R.B. 17/OUT/13 ‘’O cara errado no lugar errado’’


R.B.

"O cara errado no lugar errado"

 

São Paulo, 17 de outubro de 2013 (QUINTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve subir, para fechar em território positivo pelo sétimo pregão consecutivo, ampliando os ganhos acumulados neste mês de OUT/13 (6,9%) e reduzindo mais uma parte das perdas acumuladas neste ano de 2013 (-8,2%), diante do ''alivio'' causado pela aprovação de um acordo para evitar o ''calote'' do governo dos EUA.

-    O DÓLAR pode seguir em queda, rumo aos R$ 2,15, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana, seguindo o fluxo positivo de recursos externos e também refletindo uma mudança na posição dos bancos, que passaram a apostar no recuo das cotações no mercado futuro.

 

ONTEM

-    BOVESPA 1,8% (aos 55.973pts), abriu em leve queda, para na mínima recuar –0,1%, porem passou a subir já na primeira hora do pregão e foi ampliando os ganhos ao longo da sessão, impulsionada pela forte valorização das ações da OGX (38,2%) e também ''aliviada'' com os sinais de acordo para evitar o ''calote'' do governo dos EUA.

-    DÓLAR –0,4% à R$ 2,17, já abriu em queda e manteve a trajetória descendente ao longo de todo dia, mesmo diante da ausência do BC na ponta vendedora e da incerteza de que o governo dos EUA chegaria a um acordo para evitar um ''calote'' do país.

-    Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO 0,2%, com baixo volume de negócios, diante da cautela antes da resolução do impasse político nos EUA, e destaque de alta para as ações do setor de seguros, como a Tóquio Marine Holdings (3,1%), diante de ''rumores'' de que a empresa unirá as suas duas unidades de seguros de vida em OUT/14, CHINA –1,8%, em um movimento de realização de lucros e pressionada pela expectativa por uma retomada nas ofertas públicas iniciais de ações e CORÉIA -0,3%, devolvendo os ganhos do pregão anterior.

-    Na EUROPA, revertendo uma abertura negativa, para fecharem próximas dos maiores patamares em 5 anos, INGLATERRA 0,3%, FRANÇA 0,2% e ALEMANHA 0,5%, com destaques de alta para as ações dos bancos, como Barclays (1,4%), Commerzbank (3,14%) e Santander (2,2%), ''animados'' pela expectativa, confirmada após o fechamento do pregão, de que o Congresso dos EUA chegaria a um acordo para acabar com o impasse fiscal da maior economia do mundo.

-    Nos EUA, também revertendo uma abertura negativa, para fecharem próximas das suas máximas históricas, S&P 1,4%, DJ 1,4% e NASDAQ 1,2%, impulsionadas pelo acordo para encerrar o impasse fiscal do país, que reabriu o governo após 16 dias de paralisação e elevou o teto da dívida.


Economia:

 

Conseguindo, aos 45 do segundo tempo, empurrar a sujeira novamente para baixo do tapete, na madrugada de hoje o Congresso dos EUA aprovou uma nova legislação para elevar a capacidade de endividamento do Departamento do Tesouro do país, acabando, ao menos até 7/FEV/14, com a paralisação parcial do governo ao fornecer novos fundos às agências federais que estão fechadas desde 1/OUT/13.

 

Mostrando mais uma vez toda sua ''genialidade'', ontem, como não tinha nada mais brilhante para falar, Mantega, ministro brasileiro da Fazenda, ''alertou'' que se a capacidade do governo norte-americano de contrair dívida não fosse elevada haveria muitos prejuízos à economia brasileira e, sem citar a recente elevação da Selic, que tornou a taxa real de juros da economia brasileira a maior do mundo, ''garantiu'' que a recente queda do dólar é um testemunho de confiança dos mercados no Brasil.

 

Dando sinais positivos da economia brasileira, (1) superando as expectativas, em SET/13 foram criados 211.000 postos de trabalho com carteira assinada no país, o que representa o melhor resultado para o referido mês desde SET/10 e (2) em AGO/13 o Índice de Atividade Econômica do BC cresceu 0,08% ante JUL/13.

 

Pressionado principalmente pelo grupo alimentação (0,61%), na segunda quadrissemana de OUT/13 o IPC, que mede a inflação da cidade de SP, registrou uma alta de 0,37%, número representa uma alta maior em relação a primeira leitura do mês (0,29%) e que ficou dentro do intervalo das previsões de 20 instituições pesquisadas  (de 0,31% a 0,37%).

 

O brasileiro tem cada dia mais dinheiro no bolso, os preços dos produtos no Brasil são cada dia maiores e viajar internamente no país muitas vezes é mais caro que ir para o exterior, com isto nos últimos 5 anos o número de voos partido do Brasil para o exterior aumentou 34% e assim hoje já é possível voar para 58 destinos em 35 países, a partir de 15 cidades brasileiras.


Política:

 

Continuando a aprofundar as medidas populistas cujo objetivo principal é conseguir votos para sua reeleição, ontem, ao invés de investir em educação de qualidade, o governo Dilma decidiu permitir os beneficiários do programa de habitação popular Minha Casa, Minha Vida a comprar tablets com condições especiais de financiamento.

 

Mostrando mais uma vez que ele é ''o cara errado no lugar errado'', ontem o deputado e pastor Marco Feliciano, que preside a Comissão de Direitos Humanos da Câmara, conseguiu aprovar na referida comissão um projeto de lei que autoriza padres e pastores a se recusem a realizar casamentos homossexuais, batizados ou outras cerimônias de filhos de casais gays e também impedir a presença dessas pessoas em templos religiosos.

 

Finalmente começando a trabalhar por sua candidatura à presidente, ontem, após um reunião com a bancada de seu partido na Câmara, Aécio Neves afirmou que o PSDB reúne as "melhores condições" para encerrar o período do PT na presidência da República e ressaltou que as posições de Eduardo Campos e Marina Silva são próximas aos ideais dos tucanos.

 

Aumentando ainda mais os gastos públicos, ontem o Senado aprovou um projeto de lei complementar que abre a possibilidade para criação de 180 novos municípios por intermédio das Assembleias Legislativas dos estados.

 

Preparando uma bandeira de campanha de Dilma, ontem o Senado aprovou a Medida Provisória que trata do programa Mais Médicos, que prevê a importação de profissionais de outros países para atuar em áreas onde os médicos brasileiros não queiram trabalhar sem a necessidade de validação do diploma no Brasil.


Crítica:

 

Acreditando, assim como acreditavam os petistas antes de Lula virar presidente do Brasil, que o país não deve entregar para a iniciativa privada, e principalmente para os ''gringos'', seus ''tesouros'', os petroleiros começam hoje uma paralisação para protestar contra o leilão do campo de Libra, no pré-sal da bacia de Santos.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br


Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com

Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho


Nenhum comentário:

Postar um comentário