R.B. 17/FEV/14 ‘’Nota de esclarecimento que não esclareceu nada’’


R.B.

"Nota de esclarecimento que não esclareceu nada"

 

São Paulo, 17 de fevereiro de 2014 (SEGUNDA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve subir, com bom volume de negócios devido ao vencimento de opções e, acompanhando a melhora do ''humor'' nas bolsas da Europa e dos EUA, dando sequencia o movimento de recuperação das perdas já acumuladas no ano (-6,4%).

-    O DÓLAR pode voltar a cair, com ''boas chances'' de fechar a semana ''testando o suporte'' dos R$ 2,35, acompanhando a melhora do ''humor'' na Bovespa e a trajetória internacional da moeda norte-americana e também influenciado pelos leilões de venda do BC e pelo fluxo positivo de recursos externos.

 

SEXTA-FEIRA

-    BOVESPA 0,8%, abriu ''de lado'', para na mínima recuar –0,2%, porem passou a subir na parte da tarde, recuperando perdas recentes e acompanhando o ''bom humor'' externo, diante do bom resultado do PIB da Europa e dos dados de inflação dentro do esperado na China.

-    DÓLAR –0,7% à R$ 2,38, abriu em leve alta, para na máxima avançar 0,2%, porem passou a cair ainda na parte da manhã, pressionado pelos leilões de venda do BC, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e seguindo o ''humor positivo'' na Bovespa.

-    Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO –1,5%, com as exportadoras prejudicadas pela valorização da moeda local (o iene) frente ao dólar e CHINA 0,8%, acompanhando o fechamento positivo das bolsas de NY no dia anterior e também beneficiada pela divulgação de que o índice de preços ao consumidor do país ficou abaixo do esperado.

-    Na EUROPA, recuperando as perdas da abertura, INGLATERRA 0,1%, FRANÇA 0,6% e ALEMANHA 0,7%, acompanhando a abertura positiva das bolsas de NY e impulsionadas principalmente pela divulgação de dados econômicos positivos sobre a economia do continente, que apontaram para um crescimento da atividade no final do ano passado.

-    Nos EUA, registrando a maior valorização semanal desde o final do ano passado e com NASDAQ fechando no maior patamar desde 17/JUL/00, S&P 0,5%, DJ 0,8% e NASDAQ 0,1%, com os investidores avaliando que o fraco indicador de produção industrial divulgado pela manhã aumentará a cautela do FED (''BC'' local) no processo de redução dos estímulos econômicos.


Economia:

 

Indicando que se nada mudar o Brasil pode ''ficar de recuperação'', segundo as três maiores agências de risco do mundo (Standard & Poor's, Moody's e Fitch), para não ter sua ''nota'' rebaixada o Brasil depende de ações positivas do seu próximo governo e do cenário econômico de 2014, que não pode ser pior do que o de 2013.

 

Como agora que ''fazer amigos'', a presidenta Dilma voltou atrás e decidiu, de última hora, comparecer à Cúpula Brasil-União Europeia, que ocorrerá esta semana, apesar de ainda estar ''irritada'' com a decisão europeia de questionar a política industrial brasileira na Organização Mundial do Comércio.

 

Desdenhando a lei de responsabilidade fiscal, que em tese deveria tornar inelegível os governadores que gastam mais do que arrecadam, segundo dados recém-apurados, em metade dos Estados brasileiros e no Distrito Federal as receitas de 2013 foram insuficientes para cobrir os gastos com pessoal, custeio administrativo e investimentos, o que é fruto principalmente da estratégia adotada nos últimos 2 anos pelo governo Dilma Rousseff para elevar os investimentos em infraestrutura.

 

Segundo dados sistema de acompanhamento da execução orçamentária do governo federal, no ano passado o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes investiu -8% menos do que havia aplicado em 2012 e, com custos em alta e baixo volume de investimentos do governo, o Brasil avança lentamente na expansão das rodovias federais já que, nesse ritmo, seriam necessários mais de 50 anos para asfaltar os 54 mil quilômetros de estradas de terra da malha federal.

