R.B. 21/MAR/14 ''Se orgulha''


R.B.

"Se orgulha"

 

São Paulo, 21 de março de 2014 (SEXTA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, para fechar em território positivo pelo quinto pregão consecutivo, seguindo o movimento ascendente das demais bolsa mundiais e principalmente ''animada'' com o crescente desgaste da presidenta Dilma e (2) o DÓLAR pode seguir em queda, ainda influenciado pelos leilões de venda do BC e pela melhora do ''humor'' na Bovespa.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 1,5%, revertendo uma abertura negativa, acompanhando a melhora do ''humor'' nas bolsas de NY e impulsionada pelo bom desempenho das estatais, como Petrobrás (4,9%), Banco do Brasil (5,5%) e Eletrobrás (4,3%), e (2) o DÓLAR caiu –0,4% à R$ 2,33, acompanhando a melhora do ''humor'' na Bovespa e a trajetória internacional da moeda norte-americana.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão –1,7% e China –1,4%, em meio às preocupações de que os EUA elevem a taxa de juros antes do previsto e de que a economia chinesa desacelere (2) da EUROPA, sem uma tendência única, Inglaterra –0,4%, França 0,4% e Alemanha 0,2%, com os investidores contrabalançando a perspectiva de uma alta antecipada das taxas de juros nos EUA e uma série de indicadores positivos norte-americanos e (3) dos EUA, S&P 0,6%, DJ 0,7% e NASDAQ 0,3%, revertendo uma abertura negativa, após a divulgação de dados do mercado de trabalho que mostraram que o número de norte-americanos solicitando auxílio-desemprego caiu para os menores níveis em cerca de 3 meses.

 

Enquanto o governo Dilma ''se orgulha'' de financiar a construção de um porto em Cuba e os produtores tupiniquins enfrentam dificuldades homéricas para escoar sua produção, segundo um estudo recente feito pelo Banco Mundial, desde 20012 o Brasil caiu 20 posições no ranking global de logística, ficando agora em 65º lugar entre 160 países.

 

Com o ''pires na mão'', o governo Dilma, que apesar de tentar manter as aparências sabe que a possibilidade de racionamento de energia é real, já começou as tratativas com bancos públicos e privados para viabilizar o empréstimo de R$ 8bi ao setor elétrico anunciado semana passada.

 

Com o objetivo de beneficiar principalmente as grandes empreiteiras,  que por ''coincidência'' são as principais financiadoras das campanhas eleitorais do PT, o governo já tem estudos avançados para dar um tratamento especial à tributação do lucro no exterior de empresas que tenham investimentos produtivos em países estrangeiros, permitindo a elas a isenção na cobrança de Imposto de Renda e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido.


Política:
 
Obviamente apenas em conversas reservadas, o ex-presidente Lula tem dito para seus ''companheiros'' que foi errada a atitude de Dilma de jogar dúvidas sobre o embasamento técnico e jurídico apresentado para a compra pela Petrobras da refinaria em Pasadena, nos EUA, pois assim a presidenta trouxe para o Planalto uma crise que, até então, estava dentro da estatal.

 

Contrariando, de forma unanime, a verão de Dilma, membros do conselho de administração da Petrobras disseram ontem que, à época, não havia indícios para questionar a compra da refinaria nos EUA e a grande maioria assegurou que a operação, com base nos dados apresentados pela área técnica da estatal naquele momento, se mostrava um bom negócio.

 

Mesmo com sua prisão decretada pelo Supremo Tribunal Federal, que o condenou por trocar laqueaduras por votos, o deputado federal Asdrúbal Bentes, do PMDB da Paraíba, disse ontem que não pretende "sair pela janela da Câmara" e que não pensa em renunciar ao mandato.

 

Acusando o golpe e mostrando o quanto é racista, Joaquim Barbosa acusou Ricardo Noblat de preconceito racial pois o referido jornalista escreveu em seu blog que o presidente do Supremo Tribunal Federal foi escolhido por Lula para ser ministro da suprema corte não apenas por seus conhecimentos jurídicos, mas por sua "cor".

 

Após ter dito que o Brasil ''não aguenta mais'' quatro anos de Dilma Rousseff, o presidenciável e governador Eduardo Campos, do PSB, afirmou que as coisas vão piorar no Brasil caso a presidenta seja reeleita na disputa de OUT/14.

 

Em uma resolução política aprovada na reunião do seu diretório nacional, o PT afirma que parcela da mídia "faz questão de pintar um quadro aterrorizador na economia" com o objetivo de tentar influenciar nas disputas eleitorais, e defende a democratização dos meios de comunicação.

 

Sem muitas mudanças em relação à pesquisa anterior, segundo uma pesquisa de intenções de voto para presidente divulgada ontem pelo Ibope Dilma, do PT, tem 40% das intenções de voto, Aécio Neves, do PSDB, tem 13% e Eduardo Campos, do PSB, tem 6%.


Crítica:
 
Além de não deixar nenhum legado em mobilidade urbana, como prometia o governo, segundo uma pesquisa feita pelo Datafolha, 51% dos micro e pequenos industriais paulistas acreditam que efeitos da Copa do Mundo devem atrapalhar a economia brasileira, principalmente pelo fato de que alguns dias de jogos serão feriados ou pontos facultativos.

 

Com a situação totalmente fora de controle, Sergio Cabral, governador do RJ, afirmou que pedirá ajuda às Forças Federais para tentar conter os ataques às unidades de Polícia Pacificadora. 


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com 


Nenhum comentário:

Postar um comentário