R.B. 19/MAR/14 ‘’Mentindo de forma descarada’’


R.B.

"Mentindo de forma descarada"

 

São Paulo, 19 de março de 2014 (QUARTA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em alta, ainda em um movimento de recuperação das fortes perdas já acumuladas no ano (-10,4%), acompanhando o movimento ascendente das demais bolsas mundiais e também a melhora do ''humor'' dos investidores internos, que começam a ''sonhar'' com uma derrota de Dilma nas eleições presidenciais deste ano  e (2) o DÓLAR pode voltar a cair, seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana e influenciado pelos leilões de venda do BC.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 2,3%, acompanhando o movimento ascendente das bolsas dos EUA, em um movimento de "caça de barganhas" após quedas recentes e também repercutindo positivamente as declarações de Tombini, presidente do BC brasileiro, de que o país não está condenado a ter uma inflação ao consumidor acima do centro de meta do governo (4,5%) e (2) o DÓLAR caiu –0,3% à 2,45, com o BC dando continuidade ao seu programa de intervenções diárias no câmbio, desta vez com um leilão de 4.000 contratos de swaps cambiais.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 0,9%, tentando uma recuperação após recuar –6,1% nos 4 pregões anteriores e com destaque de alta para as ações do Softbank (3,2%) e China 0,3%, com os ganhos de ações "verdes", como as das fabricantes de carros elétricos, compensados por quedas em papéis do setor imobiliário, onde os riscos financeiros estão crescendo, (2) da EUROPA, Inglaterra 0,6%, França 1,0% e Alemanha 0,7%, ''aliviadas'' depois que Putin, o presidente da Rússia, sinalizou que não deseja dividir a Ucrânia e (3) dos EUA, S&P 0,7%, DJ 0,5% e NASDAQ 1,2%, em alta pela segunda sessão seguida, com o S&P voltando a se aproximar o deu maior patamar da história e destaques de alta para as ações dos setores de tecnologia, saúde e energia.

 

Apesar de ressaltar que os investidores se "desapaixonaram" dos mercado emergentes, o economista norte-americano Paul Krugman, que já ganhou um Nobel de economia, afirmou ontem, durante uma palestra em SP, que o Brasil tem demonstrado resistência aos efeitos da crise nos EUA e na Europa, o que é positivo.

 

Apresentando um dado bem positivo da economia brasileira, em JAN/14 a receita do setor de serviços, principalmente das empresas de informática e tecnologia da informação, avançou 9,3% em relação a igual período do ano anterior.

 

Mais uma vez ''mentindo de forma descarada'', o que obviamente ajuda a reduzir ainda mais sua credibilidade junto ao ''mercado'', ontem o governo Dilma apresentou a grandes consumidores e empresas de energia vários cenários para o fornecimento de eletricidade em 2014, que mostram que o risco de racionamento é baixo e está dentro do padrão do setor de energia.

 

Preocupados com o não repasse dos custos dos combustíveis aos consumidores e com a governança da Petrobras, acionistas estrangeiros decidiram unir-se para tirar Jorge Gerdau da cadeira de representante dos donos de ações preferenciais no conselho de administração da estatal, já que o referido empresário, que ocupa o cargo há 13 anos, é visto pelo ''mercado'' como mais alinhado ao governo, por ser um dos conselheiros mais ouvidos pela presidenta Dilma.

 

-    A Kroton subiu 4,7%, após ter divulgado que acumulou um lucro líquido de R$ 137,8mi no quarto trimestre do ano passado, valor mais de 3,5 vezes superior ao registrado em igual período de 2012.


Política:

 

Os gritos de volta FHC, no PSDB, e de volta Lula, no PT, fazem muito sentido, já que, de forma diferente do que faz a presidenta Dilma, tanto o tucano como o petista trataram de problemas graves contornando o quanto possível o conflito, tinham habilidade, história e grupos político socialmente relevantes, o que obviamente não ocorre atualmente.

 

Após um dia tenso, de muitas idas e vindas, em que o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, chegou a anunciar o adiamento para a próxima terça-feira da votação do Marco Civil da Internet, o governo decidiu arriscar e vai tentar aprovar hoje o parecer do deputado petista Alessandro Molon mesmo sem fechar um acordo com o PMDB.

 

Preocupado com o ambiente político negativo, inclusive com ameaças de obstrução por parte de peemedebistas, o governo articulou com os senadores aliados uma manobra e derrubou a sessão do Congresso de ontem que analisaria 12 vetos da presidenta Dilma.

 

Pegando o primeiro ''fio da meada'', que provavelmente deve levar a mais um caso descarado de lavagem de dinheiro, Adonias Santiago, secretário da Fazenda do Distrito Federal, mandou investigar se moradores da capital doaram dinheiro para a vaquinha que familiares do ex-deputado José Genoino fizeram para arrecadar cerca de R$ 700 mil para o pagamento da multa fixada pelo Supremo Tribunal Federal no processo do mensalão.

 

Atendendo aos desejos da maioria da população, Renan Calheiros, presidente do Senado, ''avisou'' que pretende colocar, em breve, na pauta de votação da Casa a proposta de emenda à Constituição que reduz a maioridade penal de 18 anos para 16 anos em casos de crimes hediondos.

 

Segundo um ex-executivo do grupo Alstom, que decidiu colaborar com o Ministério Público de SP, a multinacional francesa pagou em 1998 um suborno de R$ 31,9mi, a servidores e políticos do PSDB, para fechar um negócio com estatais paulistas do setor de energia.


Crítica:

 

Enquanto na China, para reduzir a poluição e o transito, o governo incentiva a produção de mini-carros elétricos, no Brasil a montadora chinesa Chery está prestes a iniciar sua produção nacional com o lançamento do QQ, que custará menos de R$ 20 mil e que chegará às lojas em MAI/14 com motor movido apenas a a gasolina.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com 


Nenhum comentário:

Postar um comentário