R.B. 24/FEV/14 ‘’Atrasado, corrupto e decadente’’


R.B.

"Atrasado, corrupto e decadente"

 

São Paulo, 24 de fevereiro de 2014 (SEGUNDA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve voltar a subir, para fechar em território positivo pelo quarto pregão consecutivo, reduzindo mais uma parte da baixa ainda acumulada no ano (-8,0%) diante do aumento da ''apostas'' de que, diante da redução dos índices de inflação, a taxa de juros pode subir menos na reunião do Copom desta semana.

-    O DÓLAR pode seguir em queda, para provavelmente romper o ''suporte'' dos R$ 2,35. acompanhando a provável melhora do ''humor'' na Bovespa, seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana e influenciado pelos leilões de venda do BC.

 

SEXTA-FEIRA

-    BOVESPA 0,2%, abriu ''de lado'' e, após um pregão marcado pela forte volatilidade, fechou em leve alta, registrando a terceira sessão consecutiva de ganhos, porem ainda com poucos investidores querendo se manter comprados por muito tempo, principalmente diante das incertezas em relação à economia brasileira.

-    DÓLAR –0,4% à R$ 2,35, já abriu em queda e manteve a trajetória descendente pelo segundo pregão consecutivo, ainda sob a influência positiva da meta fiscal e dos cortes no orçamento de 2014 anunciados no dia anterior pelo governo Dilma.

-    Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO 2,9%, o maior ganho diário do ano e também fechando a primeira alta semanal deste ano, após dados econômicos positivos dos EUA impulsionarem o dólar ante a moeda local (o iene) e estabelecerem um movimento comprador entre as ações de exportadoras e CHINA –1,2%, pressionada pelas ações de petrolíferas, que caíram em meio à realização de lucros após os ganhos registrados no pregão anterior.

-    Na EUROPA, acompanhando a abertura positiva das bolsas de NY, INGLATERRA 0,4%, FRANÇA 0,6% e ALEMANHA 0,4%, com destaques de alta para as ações dos setores de telecomunicações, como Vodafone (3,1%) e Verizon Wireless (4,3%), e do setor industrial, como Saint-Gobain (3,8%) e Technip (2,5%).

-    Nos EUA, devolvendo no final do pregão os ganhos acumulados na abertura, S&P –0,2%, DJ –0,2% e NASDAQ –0,1%, reagindo negativamente a balanços corporativos e a uma queda maior que a esperada nas vendas de moradias no país.


Economia:

 

Após ''garantir'' que o governo está preparado para cobrir eventuais despesas adicionais com o setor elétrico em 2014, devido ao acionamento das caras termelétricas para garantir o abastecimento de energia, Mantega, ministro brasileiro da Fazenda, classificou como "equivocadas" as análises que incluem o Brasil entre os países emergentes mais suscetíveis à turbulência dos mercados financeiros.

 

Apesar de Mantega ''garantir'' que tudo está indo bem, segundo dados oficiais do BC em JAN/14 (1) o déficit em transações correntes do Brasil somou US$ -11,6bi, valor que é um recorde histórico para o mês e (2) o investimento estrangeiro direto somou US$ 5,1bi, o que cobre apenas 44% do rombo das contas externas.

 

Como que mostrando disposição em voltar para o governo, Meirelles, ex-presidente do BC, afirmou que a expansão impressionante do mercado de consumo brasileiro não tem sido acompanhada nos últimos anos de crescimento compatível do investimento em produtividade e infraestrutura, ressaltando que para desatar este nó é preciso conhecer e usar os mercados, formulando políticas que gerem risco e retorno e que viabilizem investimentos.

 

Buscando atrair investidores que acreditam cada vez menos no Brasil e/ou que querem lucrar com a recuperação da economia norte-americana, os bancos brasileiros estão lançando fundos de investimento que permitem a pequenos e médios investidores aplicarem em ações no exterior com valores a partir de R$ 500.

 

Sob cobrança de setores da indústria e do agronegócio por um acordo com os europeus, hoje a presidenta Dilma deve sinalizar em Bruxelas, durante a Cúpula Brasil-União Europeia, que o Brasil está disposto a acelerar um acordo de livre comércio do Mercosul com a União Europeia e também dirá que seu governo quer estreitar as relações com o bloco independentemente dos colegas regionais.

 

-    A Petrobras caiu –0,1% e durante este final de semana foi anunciado pelo Ministério Público do Trabalho um relatório que indica que a empresa precisa melhorar de forma significativa a manutenção das plataformas, para dar condições mais seguras de trabalho aos profissionais embarcados e prevenir tragédias no mar.


Política:

 

Como já é de costume, a presidenta Dilma está muito irritada com a conduta do PMDB na reforma ministerial e atualmente sua maior queixa se refere às conversas com o líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira, para que ele assumisse a Integração.

 

Segundo Eduardo Campos, governador de Pernambuco e pré-candidato à presidência pelo PSB, o governo Dilma está "vivendo de mágica" e o Brasil precisa de um novo pacto político para "salvar as conquistas" econômicas e sociais dos últimos anos.

 

Ainda ''firme e forte'', segundo a ultima pesquisa divulgada a presidenta Dilma mantém a liderança na disputa pela Presidência da República com 47% das intenções de voto e venceria no primeiro turno caso a eleição fosse hoje, já o senador tucano Aécio Neves aparece com 17% e o governador Eduardo Campos, do PSB, tem 12%.

 

Apesar de ''garantir'' que não será candidato à presidente este ano, ressaltando que isto seria admitir o fracasso do governo de sua sucessora, Lula tem afirmado, obviamente de maneira reservada, que Dilma precisa mudar em 2015 num eventual segundo mandato, aprendendo a vender o Brasil no exterior, melhorando a interlocução com o empresariado e centraliza menos suas decisões.


Crítica:

 

Assim como aconteceu com Hitler nas Olimpíadas da Alemanha em 1936, cujas ideias malucas de soberania ariana foram ridicularizadas pelo exemplar atleta norte-americano Jesse Owens, em 2014, durante as Olimpíadas de inverno, o cenário de US$ 51bi montado em Sochi para uma suposta consagração mundial da Rússia de Vladimir Putin apenas revelou com mais clareza como este país segue ''atrasado, corrupto e decadente''.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br


Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com

Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho


Nenhum comentário:

Postar um comentário