R.B. 27/AGO/13 ’’Péssima capacidade de articulação política’’


R.B.

"Péssima capacidade de articulação política"

 

São Paulo, 27 de agosto de 2013 (TERÇA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA pode voltar a cair, ''testando o suporte'' dos 51.000pts, prejudicada pela expectativa de elevação da Selic na reunião do Copom desta semana e acompanhando as perdas das bolsas da Europa, diante da divulgação de dados ruins da economia da Espanha.

-    O DÓLAR deve voltar a subir, ''testando a resistência'' dos R$ 2,40, acompanhando a provável piora do ''humor'' na Bovespa e a trajetória internacional da moeda norte-americana e também a crescente redução do fluxo de recursos externos.

 

ONTEM

-    BOVESPA –1,5%, abriu em alta, para na máxima avançar 0,4%, porem logo passou a cair, acompanhando as perdas nas demais bolsas bolsas mundiais e aguardando a divulgação de importantes dados econômicos ao longo da semana, como o resultado do PIB brasileiro do segundo trimestre e a definição de um novo patamar para o juro básico nacional (Selic).

-    DÓLAR 1,3% à R$ 2,38, já abriu em alta e, mesmo com os leilões de venda do BC, manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana, diante das ''apostas'' de que o Fed (''BC'' dos EUA) irá reduzir seus incentivos à economia ainda no terceiro trimestre deste ano.

-    Na ÁSIA, com poucos negócios, uma vez que investidores aguardavam novas notícias do exterior em meio a uma falta de notícias econômicas provenientes da região, JAPÃO 0,2%, CORÉIA 0,9% e CHINA 1,9%, ampliando os ganhos iniciados no final da semana passada, quando uma forte queda nas vendas de novas moradias nos EUA moderou as expectativas de que o BC do país irá reduzir seus estímulos em breve.

-    Na EUROPA, devolvendo os ganhos de sexta-feira, porem com baixos volumes de negócios, INGLATERRA não teve pregão devido a feriado local, FRANÇA –0,1% e ALEMANHA –0,2%, acompanhando as perdas das bolsas de NY e também pressionadas pelo recuo da bolsa da Itália (-2,1%), afetada por renovadas tensões políticas no país.

-    Nos EUA, revertendo uma abertura positiva, S&P –0,4%, DJ –0,4% e NASDAQ –0,1%, após John Kerry, secretário de Estado norte-americano, afirmar que todos os países devem se unir para esclarecer as responsabilidades pelo uso de armas químicas na Síria.


Economia:

 

Confirmando mais uma vez sua enorme capacidade de ''fazer de conta que está tudo bem'', ontem Mantega, ministro brasileiro da Fazenda, classificou a atual turbulência cambial, que levou o dólar a quase R$ 2,40, como uma "minicrise passageira", deflagrada pela expectativa de que, com a recuperação da economia norte-americana, haja migração de investimentos de emergentes para os EUA.

 

Hoje começa a reunião do Copom com o ''mercado apostando'' que, principalmente devido a recente alta do dólar, a taxa básica de juros da economia brasileira será elevada dos atuais 8,5% para 9,0% ao ano, porem também será importante a indicação da autoridade monetária do tamanho deste ciclo de alta da Selic.

 

Acreditando agora que a Selic vai fechar o ano em 9,5%, contra 9,25% na pesquisa passada, o ''mercado'', cada dia mais pessimista, também elevou, de 5,74% para 5,8%, suas ''apostas'' para o IPCA deste ano e reduziu, de 2,21% para 2,20%, suas projeções para o crescimento da economia brasileira em 2013.

 

Sem segurar a cotação do dólar, que era a real intenção da medida, os estrangeiros aproveitaram o fim da cobrança do IOF para aumentar sua exposição a títulos da dívida pública brasileira, no final de JUL/13 que chegou a R$ 289bi ou 15,5% do total, o que é um recorde histórico segundo o Tesouro Nacional.

 

Diante da falta de interessados nos leilões para concessão de ferrovias, fruto da baixa credibilidade da equipe econômica de Dilma e das condições de mercado, o governo federal agora oferece risco zero para os bancos privados financiarem os consórcios, assumindo o risco de calote dos projetos, o que estimula a concessão dos créditos e a redução dos juros.

 

Mostrando que a inflação está controlada, o IPC, que mede a inflação da cidade de SP, registrou uma alta de 0,23% na terceira quadrissemana de AGO/13, patamar maior que na segunda leitura do mês, quando apresentou um avanço de 0,17%, porem menor que a média das ''apostas do mercado'' (0,27%).

 

Dominantes em uma mercado tupiniquim com pouca concorrência, os 3 grandes bancos brasileiros (Bradesco, Itaú e Banco do Brasil), provando que ganham dinheiro com juros altos e com juros baixos, com dólar caro e com dólar barato, são os 3 mais rentáveis da América Latina e dos EUA, segundo levantamento feito pela consultoria Economatica e divulgado ontem.

 

-    A Petrobrás caiu –1,9%, após Mantega, ministro brasileiro da Fazenda, ressaltar que o governo ainda não decidiu se vai autorizar a referida estatal a elevar o preço dos combustíveis neste ano.


Política:

 

Com os ''nobres governantes'' incentivando a ineficiência e o descaso do funcionalismo publico, todos os servidores públicos do Distrito Federal, entre eles os do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal, ganharam direito a um dia inteiro de folga no trabalho para efetuar o recadastramento eleitoral biométrico, procedimento que é obrigatório e que dura no máximo 20 minutos.

 

Ansioso para ver os ''tucanos se bicando'', o que aliás ajudaria a candidatura de Dilma, Paulo Frateschi, secretário nacional de comunicação do PT, afirmou que poderia ''apostar'' que o PSDB não irá realizar prévias para a escolha de seu candidato à Presidência da República, como defende o ex-governador tucano Serra.

 

Com a popularidade em baixa, o que contrata com as duas vezes anteriores, a presidenta Dilma fará hoje sua terceira visita ao Congresso Nacional desde que tomou posse, com o objetivo principal de tentar resgatar a lealdade de sua base.

 

Em franco descolamento da base governista da presidenta Dilma, Eduardo Campos, presidente nacional do PSB e governador de Pernambuco, fez ontem críticas ao relacionamento do Planalto com os partidos aliados e afirmou que falta sintonia entre as legendas no Congresso.

 

Apesar de ainda deixar seu partido à disposição do tucano Serra, o deputado federal Roberto Freire, presidente nacional do PPS, afirmou que se o referido ex-governador tucano preferir ficar no PSDB e apoiar a candidatura de Aécio, o PPS apoiará a candidatura presidencial de Eduardo Campos, do PSB.


Crítica:

 

Ajudando o Brasil a se tornar um país cada dia mais sustentável, ontem o BNDES anunciou que vai lançar linhas de financiamento esta semana para estimular a compra de energia limpa gerada por biomassa e para as pequenas centrais hidrelétricas.

 

Dando mais um exemplo da ''péssima capacidade de articulação política'' do governo Dilma, os editais de concessão de 31 terminais portuários em Santos e Belém, com licitação prevista para até o fim do ano, acabaram desagradando os usuários dos portos, que são quem deveriam beneficiar e que agora criticaram os preços altos, os riscos para as empresas, a falta de regras claras, a baixa competitividade e o possível repasse de custos.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br


Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com

Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho


Nenhum comentário:

Postar um comentário