R.B. 18/MAR/14 ‘’Quanto mais mexe mais Dilma estraga’’


R.B.

"Quanto mais mexe mais Dilma estraga"

 

São Paulo, 18 de março de 2014 (TERÇA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em alta, mantendo como suporte os 45.000pts e, em um movimento de ''caça de barganhas'', reduzindo mais uma parte das fortes perdas acumuladas no ano (-12,4%) e nos ótimos 12 meses (-20,8%), e (2) o DÓLAR pode cair, acompanhando a provável melhora do ''humor'' na Bovespa e também influenciado pelos leilões de venda do BC.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,3%, acompanhando o movimento ascendente das demais bolsas mundiais, mesmo diante de mais um dia de forte queda das ações da Petrobrás (-1,6%), que fechou o dia no menor patamar desde 27/12/205 e (2) o DÓLAR caiu –0,1% à R$ 2,35,  com pouca volatilidade e influenciado pelo relativo alívio das tensões na Ucrânia.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma tendência única, Japão –0,4%, em queda pelo quarto pregão consecutivo, pressionada pelas exportadoras e China 1,0%, com os investidores recebendo bem um plano de urbanização lançado no país no final de semana, (2) da EUROPA, Inglaterra 0,6%, França 1,3% e Alemanha 1,4%, aliviadas pelo fato de que o referendo na Crimeia ainda não levou o Ocidente a adotar sanções muito duras e (3) dos EUA, S&P 1,0%, DJ 1,1% e NASDAQ 0,8%, beneficiadas pela divulgação de dados positivos da economia do país, como o crescimento acima do esperado da produção industrial em FEV/14, e por boas noticias corporativas, como o anúncio de que o Yahoo, cujas ações avançaram 4,0%, vai fazer uma oferta publica de sua empresa de e-commerce Alibaba Group.

 

Indicando um ''pessimismo moderado'', o ''mercado'' elevou, desta vez de 6,01% para 6,11%, suas ''apostas'' para a inflação de 2014 e também aumentou, desta vez de 1,69% para 1,70%, suas previsões para o crescimento da economia brasileira neste ano.

 

Com o Brasileiro, aos poucos e mesmo sem nenhuma educação financeira nas escolas, aprendendo a usar o crédito, em FEV/14 o percentual de cheques devolvidos por falta de fundos ficou em 1,95%, o que representa uma queda na comparação com o patamar registrado em JAN/14 (2,07%).

 

Mesmo com a elevação da taxa básica de juros, em FEV/14, diante do reajuste do salário mínimo e da quitação de parcelas de compras do Natal, interesse do paulistano em contrair uma linha de crédito cresceu 8,3% na comparação com JAN/14.

 

Podendo prejudicar as contas publicas e também ''obrigar'' o governo a recorrer ao Tesouro Nacional mais uma vez, as empresas de transmissão de energia cobram do governo uma conta de R$ 10bi a R$ 15bi, que refere-se à indenização, pendente, de investimentos feitos antes de 2000 pelas empresas que anteciparam a renovação de seus contratos de concessão e que, até o momento, não consta no calendário de pagamento das dívidas do setor elétrico.

 

Falando a verdade, porem irritando profundamente Dilma, já que suas declarações podem incentivar a agencia de classificação de risco Standard & Poor's a rebaixar sua ''nota'' para o Brasil, Garibaldi Alves, ministro da Previdência, o déficit na Previdência deve ficar em R$ –50bi neste ano, e não nos R$ 40,1bi divulgados pela equipe econômica da presidenta.Ele declara que o número projetado não foi discutido com a Previdência e que "não é a expectativa" do ministério. Lembra ainda que, em 2013, o déficit real no final do ano ficou acima do previsto pela Fazenda.

 

Dando mais uma prova da enorme falta de planejamento do governo Dilma, por conta do já esperado aumento da demanda em obras de infraestrutura e das novas concessões rodoviárias, os distribuidores de asfalto alertam para o risco de desabastecimento neste ano, ressaltando que já houve falta temporária do insumo em alguns Estados no ano passado.

 

Confirmando que ''quanto mais mexe mais Dilma estraga'', ontem a agência de classificação de risco Fitch Ratings afirmou que as medidas anunciadas pelo governo na semana passada para ajudar as distribuidoras de energia são um "sinal" de aumento do risco regulatório no setor elétrico.

 

Superando as expectativas mais otimistas, em FEV/14 a economia brasileira, influenciada positivamente por altas contratações no setor de serviços, na indústria e na construção civil, registrou abertura de 260.823 vagas de trabalho, o que representa o melhor resultado para o mês desde FEV/11.

 

-    A Petrobrás caiu –1,6% e ontem, após o fechamento do pregão, foi anunciado que 2 meses depois de ter ocorrido um incêndio na plataforma P-62, na Bacia de Campos, a unidade foi interditada pelo Ministério do Trabalho pois com seu sistema de combate a incêndio deficiente.


Política:
 
Partindo para o conflito, o que certamente não terá um resultado positivo para seu governo, a presidenta Dilma decidiu colocar em votação o Marco Civil da Internet, ressaltando que sua aprovação é ''um ponto de honra'' e ameaçando retaliar quem estiver por trás de uma eventual derrota do governo nessa votação.

 

De olho nas campanhas estaduais e presidencial, o PT prepara para o feriado da Páscoa, entre 18 e 20 de ABR/14, um evento, batizado de ''campus party'', no qual pretende treinar a militância a atuar nas redes sociais, divulgando e reproduzindo ações positivas dos governos de Dilma e Lula, além de contra-atacar notícias negativas.

 

Mais uma vez fazendo propaganda eleitoral de forma irregular, a presidenta Dilma aproveitou um evento na noite de ontem, no interior do Paraná, para exaltar a atuação da ex-ministra e senadora Gleisi Hoffmann, pré-candidata do PT ao governo do Estado.

 

Servidor de carreira da secretaria de Fazenda do governo do Distrito Federal, Gualberto de Sousa Barbosa Gomes, que é um dos irmãos de Joaquim Barbosa, o presidente do Supremo Tribunal Federal, foi convidado para trabalhar na área técnica do gabinete da deputada distrital Liliane Roriz, que é filha e principal herdeira política do ex-governador Joaquim Roriz, adversário histórico do PT.


Crítica:

 

Mesmo com o Brasil crescendo pouco, com as contas publicas se deteriorando e contando com cada dia menos confiança dos investidores, ontem Mantega, ministro brasileiro da Fazenda, teve a ''cara de pau'' de debater ontem, durante o encontro que teve com o secretário de Tesouro dos EUA, um programa de ajuda do FMI à Ucrânia.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com 


Nenhum comentário:

Postar um comentário