R.B. 5/SET/14 "Brilhante e principalmente fiel"


R.B.

"Brilhante e principalmente fiel"

 

São Paulo, 5 de setembro de 2014 (SEXTA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em queda, podendo inclusive testar o "suporte" dos 60.000pts, diante da piora do "humor" nas principais bolsas mundiais e ainda realizando lucros recentes e (2) o DÓLAR pode voltar a subir, testando a agora "resistência" dos R$ 2,25 e seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu –1,7%, acompanhando o desempenho negativo das bolsas de NY e com os investidores digerindo os resultados das pesquisas Ibope e Datafolha, divulgadas na noite anterior, que mostraram recuperação da presidenta Dilma e (2) o DÓLAR subiu 0,3% à R$ 2,24, acompanhando o aumento do clima de aversão ao risco entre os investidores, que reduz a demanda por aplicações consideradas mais arriscadas, como a Bolsa, e aumenta a procura por aplicações consideradas mais seguras, como o câmbio.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, devolvendo uma pequena parte dos ganhos recentes, Japão –0,3% e China –0,1%, acompanhando as perdas das bolsas de NY no dia anterior, (2) da EUROPA, Inglaterra 0,1%, França 1,7% e Alemanha 1,0%, impulsionadas pelo anúncio de novas medidas de estímulo pelo BC Europeu, que surpreendeu ao reduzir as taxas básicas de juros e ao lançar um programa de compra de ativos e (3) dos EUA, revertendo uma abertura positiva, S&P –0,1%, DJ –0,1% e NASDAQ –0,2%, em um movimento de uma realização de lucros, que foi intensificado pela cautela antes da divulgação do relatório de emprego de AGO/14, previsto para hoje.

 

Mostrando mais uma vez sua enorme falta de caráter e seu apego ao poder, ontem a presidenta Dilma sinalizou claramente, apenas 1 dia após ter indicado que fará mudanças na sua equipe em um eventual segundo mandato,que Mantega, seu "brilhante e principalmente fiel" ministro da Fazenda, está fora dos seus planos para 2015.

 

Confirmando pela enésima vez o viés intervencionista do governo Dilma, ontem o economista petista Marcio Pochmann, que é um dos representantes da campanha à reeleição da presidenta, afirmou que o Brasil precisa aumentar o número de bancos públicos.

 

Já "nomeado" Ministro da Fazenda em um pouco provável governo de Aécio Neves e também cogitado para o mesmo cargo caso Marina Silva seja eleita, o prestigiado economista Armínio Fraga, ex-presidente do BC, afirmou que o Brasil precisa baixar sua meta de inflação, hoje em 4,5%, e defendeu que a decisão sobre taxas de juros deve ser exclusiva do BC, sem a interferência do governo.

 

Segundo o economista Mansueto Almeida, que é especialista em contas públicas e que colabora com a campanha de Aécio, a vitória de um candidato a presidente da oposição levaria a uma forte entrada de dólares no país, garantindo a manutenção do dólar no patamar atual (em torno de R$ 2,25) sem a necessidade de intervenções diárias do BC no mercado de cambial.

 

Colocando como prioridades o combate à inflação e a responsabilidade fiscal, o economista Alexandre Rands, que é um dos responsáveis pelo programa de governo de Marina Silva, afirmou que a autonomia do BC é "essencial".

 

Impondo uma derrota ao governo, que agora terá menos arrecadação, ontem o Supremo Tribunal Federal decidiu que o IPI deve ser cobrado com base no valor de venda e não com base no preço de de tabela das mercadorias como queria a a Fazenda Nacional.

 

Apesar das constantes ajudas do governo, que reduz impostos e estimula o credito para o setor, em AGO/14 o número de empregados no setor de autoveículos caiu pelo sétimo mês consecutivo, desta vez para 128.739, o que representa um recuo de -0,9% em relação a JUL/14, quando as automobilísticas empregavam 129.869 funcionários.

 

Com o estado brasileiro parado para tentar reeleger a presidenta Dilma, a extremamente aparelhada Agência Nacional de Aviação Civil, conhecida como Anac, tem adiado há semanas a esperada divulgação de novas regras de distribuição de vagas para pouso e decolagem nos aeroportos, o que obviamente está causando críticas das empresas do setor aéreo.

 

Diante de uma combinação entre pouco dinheiro no bolso do brasileiro e baixa rentabilidade da aplicação, em AGO/14 a captação líquida da caderneta de poupança ficou positiva em apenas R$ 518 milhões, o que representa o pior resultado para o referido mês em 8 anos e uma queda de -88,8% na comparação com o resultado auferido em AGO/13.

 

Mesmo depois de o Brasil registrar em JUL/14 o menor saldo de criação de vagas de trabalho com carteira assinada para o mês desde 1999, segundo projeções da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo o comércio deve oferecer 138,7 mil vagas temporárias para o Natal deste ano, o que representaria uma expansão de 0,8% em relação a 2013.


Política:

 

Confirmando uma perigosa e lamentável divisão da sociedade brasileira, que é estimulada por declarações do ex-presidente Lula sobre a "elite branca" do país, segundo uma pesquisa feita apenas em SP Marina Silva tem 42% dos votos, contra 22% de Dilma e 18% de Aécio.

 

Mostrando como é fraco o desempenho do candidato tucano, em MG, seu berço politico, o candidato tucano está em terceiro lugar e tem apenas 22% das intenções de voto, contra 35% de Dilma e 27% de Marina Silva.

 

Usando a maquina publica para ajudar na campanha de Dilma, ontem, faltando cerca de 1 mês para as eleições, o Ministério da Saúde chamou uma coletiva de imprensa para apresentar um balanço de um ano do programa Mais Médicos e divulgar dados de uma pesquisa de opinião que aponta altos índices de aprovação do programa, que é uma vitrine eleitoral da presidenta.

 

Fiel escudeiro de Lula, o terrorista e anarquista João Pedro Stédile, que é considerado o principal líder do MST, mandou mensagem a amigos com críticas ao programa de Marina para a reforma agrária, ressaltando que ele não afetará a "concentração de terra e os interesses do agronegócio".

 

Além de aumentar os ataques a Marina na TV, a campanha do tucano Aécio Neves recrutou aliados como Serra, ACM Neto e Beto Richa para pedir votos para ele na propaganda de rádio.


Crítica:
 
O governo federal diz que "estuda" desde o primeiro semestre deste ano a edição de um pacote de benefícios tributários aos automóveis elétricos e híbridos, com redução do IPI e do Imposto de Importação desses veículos, porem as coisas não caminham por pressão das grandes montadoras e com isto atualmente o Brasil tem uma frota de apenas 3.000 destes veículos, a maioria pertencente a empresas e taxistas.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil 



Nenhum comentário:

Postar um comentário