmente comprar no momento que chegar, porem sempre sem pegar fila alguma.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil 



Nenhum comentário:

Postar um comentário