 

Além de financiar grandes empresas, no ano passado o BNDES emprestou R$ 63,5bi às empresas de micro e pequeno portes, o que equivale a 33% das liberações totais do banco e também foi um recorde histórico.

 

-    A BMVF subiu 3,7%, porem a empresa, que é ineficiente e não tem concorrência, anunciou que seu lucro líquido recuou -16,2% no quarto trimestre de 2013 na comparação com o mesmo período de 2012.

-    A Brookfield subiu 5,1%, após anunciar que, acreditando que não existe nada melhor para investir do que em si própria, optou por realizar uma oferta pública de aquisição de ações para retirá-la da Bolsa de Valores e fechar seu capital, em uma operação que pode chegar a movimentar R$ 429,8mi e na qual o preço máximo a ser pago por ação aos minoritários será de R$ 1,60, o que representa um prêmio de até 29% sobre o preço de fechamento do papel na sexta-feira (R$ 1,24).

-    A ALL subiu 19,4%, após ter informado que houve avanço na conversa com a Rumo Logística, subsidiária da Cosan, para uma fusão entre ambas as companhias.


Política:

 

Divulgando uma ''nota de esclarecimento que não esclareceu nada'', Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal, afirmou que, com relação a uma possível renúncia ao cargo que hoje ocupa para se candidatar a presidente, (1) já manifestou diversas vezes seu desejo de não permanecer no Supremo até a idade de 70 anos e (2) não existe nenhuma definição com relação ao momento de sua saída, (3) após deixar a condição de servidor público, suas decisões passam a ser de caráter privado e (4) não é (ainda?) candidato a presidente nas eleições de 2014.

 

Levantando novas suspeitas sobre o governo tucano de SP, a estatal paulista CPTM gastou cerca de R$ 2 bilhões para comprar 48 trens em 2008 e 2009 sem fazer pesquisa de preços, como exige a legislação, segundo despachos do Tribunal de Contas do Estado.

 

O longo caminho percorrido por um simples pedido de informação da Polícia Federal ao Senado é capaz de revelar, além da disputa entre Poderes, uma das faces da burocracia brasileira, já que segundo relatos de delegados da Polícia Federal o Senado tem se recusado a fornecer qualquer tipo de informação solicitada diretamente pela autoridade policial, o que dificulta as investigações.

 

-    Com chances quase nulas de vitória, o ex-deputado federal e ex-secretário do Verde e de Saúde da cidade de SP Eduardo Jorge aceitou o convite do PV para disputar à Presidência do Brasil nas eleições deste ano.

 

Mostrando mais uma vez o ''baixo nível'' dos nossos parlamentares, foi divulgado um vídeo de uma audiência com ruralistas no Rio Grande do Sul no qual o deputado federal Luis Carlos Heinze, do PP do RS, define quilombolas, índios, gays e lésbicas como "tudo o que não presta".

 

Incomodado com o andamento da reforma ministerial, o PMDB promete dar muitas dores de cabeça à Dilma esta semana e neste sentido ''prometeu'' derrubar duas medidas de interesse da presidenta, (1) o Marco Civil da Internet e (2) o veto ao projeto que permite a criação de novos municípios.


Crítica:

 

Finalmente ganhando alguma coisa, e desta vez com todo merecimento, Eike Batista, que acreditou que poderia tocar dezenas de empresas iniciantes ao mesmo tempo, foi considerado por Sydney Finkelstein, colunista da BBC, como o pior presidente-executivo do mundo no ano de 2013, já que no ano passado o ''midas do PowerPoint'' perdeu 99% da sua riqueza destruindo bilhões de dólares em ações e conduzindo suas fontes primárias de investimento à falência.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br


Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com

Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho


Nenhum comentário:

Postar um comentário