R.B. 6/MAR/14 ‘’Mais uma maracutaia’’


R.B.

"Mais uma maracutaia"

 

São Paulo, 6 de março de 2014 (QUINTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA, pode subir, tentando uma recuperação após fechar o pregão anterior no menor patamar desde 3/FEV/14 (aos 46.589pts), acompanhando os sinais de melhora do ''humor'' nas principais bolsas do mundo e também beneficiada por boas noticias corporativas de empresas brasileiras, como o anúncio de produção recorde da Petrobrás.

-    O DÓLAR deve seguir em queda, mesmo após fechar o pregão anterior no menor patamar desde 10/DEZ/13, influenciado pelos leilões de venda do BC e também pela manutenção do fluxo positivo de recursos externos, principalmente aqueles destinados a ''investimentos'' na maior taxa real de juros do mundo.

 

ONTEM

-    BOVESPA –1,1%, abriu em leve alta, para na máxima avançar 0,1%, porem logo passou a cair e, com baixo volume de negócios (R$ 3,9bi), manteve a trajetória descendente ao longo do resto do pregão, com destaque negativo para as ações da Vale (-3,4%), que acompanharam o recuo internacional do minério de ferro.

-    DÓLAR –1,0% à R$ 2,32, já abriu em queda e, com poucos negócios, manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, ignorando a piora do ''humor'' na Bovespa e acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana.

-    Na ÁSIA, ainda recuperando as perdas do início da semana, JAPÃO 1,2%, CORÉIA 0,9% e CHINA 0,9%, beneficiadas pela diminuição (1) das preocupações em relação à desaceleração econômica da China após o anúncio da meta de crescimento do país para 2014 e (2) da tensão geopolítica na Ucrânia após Putin, o ditador da Rússia, ordenar a suspensão dos exercícios militares no país.

-    Na EUROPA, sem uma tendência única e com poucos negócios, INGLATERRA –0,6%, FRANÇA 0,1% e ALEMANHA –0,5%, em um movimento de cautela antes da decisão de política monetária do BC Europeu, ao mesmo tempo em que os investidores analisam os desdobramentos da crise entre Ucrânia e Rússia.

-    Nos EUA, sem uma tendência única, S&P –0,1%, DJ –0,2% e NASDAQ 0,1%, diante da divulgação de dados econômicos, como a criação de postos de trabalho no setor privado, que indicam que o ritmo de crescimento do país é "de modesto a moderado".


Economia:
 
Acreditando que o Copom fará no máximo mais uma elevação de 0,25% da taxa básica de juros na sua próxima reunião (em ABR/14), o ''mercado'', menos pessimista, elevou de 1,67% para 170%, suas projeções para o crescimento do PIB deste ano e manteve em 6% suas ''apostas'' para o IPCA de 2014.
 
Fazendo ''mais uma maracutaia'' para melhorar o superávit primário sem ter que cortar gastos públicos, o governo Dilma decidiu que na segunda etapa do leilão do 4G, marcado para AGO/14, vai retirar obrigações das empresas de telefonia para assim poder cobrar um valor maior (R$ 15bi) do que o previsto anteriormente (R$ 6bi) e consequentemente ajudar a salvar as contas do governo.
 
Dando uma ''aula grátis'' para seu colega Mantega de como se estimula e tranquiliza um ''mercado', ontem Janet Yellen, a nova presidente do Fed (''BC'' dos EUA), prometeu fazer todo o possível para promover a economia dos EUA, que segundo ela está operando bem aquém dos objetivos da sua autoridade monetária.

 

Mais uma vez ''apesar da choradeira'' das montadoras brasileiras, que por sua vez são constantemente beneficiadas por medidas do governo federal, nos 2 primeiros meses deste ano as vendas de veículos cresceram 6,69% na comparação com o mesmo período de 2013.

 

-    ''Apostando'' no Brasil, Georges Plassat, presidente-executivo do Carrefour, ''avisou'' que a empresa, que aliás é a segunda maior rede varejista do mundo, pode buscar uma oferta pública inicial de ações no Brasil em 2015.

 

Segundo estimativas do Instituto Brasileiro de Mineração, a produção do setor deve registrar em 2014 o terceiro ano de queda seguida, saindo de um valor de US$ 53bi em 2011, primeiro ano do governo Dilma, para US$ 43bi neste ano, prejudicando ainda mais o resultado da balança comercial tupiniquim.

 

-    A Petrobrás caiu –2,2% e, após o fechamento do pregão, anunciou que em 27/FEV/14 bateu um novo recorde de produção no pré-sal, de 412 mil barris de petróleo por dia, ressaltando que esta marca foi obtida com apenas 21 poços produtores, o que segundo a empresa evidencia a elevada produtividade dos campos do pré-sal.

-    A CSN caiu -3,8%, após o Citi divulgar um relatório recomendando venda da ação, apesar de ter destacado o forte volume de vendas de minério de ferro pela siderúrgica.

-    O Itaú caiu -1,6%, após um dos membros do conselho de administração do banco chileno CorpBanca pedir que a recente associação com o Banco Itaú Chile (BIC) fosse desfeita.


Política:

 

Lutando pelos ''interesses da moto-serra'', representantes do Ministério da Agricultura e do setor ruralista têm pressionado o governo federal a flexibilizar as regras de implantação do novo Código Florestal, que estão sendo finalizadas pela Casa Civil da Presidência.

 

A insatisfação do PMDB com o PT e o Palácio do Planalto, até então restrita ao grupo de deputados federais, chegou aos senadores e certamente foi um dos temas principais discutidos ontem, em Brasília, entre a presidente Dilma e seu criador, o ex-presidente Lula.

 

Mostrando que nem os sindicatos aturam mais a arrogância de Dilma, ressaltando que a pauta trabalhista "que não andou nada nos últimos 4 anos, diversos sindicatos programam passeatas em todas as capitais do país entre o fim de MAR/14 e o começo de ABR/14.

 

Agora muito contrariado e decepcionado com a derrota que sofreu na decisão do Supremo de inocentar Dirceu e seus ''comparsas'' petistas do crime de formação de quadrilha, Joaquim Barbosa certamente deve estar reavaliando a possibilidade de ser candidato a presidente ainda nas eleições deste ano, o que seria uma enorme ''vingança'' contra o governo Dilma.


Crítica:

 

Indicando que consumismo e comunismo muitas vezes andam juntos, a China, apesar do novo lema imposto pelo Partido Comunista ser ''abaixo a ostentação'', é o maior mercado consumidor de artigos de luxo do mundo, sendo responsável por 29% do consumo mundial no setor.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br


Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com

Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho


Nenhum comentário:

Postar um comentário