R.B. 29/AGO/14 "A onda é uma tsunami"


R.B.

"A onda é uma tsunami"

 

São Paulo, 29 de agosto de 2014 (SEXTA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, acompanhando a melhora do "humor" nas principais bolsas mundiais e o crescimento continuo das chances de derrota de Dilma nas eleições presidenciais e (2) o DÓLAR pode seguir em queda, agora com os R$ 2,25 com resistência, seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu –1,1%, mantendo-se acima do agora suporte dos 60.000pts e com bom volume de negócios (R$ 9,1bi), porem realizando lucros recentes e pressionada principalmente pelo forte recuo das ações da Vale (-4,1%), que por sua vez foi prejudicada pela persistente deterioração dos preços do minério de ferro com entrega imediata na China e (2) o DÓLAR caiu –0,3% à R$ 2,24, rompendo o "suporte" dos R$ 2,25, diante dos leilões de venda do BC e do aumento do fluxo positivo de recursos externos, principalmente diante das expectativas de derrota da presidenta Dilma na disputa presidencial.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão –0,5% e China –0,6%, prejudicadas pela divulgação de dados industriais fracos e com destaque de queda para os papéis da PetroChina (-2,9%), que divulgou um resultado semestral pior que o esperado, (2) da EUROPA, Inglaterra –0,4%, França –0,6% e Alemanha –1,1%, com destaques de queda para os papéis de companhias com forte presença na Rússia, diante da renovação das tensões no Leste Europeu, já que a OTAN informou que há "bem mais" de 1.000 soldados russos operando em território ucraniano e (3) dos EUA, S&P –0,2%, DJ –0,2% e NASDAQ –0,3%, também prejudicadas pelo aumento das tensões entre a Ucrânia e Rússia, apesar da divulgação de dados econômicos positivos, como a segunda leitura do PIB que mostrou que a economia norte-americana cresceu no segundo trimestre mais do que o inicialmente divulgado.

 

Mostrando mais uma vez sua enorme capacidade de falar besteira, apenas ontem Mantega, ministro brasileiro da economia, afirmou que (1) uma eventual derrota de Dilma vai levar o Brasil de volta à recessão e ao desemprego, (2) a política monetária está sendo afrouxada para estimular o crédito para consumo e produção e (3)  o governo cumpriu o chamado tripé econômico "mais que os outros", mantendo a inflação dentro da meta, o câmbio flutuante e uma política de superávit primário.

 

Atuando, obviamente pressionado pelo governo, para ajudar o "setor queridinho" da presidenta, a Caixa Econômica Federal anunciou que irá promover, entre 4 e 6 de SET/14, um feirão que oferecerá linha de financiamento para compra de veículos novos e usados com taxa de juros a partir de 0,93% e carência de três meses para início do pagamento.

 

Começando a desinflar a bolha, que pode escapar de estourar mas certamente irá murchar, (1) atualmente está em 17,9% o percentual de contratos de compra de imóveis novos cancelados na cidade de SP em relação às vendas, o que é quase o triplo do patamar registrado 1 ano atrás (6,7%), levando as incorporadoras a reforçar as ações buscando a revenda de unidades, obviamente com preços mais baixos que os praticados anteriormente e (2) em JUL/14 os processos judiciais de despejo movidos por falta de pagamento de aluguel na cidade de SP subiram 13% quando comparados ao mesmo mês de 2013.

 

Provavelmente como a alta dos juros e o endividamento deixaram o consumidor mais cauteloso ao assumir novas dívidas, o uso de cartões de crédito ou cartões de loja nas compras feitas nos shoppings brasileiros caiu de 40% no ano passado para 32% este ano.

 

Como, diante da alta dos juros, está pagando mais taxa pelos títulos que emite, no primeiro semestre deste ano o BC brasileiro acumulou um lucro de R$ 5,3bi, o que representa o menor valor desde 2009 e menos de 1/3 do resultado auferido no mesmo período de 2013 (R$ 17,7bi).

 

De forma eleitoreira e sem se preocupar em estourar ainda mais as contas publicas, ontem o governo Dilma anunciou que vai trabalhar para que o congresso aprove um salário mínimo de R$ 788,06 em 2015, o que representará um reajuste 8,8% na comparação com o valor atual.

 

Já influenciado pela forte desaceleração da economia brasileira, o IGP-M, usado principalmente para reajustar os aluguéis, registrou deflação de -0,27% em AGO/14, com isto este indicador tem resultado negativo pelo quarto mês consecutivo e acumula alta de 1,56% no ano e de 4,89% nos últimos 12 meses.


Política:
 
Mostrando que "a onda é uma tsunami" e que é mais provável que Marina Silva fique em primeiro lugar no primeiro turno das eleições presidenciais, segundo duas pesquisas regionais divulgadas (1) em SP a candidata do PSB tem 35%, contra 23% de Dilma e 19% de Aécio e (2) em Brasília a substituta de Eduardo Campos tem 35%, contra 20% da petista e 18% do tucano.
 
Mais uma vez mostrando sua "lealdade tucana", o governador tucano Alckmin, candidato a reeleição em SP, exibiu um depoimento de Beto Albuquerque, o vice de Marina Silva, na sua propaganda eleitoral, o que obviamente prejudica seu "companheiro" Aécio Neves, candidato tucano ao Planalto.

 

Agora "mais soltinhos" com a saída de Joaquim Barbosa, os "nobres" ministros do Supremo Tribunal Federal aprovaram na tarde de ontem uma proposta de aumento dos próprios salários, que passará dos atuais R$ 29,4 mil para R$ 35,9 mil, o que representa um incremento de 22% e, elevando substancialmente os gastos públicos, produzirá um efeito cascata no Judiciário, uma vez que o salário dos ministros do Supremo é base para os subsídios de ministros de outros tribunais superiores, juízes e desembargadores, além de membros de tribunais de contas.

 

Poucos dias depois de elogiar o ex-governador José Serra, Marina Silva, a candidata do PSB à Presidência da República, se encontrou ontem por "coincidência" com o referido tucano no aeroporto de Ribeirão Preto e disse que gostaria de contar com ele, caso seja eleita.

 

Desrespeitando o Código Eleitoral, que proíbe estrangeiros de participar de atividades partidárias, inclusive comícios e atos de propaganda, o PT levou ao ar no programa eleitoral de Dilma 2 médicos cubanos para promover o programa Mais Médicos.


Crítica:

 

Racismo é uma burrice que geralmente se aprende em casa, chamar um homem de macaco, com tom pejorativo, é algo repugnante e irracional, porem também é burrice a pessoa que sofre este ataque "acusar o golpe" e dar muita importância ao fato, pois certamente o racismo só existe na cabeça de pessoas irracionais e com enorme sentimento de inferioridade.


PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil 



Nenhum comentário:

Postar um comentário