R.B. 27/FEV/14 ‘’O caminho mais fácil’’


R.B.

"O caminho mais fácil"

 

São Paulo, 27 de fevereiro de 2014 (QUINTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve seguir em queda, podendo inclusive ''testar o suporte'' dos 46.000pts, desta vez acompanhando as perdas das demais bolsas mundiais e também prejudicada pelo resultado pior que o esperado divulgado ontem pela Vale.

-    O DÓLAR pode voltar a subir, fixando os R$ 2,35 como ''suporte'', influenciado pelo esperado ''humor negativo'' na Bovespa e, mesmo com a elevação da taxa básica de juros ocorrida hoje, também afetado negativamente pela redução da credibilidade econômica do Brasil.

 

ONTEM

-    BOVESPA –0,2%, abriu em alta, para na máxima avançar 0,7%, porem passou a cair na ultima hora do pregão, pressionada principalmente pelo forte recuo da Petrobrás (-3,5%), cujo balanço não agradou o ''mercado'' por conta do aumento do endividamento da estatal.

-    DÓLAR 0,8% à R$ 2,35, abriu em leve queda, para na mínima recuar –0,2%, porem passou a cair na parte da tarde, em um ''ajuste técnico'' após 4 pregões consecutivos de baixa e também acompanhando a piora do ''humor'' na Bovespa e a trajetória internacional da moeda norte-americana.

-    Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO –,5%, devolvendo 1/3 dos ganhos do pregão anterior, com destaques de queda para as exportadoras, como Toyota (-1,3%) e Canon (-1,2%) e CHINA 0,4%, tentando iniciar uma recuperação após 2 dias consecutivos de perdas, principalmente impulsionada pelas ações do setor imobiliário, como China Vanke (1,7%) e Poly Real Estate Group (1,2%).

-    Na EUROPA, devolvendo os ganhos da abertura, causada pela melhora do índice de confiança do consumidor na Alemanha, INGLATERRA –0,5%, FRANÇA –0,4% e ALEMANHA –0,4%, diante de preocupações sobre a crise política na Ucrânia e de incertezas sobre a economia chinesa.

-    Nos EUA, em alta pelo terceiro pregão consecutivo, S&P 0,1%, DJ 0,1% e NASDAQ 0,1%, beneficiadas pela divulgação de um crescimento acima do esperado nas vendas de imóveis residenciais novos, porem em uma sessão dominada por participantes de curto prazo esperando para ver se o S&P se sustentaria em novo nível recorde antes de comprar ou vender.


Economia:

 

Ontem, pela oitava vez consecutiva e provavelmente representando o fim de um ciclo de alta, o Copom elevou a taxa básica de juros da economia brasileira em 0,25%, de 10,50% para 10,75% ao ano, fazendo exatamente o que o ''mercado'' esperava e indicando que, neste ano de eleição, a autoridade monetária tupiniquim vai se preocupar agora mais com o crescimento da economia do que com a inflação.

 

Repetindo algo que todos sabem, segundo o influente jornal Financial Times, ''o caminho mais fácil'' para reconstruir a credibilidade na economia brasileira é Dilma substituir Mantega, seu ministro da Fazenda, por um candidato respeitado e principalmente com visões ''pró-mercado".

 

Evitando um prejuízo com projeções e consequências sombrias para as contas publicas, ontem o ministro do Superior Tribunal de Justiça Benedito Gonçalves determinou a suspensão de todas as ações judiciais que pedem a correção de saldos do FGTS por índices diferentes da TR (taxa referencial).

 

''Apostando'' no promissor setor agrícola brasileiro, a FMC Agricultural Solutions, indústria química norte-americana que produz defensivos agrícolas, vai investir R$ 120mi para construir uma nova fábrica em Araras, que fica a 168 km de SP.

 

Apresentando dois números da economia brasileira que se completam e que se justificam, entre JAN/14 e FEV/14, (1) o Índice de Confiança da Indústria teve queda de -1%, passando de 99,5pts para 98,5pts e (2) o porcentual de famílias endividadas caiu de 63,4% para 62,7%.

 

-    A Embraer subiu 4,2%, após anunciar lucro líquido acima das expectativas do mercado em 2013, ultrapassando algumas de suas próprias previsões para o ano passado, com recuo em despesas e melhora no resultado operacional.

-    A Vale subiu 0,1%, porem ontem, após o fechamento do pregão, anunciou que registrou prejuízo de R$ -14,9bi no quarto trimestre de 2013, após assumir uma dívida de R$ -22bi com o Refis, o que representa uma perda maior do que a esperada pelo ''mercado'' e praticamente zerou os ganhos dos trimestres anteriores.


Política:

 

Podendo até ter razão, mas desrespeitando a opinião dos seus colegas para ''jogar para a torcida'', Joaquim Barbosa, o presidente do STF que já foi protagonista de vários embates durante o julgamento do processo do mensalão, bateu boca com o ministro Luís Roberto Barroso pois teste teve a ''ousadia'' de votar pela absolvição dos réus do crime de formação de quadrilha.

 

Tentando mostrar fidelidade à Dilma, ao ser indagado sobre se a crise entre o Palácio do Planalto e líderes da Câmara poderia se alastrar no parlamento, o presidente do Senado, Renan Calheiros, ''garantiu'' que o clima de insatisfação dos deputados não deve chegar aos senadores.

 

Mantendo o poder dos conservadores e dos preconceituosos, ontem a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados elegeu como seu novo presidente o deputado federal petista Assis Couto, do Paraná, que é católico fervoroso e que é membro da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Vida.


Crítica:

 

Transformada numa seção do departamento estatal de controle de preços e estímulo ao crescimento do Brasil, a Petrobrás, que ontem fechou cotada na Bovespa no menor patamar desde 2005, tem um ''programa monstruoso'' de investimentos, sendo responsável por mais de 10% do investimento do país e fazendo compras de equipamentos nacionais, obviamente piores e mais caros, e é obrigada a comprar combustível no exterior para vende-lo abaixo do custo aqui no Brasil.

 

Coberto de razão, o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, comparou ontem a dura lei anti-homossexual promulgada recentemente em Uganda, que pune com prisão e até com a morte quem ''sair do armário'', à legislação antissemita da Alemanha nazista e ao Apartheid da África do Sul.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br


Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com

Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho


Nenhum comentário:

Postar um comentário