R.B. 25/SET/14 "Presidenta caloteira"

Estimado leitor.

 

A partir de hoje, por questões operacionais, o R.B. será publicado no blog e no Facebook cerca de 1 hora antes de ser enviado por e-mail.

 

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


R.B.

"Presidenta caloteira"

 

São Paulo, 25 de setembro de 2014 (QUINTA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em alta, acompanhando a valorização das principais bolsas mundiais e também o crescimento das  "apostas" de que no segundo turno, com o mesmo tempo na TV e com embates diretos, Marina Silva vai derrotar a presidenta Dilma e (2) o DÓLAR pode voltar a cair, ainda influenciado pelo aumento do volume de leilões de venda do BC e também acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,5%, iniciando um movimento de recuperação de perdas recentes após uma série de 5 pregões em queda, diante do avanço das bolsas dos EUA e da Europa e impulsionada pelos ganhos nos papéis da Petrobras (0,5%) e da Vale (1,5%), que por sua vez foram beneficiadas pela valorização internacional das commodities e (2) o DÓLAR caiu –1,0% à R$ 2,38, seguindo a melhora do "humor" na Bovespa e influenciado principalmente pelo aumento da intensidade dos leilões de venda do BC.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma tendência única, Japão –0,2%, com as exportadoras prejudicadas pela valorização da moeda local (o iene) frente ao dólar e China 1,5%, recuperando as perdas do pregão anterior, diante da expectativa de anuncio de medidas de estímulo econômico, (2) da EUROPA, Inglaterra 0,5%, França 1,2% e Alemanha 0,7%, com os investidores avaliando a saúde econômica da zona do euro e as perspectivas para os estímulos do BC Europeu, já que a confiança dos empresários da Alemanha caiu pelo quinto mês seguido e atingiu o menor nível em 17 meses e (3) dos EUA, com o S&P interrompendo uma sequência de 3 quedas e ficando acima de sua média móvel de 14 dias, S&P 0,8%, DJ 0,9% e NASDAQ 1,0%, com destaques de alta para as ações das empresas do setor construção, diante do anúncio de que as vendas de novas moradias subiram em AGO/14, reduzindo as preocupações criadas com os dados fracos da segunda-feira sobre vendas de moradias existentes.

 

Com os empresários brasileiros dando um exemplo de sustentabilidade, a primeira usina de etanol de segunda geração do Brasil, que é feito a partir da palha e do bagaço da cana e que com o tempo pode se tornar 20% mais barato, começou a operar há cerca de 10 dias em Alagoas.

 

Diante dos preços estratosféricos cobrados por produtos e serviços no Brasil, nos 8 primeiros meses deste ano os gastos dos turistas brasileiros em viagens internacionais atingiram US$ 17,3bi, o que representa um recorde histórico e um forte crescimento na comparação com o valor apurado no mesmo período do ano passado (US$ 16,6bi).

 

"Pagando a conta" de uma política externa que privilegia relações ideológicas à relações comerciais, o BC admitiu que estava errado e revisou para baixo, de US$ 245bi para US$ 240bi, sua projeção para o desempenho das exportações brasileiras em 2014, valor que já está abaixo do verificado em todo o ano de 2013 (US$ 242bi.

 

Fazendo "mais uma maracutaia" para equilibrar as contas publicas e desta vez deixando a conta para o próximo presidente pagar, o governo reduziu em R$ -8,8bi, de R$ 18,9bi para R$ 10,1bi, sua previsão de gastos para 2015 com o pagamento do abono salarial do PIS/Pasep, porem obviamente esta previsão é irreal.

 

Refletindo o desanimo dos empresários com a economia brasileira, segundo projeções da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas, as vendas a prazo para o Dia das Crianças, em 12 de outubro, devem crescer apenas 1,5% neste ano, ante mesmo período em 2013, o que se confirmado será o menor aumento dos últimos 5 anos.

 

Apesar de Dilma garantir em sua propaganda que no ano que vem a economia brasileira vai gerar mais empregos e crescer mais, no Projeto de Lei Orçamentária Anual de 2015, encaminhado pelo governo ao Congresso em AGO/14, a previsão de gastos com o seguro-desemprego no ano que vem é de R$ 36,8bi, o que significa um aumento, em termos nominais, de R$ 9,1bi na comparação com a estimativa deste ano (R$ 27,7bi).

 

Segundo Alessandro Teixeira, coordenador do programa de governo de Dilma, caso a presidenta seja reeleita a política do governo para a indústria ficará como está, o que significa manutenção de medidas protecionistas para o setor, incentivo à compra produtos nacionais e forte apoio dos bancos públicos como o BNDES.


Política:

 

Cada dia mais distante de uma vaga no segundo turno da corrida presidencial, o tucano Aécio, para ajudar seu candidato a governador a chegar ao segundo turno, passou a concentrar sua agenda em MG, onde ele ainda não deslanchou apesar de ser seu reduto político.

 

Diante da intensificação dos ataques covardes e mentirosos que Marina vem sofrendo da presidenta Dilma, a equipe de campanha do PSB decidiu que na reta final deste primeiro turno serão ressaltados os atributos pessoais da candidata, como determinação, superação e experiência e que os embates diretos devem ficar para o segundo turno, quando as duas candidatas terão o mesmo tempo na TV e poderão debater de forma mais direta.

 

Rei da demagogia e aliado de primeira hora da presidenta Dilma, a quem elogia todo dia, ontem, ao saber que mais uma vez teve sua candidatura barrada pela justiça eleitoral, Maluf pediu para sua equipe sorrir, garantiu que vai recorrer ao TSE e ao Supremo Tribunal Federal e ressaltou que hoje mesmo fará uma carreata em SP.

 

Cotado para ser ministro da Educação de Marina Silva, o senador Cristovam Buarque, ex-governador do Distrito Federal, afirmou que já tem pronto um plano educacional para o Brasil.

 

Apesar de ser autor de sucessivas peças de terrorismo eleitoral pregando o discurso do medo caso deixe o poder, o PT, com a maior cara de pau, anunciou que fará uma ofensiva contra as campanhas de Marina e Aécio na Justiça Eleitoral, alegando que quer direito de resposta porque não gostou das críticas feitas pelos adversários à gestão da presidenta-candidata.


Crítica:

 

Acompanhando sua "companheira" Dilma, que no dia anterior chocou o mundo ao criticar o ataque dos EUA aos assassinos e terroristas do Estado Islâmico, ontem, Cristina Kirchner, "presidenta caloteira" da Argentina, acusou os fundos que estão processando o país para recuperar o valor integral da dívida inadimplente de praticar "terrorismo econômico e financeiro".


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil 



Nenhum comentário:

Postar um comentário