R.B. 25/SET/13 ‘’Fazendo populismo’’


R.B.

"Fazendo populismo"

 

São Paulo, 25 de setembro de 2013 (QUARTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve subir, ainda com ''boas chances'' de  buscar o patamar dos 55.000pts, recuperando as perdas do pregão anterior, acompanhando a melhora do ''humor'' nas bolsas da Europa e também impulsionada por boas noticias corporativas divulgadas no Brasil.

-    O DÓLAR pode voltar a cair, mesmo após fechar o pregão anterior no menor patamar desde 27/JUN/13, acompanhando a esperada melhora do ''humor'' na Bovespa e também refletindo uma mudança na posição dos bancos, que passaram a apostar no recuo das cotações da moeda norte-americana no mercado futuro.

 

ONTEM

-    BOVESPA –0,3%, abriu em alta, para na máxima avançar 0,4%, porem logo passou a cair, pressionada pelo recuo das ações da Petrobras (-1,8%) e da Vale (-1,5%), acompanhando a baixa das commodities no mercado internacional e ausência de dados relevantes na agenda de indicadores.

-    DÓLAR –0,4% à R$ 2,19, já abriu em queda e manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, influenciado principalmente pelo anuncio de Tombini, presidente do BC, de que os leilões de venda da moeda norte-americana continuarão.

-    Na ÁSIA, acompanhando as perdas do dia anterior na Europa e diante de preocupações sobre o futuro da política monetária norte-americana, JAPÃO –0,1%, com destaques de queda para ações de empresas do setor imobiliário, CHINA –0,6%, realizando lucros recentes e CORÉIA -0,1%, seguindo a tendência negativa da região.

-    Na EUROPA, revertendo uma abertura negativa, INGLATERRA 0,2%, FRANÇA 0,6% e ALEMANHA 0,3%, ''aliviadas'' pelo anuncio do BC Europeu de que uma nova rodada de liquidez para bancos da zona do euro continua sendo uma possibilidade e ''animadas'' com a divulgação de dados positivos de de confiança do consumidor e manufatura da Alemanha.

-    Nos EUA, sem uma tendência única e após um pregão com bastante volatilidade, S&P –0,3%, DJ –0,4% e NASDAQ 0,1%, divididas entre a divulgação de dados de confiança aquém das expectativas e a forte alta das ações do Facebook (2,6%), que alcançaram a máxima histórica diante de ''rumores'' de que as autoridades chinesas poderão retirar a proibição à internet na zona livre de negócios de Xangai.


Economia:

 

Cada dia com menos ''moral'', Mantega, ministro brasileiro da Fazenda, foi até NY para tentar apaziguar e posteriormente atrair investidores internacionais que, segundo ele, "acham que o Brasil tem mudado muitos as regras" nos leilões para concessões em infraestrutura.

 

Questionado pelo senador tucano Aloysio Nunes, que afirmou que o governo Dilma "se acomodou" com inflação no teto da meta (6,5% ao ano), Tombini, presidente do BC, ''garantiu'' o principal objetivo da autoridade monetária é atingir a meta de 4,5% ao ano.

 

Se adequando à realidade do mercado, o BC reduziu, desta vez de R$ 7bi para R$ 2bi, suas estimativas para o superávit da balança comercial brasileira neste ano e também diminuiu, de R$ 65bi para R$ 60bi, sua previsão para o ingresso de investimentos estrangeiros diretos no país em 2013.

 

Mesmo com a forte alta do dólar acumulada, em AGO/13, confirmando mais uma vez o enorme custo de se viver e de consumir no Brasil, os turistas brasileiros gastaram US$ 2,2bi em viagens ao exterior, o que representa uma alta de quase 16% em relação ao mesmo mês de 2012.

 

No mesmo dia em que os ''nobres parlamentares'' aprovaram uma Proposta de Emenda à Constituição que isenta de impostos os CDs e DVDs com obras de artistas brasileiros, foi divulgado que a indústria de transformação tupiniquim gastou R$ 24,6bi somente para pagar tributos no ano passado, valor que representa 10% da folha de pagamento do setor e o dobro do que investiram em pesquisa, desenvolvimento e inovação.

 

Diante do adiamento do corte de estímulos monetários nos EUA e dos recentes sinais de controle da inflação no Brasil, o ''mercado'' começou a abandonar suas ''apostas'' de que a taxa básica de juros, atualmente em 9,00%, encerrará 2013 em dois dígitos.

 

Financiando, diante da desconfiança dos investidores privados ''quase'' sozinho, o setor produtivo da economia brasileira, nos 7 primeiros meses deste ano o BNDES desembolsou o valor recorde de R$ 102bi em financiamentos, o que representa um aumento de 50% em relação ao mesmo período do ano passado.

 

Com foco no mercado norte-americano, que paga um prêmio pelo etanol de segunda geração, a brasileira GranBio, uma das pioneiras em etanol celulósico no Brasil, espera construir uma usina por ano e colocar pelo menos 1 bilhão de litros de etanol de segunda geração no mercado até 2020, para assim se tornar uma das maiores processadoras de cana do Brasil.

 

-    A TIM subiu 9,6%, após o anuncio de que a espanhola Telefónica, dona da Vivo, vai aumentar a sua participação na Telecom Itália, dona da TIM.


Política:

 

Indicando que a saída do PSB do governo Dilma pode prejudicar o PT mais do que o partido imagina, como Cid Gomes, govenador do  Ceará e membro do PSB, não quer apoiar a candidatura de presidencial do governador Eduardo Campos, de Pernambuco, o PSB convidou a petista Luizianne Lins, ex-prefeita de Fortaleza, a ingressar na legenda e se candidatar ao governo do Estado, garantindo palanque a Campos em 2014.

 

Ex-chefe do gabinete regional da Presidência da República em SP e suposta amante do ex-presidente Lula, Rosemary Noronha foi destituída do serviço público por 11 irregularidades cometidas no exercício de sua função pública, entre eles recebimento de propina, conforme análise final da Controladoria Geral da União sobre o caso.

 

O presidente do Cade, Vinicius Carvalho, que comanda as investigações de cartel em contratos de metrô paulista, foi chefe de gabinete do deputado estadual petista Simão Pedro, em 2003.

 

O partido Rede escalou artistas em uma campanha na internet para dar publicidade às barreiras enfrentadas na obtenção de seu registro, com o ator Marcos Palmeira que diz que o partido é prejudicado por um "procedimento precário de conferência de assinaturas" e a cantora Adriana Calcanhotto que denuncia que sua própria ficha de apoio foi rejeitada pela Justiça Eleitoral.


Crítica:

 

''Fazendo populismo'' e ajudando, de forma desproporcional e injusta, uma classe trabalhadora que influencia muito a opinião publica, ontem os ''nobres'' senadores aprovaram uma Proposta de Emenda à Constituição que isenta de impostos os CDs, DVDs e arquivos digitais com obras de artistas brasileiros e que foi apresentada por sugestão da ministra da Cultura, Marta Suplicy, que ''coincidentemente'' tem dois filhos músicos.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br


Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com

Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho


Nenhum comentário:

Postar um comentário